Vinho Tinto - Principais uvas, armazenamento, serviço e harmonização

Publicado em:

alcohol bottle candlelight candles 95960

O vinho tinto é inegavelmente o tipo de vinho mais apreciado e consumido no mundo todo.

Essa bebida se tornou popular há milhares de anos, em várias partes do mundo, e foi-se desenvolvendo a partir de diferentes produções e técnicas.

Hoje, o vinho acompanha todos os tipos de ocasiões, desde as mais sofisticadas, até encontros simples entre amigos ou uma boa noite relaxante.

Os vinhos tintos, entre os variados estilos, compõe uma vasta categoria, uma vez que seu aroma, sabor e textura dependem de diversos aspectos.

Usualmente, acredita-se que somente a casta da uva interfira no sabor do vinho.

Contudo, elementos como terroir, ou condições de cultivo, madeira, fermentação, armazenamento e envelhecimento também são imprescindíveis.

Com o vinho tinto não seria diferente. São muitas as variedades que surgiram a partir de uma mesma espécie de uva.

Atualmente, especificações de região, técnica e tradição também são importantes para produzir um vinho tinto.

Por se tratar de um vinho com tantas variações, é fundamental conhecer, ao menos, um pouco sobre como essas alternâncias surgiram, e como apreciá-las corretamente.

Além disso, o vinho tinto divide opiniões quanto a contemplação de apreciadores, e pode ser consumido, harmonizado e acompanhado de várias preferências.

Tudo o que você  precisa saber sobre vinho tinto

O que é Vitis Vinifera e os tipos tintos

bunches of grapes hanging from vines 3840335

Para os conhecedores do vinho tinto, já estão familiarizados com a vitis vinifera.

Por outro lado, aqueles que não possuem tanta experiência com essa categoria podem se sentir um pouco confusos.

No entanto, a Vitis Vinifera representa uma peça fundamental na composição dos vinhos tintos.

Trata-se de uma espécie de videira, também conhecida por parreira, especialmente cultivada na Europa, mas também em outras partes do mundo.

A Vitis Vinifera é uma trepadeira da família das vitáceas, que produz a uva. A partir dela, e de diferentes processos de fermentação, dá-se origem ao vinho.

A lista de castas de uvas que compõe a Vitis Vinifera é extensa, e cada uma é capaz de produzir um vinho com sabor, aroma e textura diferentes.

Dessa forma, o vinho tinto pode ser elaborado com cada uma das castas da Vitis Vinifera, e as infinitas combinações levam a resultados distintos e igualmente apreciados.

Em suma, a Vitis Vinifera pode ser destrinchada entre castas de uvas tintas, castas de uvas brancas e castas de uvas rosadas.

Como se pode imaginar, a partir das castas de uvas tintas é que se produz o vinho tinto.

Especificamente os vinhos tintos são caracterizados pela intensa cor vermelha de seu líquido, obtido pelas cascas das uvas tintas, com pigmentação natural em um tom rubi.

Algumas das castas tintas mais famosas podem incluir a Cabernet Sauvignon, Malbec, Merlot, Pinot Noir, Syrah e Tannat, que nomeiam alguns dos vinhos mais refinados do mundo.

Acredita-se que existam, atualmente, uma variedade de 10 mil uvas da espécie Vitis Vinifera, incluindo as castas brancas e rosadas, podendo ser nativas ou modificadas em laboratório.

Taninos e sua importância

Enquanto isso, as principais características que definem o vinho tinto são marcadas pela predominância dos taninos.

Os taninos são compostos fenólicos, partículas presentes não somente nas cascas das uvas, mas também em madeiras, caules e sementes.

Esses polifenóis que compõe o vinho tinto são responsáveis pela sensação de “amarração na boca” que muitos apreciadores relatam ao consumir esse vinho.

Dessa forma, os vinhos tintos são conhecidos por sua secura, além de possuírem maiores níveis de acidez e toques fortes.

Além dos taninos, outros elementos também podem definir a composição do vinho tinto, como tempo de colheita, processo de fermentação, local de armazenamento e envelhecimento do líquido.

Contudo, é importante lembrar que existem infinitas combinações de vinhos tintos, com todas as variáveis apresentadas pela espécie da Vitis Vinifera utilizada, seu terroir, sua produção e contextura.

Enquanto existem determinados padrões e modelos dos vinhos tintos mais apreciados, muitos podem apresentar especificações diferentes.

O não desfrute do vinho tinto pode ser por alguma imprecisão no momento de ser produzido ou servido, mas também por conta de seu sabor marcante.

Muitas pessoas não apreciam a textura seca e o aroma diferenciado predominante nas referências.

Entretanto, seus tipos básicos permitem uma variedade tão grande que dificilmente não haverá um vinho tinto que agrade o paladar do crítico mais exigente.

Tipos básicos de vinho tinto

restaurant bar wine red wine 87224

Uma vez que inúmeros elementos são responsáveis por influenciar na composição do vinho tinto, se tornou necessário definir algumas categorias básicas para definir cada produção.

Os taninos, mencionados acima, alteram o sabor, aroma e textura dos vinhos tintos, a partir de uma maior ou menor presença, especialmente na casca da uva.

Por outro lado, um segundo elemento também é considerado fundamental para definir vinhos tintos.

O chamado corpo dos vinhos refere-se a seu peso, volume e estrutura captada pelo paladar.

Para caracterizar o corpo de um vinho, leva-se em conta, principalmente, elementos naturais presentes na uva utilizada.

Terroir, condições de cultivo, colheita e outras técnicas de vinificação são importantes para formar o corpo do vinho tinto.

Assim, os taninos, somados a elementos naturais e de produção, determinaram três categorias básicas que dividem os tipos de vinhos tintos.

São eles os vinhos tintos de corpo leve, corpo médio e encorpados.

Vinhos tintos de corpo leve

Como o nome pode indicar, os vinhos tintos de corpo leve possuem uma menor presença de taninos.

Com isso, seu sabor se torna mais ácido, pronunciado, com menor teor alcoólico e aroma intenso de frutas vermelhas, especialmente.

As regiões de clima frio costumam produzir mais esse tipo de vinho tinto, principalmente na Europa, cujas temperaturas em determinados locais são mais baixas.

Sua composição possui pouca estrutura e cor mais pálida, uma vez que os taninos presentes nas castas de uvas são responsáveis pela pigmentação.

Vinhos tintos de corpo leve costumam ser bastante apreciados, em particular por aqueles que não estimam a textura mais seca e forte das demais categorias.

Um vinho tinto de corpo leve bastante famoso e sofisticado é o Pinot Noir da Borgonha, sendo, inclusive, um dos mais caros.

Vinhos tintos de corpo médio

Os vinhos tintos de corpo médio estão no meio do caminho entre o corpo leve e o encorpado.

Não possuem pequena presença de taninos, como os corpos leves, mas sua composição não chega a ser extremamente marcante.

Assim, carrega características moderadas, com acidez ligeiramente presente, traços iniciais de frutas vermelhas em seu aroma e textura mediana no quesito secura.

Entre os três tipos básicos, acredita-se que o vinho tinto de corpo médio seja o mais versátil para harmonizações e apreciação em geral.

Diferentes técnicas de vinificação são responsáveis por mínimas variedades em sua composição.

Alguns dos vinhos tintos de corpo médio mais famosos são o Chianti, produzido na região de Toscana, e o Valpolicella, de Verona.

Vinhos tintos encorpados

Finalmente, os vinhos tintos encorpados compõe a terceira categoria dos tipos básicos.

Suas características são marcantes. A alta presença de taninos faz com que seu líquido preenche a boca de modo significativo na questão secura.

Utiliza uvas de cascas mais grossas, e seu líquido é mais escuro e denso, com aroma de frutas negras.

Possui, também, um alto nível de teor alcoólico. Suas técnicas de fermentação podem ser modificadas de acordo com cada região.

Assim, é de costume que lugares de temperatura mais quente sejam os responsáveis pelos vinhos tintos mais encorpados.

Essa categoria costuma classificar o vinho tinto, e é a que mais divide apreciadores e críticos, por conta de seu sabor forte e textura seca elevada.

Entre os vinhos tintos encorpados mais famosos do mundo, pode-se destacar o Barolo e o Bordeaux, ambos europeus.

Conhecer os tipos básicos de vinhos tintos é importante para saber qual a melhor harmonização ou combinação, visando aproveitar ao máximo a bebida.

Ordem de serviço e temperatura

person holding wine glass 2742687 1

Quando se trata de vinhos, a experiência de apreciação completa não depende unicamente do líquido e seus acompanhamentos, mas sim de toda uma estrutura.

Dessa forma, um dos elementos fundamentais para prezar de um bom vinho é a ordem de serviço.

Profissionais que trabalham na área estão demasiadamente familiarizados com essa expressão, e até mesmo apreciadores informais devem conhecer, ao menos, seu significado.

A ordem de serviço é aplicado quando existem diversos estilos de vinhos a serem consumidos, servidos e apreciados na ocasião.

Por exemplo, durante um jantar sofisticado, um encontro com amigos ou um momento a dois.

Se há mais de uma opção de vinho para ser servido, então é preciso aplicar uma ordem correta para se consumir.

É importante conhecer a ordem de serviço para que as características de cada bebida não se sobressaiam e acabem prejudicando a apreciação.

Usualmente, a ordem mais simples é: espumantes, vinho branco, vinho rosé, vinho tinto, fortificados e vinhos para sobremesa.

Cada uma dessas categorias possui características mais marcantes, que não irão comprometer o sabor anterior e o atual.

Dentre os vinhos tintos, também há uma ordem de serviço específica.

Procura-se servir primeiro os vinhos tintos de corpo leve, em seguida os de corpo médio, e, por fim, os encorpados.

Essa sequência se deve pelo fator da presença dos taninos, indo do sabor mais suave para o mais marcante.

Temperatura ideal

Além da ordem de serviço, a temperatura na qual o vinho tinto é servido também é de suma importância.

Muitas pessoas mantém o senso comum de que vinhos devem ser servidos quentes, ou, no máximo, em temperatura ambiente.

Contudo, esta ideia é falha. Especialmente os vinhos tintos, é preferível que sejam servidos entre 15°C e 18°C.

Vinhos tintos de corpo leve devem ser servidos entre 15°C e 16°C. Vinhos de corpo médio entre 16°C e 17°C, e, por fim, vinhos tintos encorpados entre 17°C e 18°C.

Servir na temperatura ideal faz com que seu sabor, aroma e textura sejam ressaltados e apreciados ao máximo.

Por outro lado, para aqueles que não possuem adegas ou locais sofisticados para reserva do vinho, não é necessário gastar muito.

Basta refrigerar o vinho tinto duas horas antes de servi-lo, retirando da geladeira por meia hora antes de abrir.

Dessa forma, o líquido se adequará a temperatura sem perder os aspectos que o tornam notável.

Taças adequadas

Muitos não pensam na taça para vinho tinto que combine com a ocasião e a apreciação da bebida, contudo, trata-se de um fator essencial.

Cada vinho, em geral, necessita de um tipo de taça que se adéque às suas características, proporcionando uma acentuação do sabor e da experiência.

Pode não parecer, mas utilizar uma taça inadequada ou copo incomum pode retirar até 50% do cunho original do vinho.

Caso queira comprovar por si mesmo, faça uma experiência em casa.

Compre um vinho tinto e utilize duas taças, uma adequada, e outra comum. Prove o líquido em ambas. Perceba a diferença, quase gritante, de como o sabor e a textura mudam no paladar.

Assim, uma taça para vinho tinto deve cumprir as especificações que a própria bebida exige.

O vinho tinto possui uma maior complexidade de aromas e sabores, que são as duas categorias analisadas para escolher a taça.

Por isso, necessitam de um corpo de taça mais largo, para poderem respirar e liberar todos os aromas adequadamente.

Além do corpo da taça, ela também é composta pela base, para apoio, e pela haste, que é por onde a taça deve ser segurada.

Segurar uma taça pelo corpo pode alterar sua temperatura, e, consequentemente, o gosto.

Existem duas taças mais comuns para vinhos tintos, sendo a Bordeaux e a Borgonha.

Taça Bordeaux

Essa taça possui o corpo mais estreito e longo, comparado a taça Borgonha.

Assim, é indicada para vinhos tintos de corpo médio e encorpados, uma vez que a presença massiva dos taninos proporciona mais aromas.

A taça Bordeaux auxilia na manutenção da essência e evita que ela se dissipe facilmente.

Essa taça para vinho tinto tem sua borda mais fechada, e o corpo não é o mais ideal para girar a bebida, como é de costume de apreciadores.

Taça Borgonha

Enquanto isso, a taça Borgonha é uma excelente taça para vinho tinto de corpo leve.

Seu bojo largo e corpo arredondado são ideais para girar a bebida, trabalhando com o olfato e liberando o aroma mais facilmente.

Como o vinho tinto de corpo leve costuma possuir aroma mais suave, por conta dos taninos pouco presentes, esta taça acomoda sua essência de forma satisfatória.

Tempo de guarda

black barrel lot in a room close up photography 2581022

Usualmente, tem-se a ideia de que a maioria dos vinhos deve ser guardada por vários anos, o chamado envelhecimento.

Acredite-se que preservar o vinho intocado faz com que suas características sejam aprimoradas, como sabor, aroma e textura.

Contudo, este senso comum também é equivocado.

Aconselha-se que grande parte dos vinhos sejam consumidos entre seu terceiro e quinto ano de produção, para aproveitar ao máximo sua essência.

Certamente, existem exceções. Nomes famosos como Bordeaux e Rioja podem ser mantidos por até 50 anos, realçando seu sabor ao ser consumido.

No entanto, vinhos que são preservados por muitos anos acabam se tornando passados e estragados.

Não é diferente com os vinhos tintos. Especialmente os encorpados, que possuem grande quantidade de taninos, podem ser reservados por mais anos, mantendo a acidez.

Recomenda-se verificar se aquela safra permite que a produção seja guardada sem estragar. Quanto mais acidez, maior o tempo que o vinho pode ser preservado.

Dessa forma, vinhos tintos de corpo leve e médio são melhor apreciados até seu quinto ano de produção, quando o sabor está aprimorado ao máximo.

Depois de aberto

Enquanto fechado, o vinho pode ser reservado por um período maior de tempo, mas, depois de aberto, é preciso estar atento.

O manuseio e a perda do oxigênio certamente farão com que seu sabor e aroma sejam alterados.

A recomendação é guardar um vinho na geladeira por até 3 dias depois de aberto, e com ressalvas.

É preferível manter a garrafa fechada com sua rolha, ou uma tampa adequada para tal, em posição vertical e onde não chacoalhe muito.

Novamente, quanto mais acidez e mais taninos possuir, maior será o período de duração.

Dessa forma, vinhos tintos encorpados podem ser armazenados por mais tempo que os de corpo leve e corpo médio.

Contudo, se for possível consumir a bebida em até 3 dias, seu sabor e aroma não terão sofrido grandes alterações.

Harmonizações

photo of person pouring wine into glass besides some cheese 1545529

Finalmente, o vinho tinto é um dos mais versáteis para serem harmonizados.

Isso ocorre por conta da vasta diversidade de vinhos tintos que são produzidos de acordo com cada casta, técnicas de vinificação e outros elementos de influência.

De modo geral, o vinho tinto é um bom harmonizador para diversas refeições, entradas, acompanhamentos e pratos.

Leva-se como via de regra acompanhar a leveza e suavidade da comida com a do vinho. Claro, existem exceções, mas, se estiver em dúvida, lembre-se dessa sugestão.

Para estudar as harmonizações do vinho tinto, precisa-se considerar seus três tipos básicos, o corpo leve, médio e encorpado.

A acidez e a quantidade de taninos em cada tipo é fundamental para harmonizar adequadamente com cada prato ou acompanhamento.

Refeições leves são bem acompanhadas por vinhos tintos de corpo leve. O vinho tinto de corpo médio é bastante versátil, enquanto o vinho tinto encorpado é ideal para pratos mais pesados.

Pratos e acompanhamentos

De modo geral, quase todos os pratos e acompanhamentos podem ser harmonizados com vinho tinto.

Para carnes vermelhas, a regra permanece como mencionado. Quanto mais magra e suave for a carne, mais suave deve ser o vinho.

Assim, cortes sofisticados combinam com vinhos tintos de corpo leve, enquanto refeições que acompanham uma carne mais pesada podem acompanhar o vinho encorpado.

Carnes brancas devem ser consideradas juntas de seu modo de preparo, como molhos e acompanhamentos. Se o conjunto for simples, um vinho tinto de corpo leve é o ideal.

Por outro lado, para os queijos, não há muita dificuldade de harmonização.

Considere a quantidade de sal presente no acompanhamento. Contudo, geralmente queijos moles combinam com vinho tinto suave.

Queijos mais duros já podem acompanhar o vinho tinto encorpado, que ressaltam o sabor ácido com o gosto marcante do queijo.

Massas em geral costumam ser refeições pesadas, e o vinho tinto encorpado pode ser uma ótima escolha, equilibrando ambos os sabores.

Pizzas e frutos do mar também combinam com vinho tinto, basta analisar o conjunto. Pizzas de sabores mais suaves pedem o corpo leve, enquanto sabores mais pesados e marcantes combinam com o encorpado.

Nomes famosos

Se procura harmonizações para vinhos tintos específicos, aqui estão algumas sugestões.

Vinhos como o Pinot Noir, Gamay e Grenache são ótimos com carnes brancas magras, pães, vegetais e cogumelos acompanhados.

Merlot, Carménère e Cabernet Franc são versáteis, podendo acompanhar desde saladas, vegetais e carnes brancas, até pratos com carnes vermelhas, frutos do mar e massas.

Por fim, Carbenet Sauvignon, Malbec e Syrah equilibram perfeitamente acompanhamentos mais gordurosos e salgados, queijos duros e refeições com bastante condimento e sabor marcante.

Caso se preocupe com o que não harmoniza com vinhos tintos, basta analisar a acidez do líquido e seus taninos.

Procure não utilizar vinhos encorpados com refeições muito leves, pois seu sabor será sobreposto pela essência forte do vinho.

Enquanto isso, vinhos de corpo leve não tem seu sabor harmonizado com pratos muito consistentes.

Basta estar atento para esses conjuntos e é possível harmonizar o vinho tinto com qualquer acompanhamento.

Conclusão

Não é por acaso que o vinho tinto se tornou um dos mais apreciados e consumidos do mundo.

Sua composição variada permite uma gama diversa de opções para serem apreciadas por todos os tipos e gostos.

É dividido em três categorias básicas, o vinho tinto de corpo leve, corpo médio e encorpado.

Cada um desses tipos é caracterizado pela quantidade de taninos presente na casta e na produção do vinho.

Os taninos são responsáveis pela acidez e essência marcante do vinho tinto. O corpo leve é suave, o corpo médio é versátil e o vinho tinto encorpado é bastante ácido e possui textura mais seca.

Ainda que os cuidados de apreciação possam parecer muito específicos, eles garantem a completa experiência do saboreio do vinho tinto.

Bem como a taça para vinho tinto correta permite que seu sabor e aroma sejam preservados durante o desfrute.

Geralmente, o vinho tinto é bem simples de ser harmonizado, bastando se atentar para o conjunto da refeição e optando por cada tipo mais ou menos ácido de acordo com os ingredientes.

Assim, o vinho tinto permanece como um dos mais estimados pelos apreciadores, com infinidade de variações para todos os gostos e estilos.

Vinho tinto, agora que você conhece como apreciar, veja as ofertas que preparamos para você:

 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

M. Chapoutier Châteauneuf-du-Pape AOP 2016:

Muito intenso e encorpado, com notas de especiarias e couro; Produtor: M. Chapoutier; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Grenache e Syrah (vinho blend); Nariz: Aromas complexos de frutos vermelhos maduros; Harmonização: Carne vermelha, carne de caça, ensopados e cozidos

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de corpo médio para encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Monti Garbi Superiore D.O.C. Valpolicella Ripasso 2018:

Corpo médio para encorpado, intenso, frutado com nuances da barrica, bem estruturado, taninos macios, boa acidez, delicada doçura; Produtor: Tenuta Sant’Antonio; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Oseleta, Corvinone, Rondinella e Croatina (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas maduras, especiarias, amadeirado; Harmonização: Filé ao molho de morangos, espaguete à putanesca, costelinha suína ao molho barbecue, nhoque de abóbora com cogumelos na manteiga de sálvia, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho Merlot, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o americano…

Turning Leaf Merlot:

Frutado, macio e com leve doçura; Produtor: Turning Leaf; Teor alcoólico: 12%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas como cereja, amora e ameixa madura, com delicada nuance amadeirada; Harmonização: Costela churrasqueada, hambúrguer com fritas, pizza, espaguete ao molho de linguiça fresca, lasanha à bolonhesa, queijos médios

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de leve para médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o português…

Serras de Azeitão Seleção do Enólogo Tinto 2020:

Frutado, corpo leve para médio, fresco, taninos sedosos; Produtor: Bacalhôa Vinhos de Portugal; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Aragonez e Alicante Bouschet (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas como cereja e framboesa, sutis notas de especiarias; Harmonização: Creme de abóbora com carne-seca, bife a rolê, berinjela empanada com queijo

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

Calyptra Zahir D.O. Valle de Cachapoal Cabernet Sauvignon 2012:

Um vinho com complexidade em sabores, encorpado, taninos presentes e macios, textura sedosa e suave, boa acidez, frutado, amadeirado, final longo e persistente; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 15%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas negras e vermelhas maduras como cereja, ameixa, cassis e framboesa. Especiarias, notas herbáceas e amadeirada; Harmonização: Bife ancho, risoto de gorgonzola com nozes, lombo de cordeiro ao molho rotie de amora, cogumelos salteados

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de corpo médio para encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o argentino…

Latitud 33° Cabernet Sauvignon 2020:

Corpo médio para encorpado, taninos firmes, boa acidez, final agradável; Produtor: Terrazas de los Andes; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas como framboesa e morango, especiarias, sutis notas de caramelo e baunilha; Harmonização: Fraldinha na brasa, filé com fritas, pizzas variadas, lasanha à bolonhesa, pimentão recheado, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Les Hauts de Barville Châteauneuf-du-pape 2017:

Encorpado e aveludado, traz taninos jovem mas macios, e envoltos por uma acidez suculenta, com sabores de frutas maduras e nuances minerais que persistem no seu longo final; Produtor: Maison Brotte; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Grenache, Syrah e Mourvèdre (vinho blend); Nariz: Ricamente frutado, com aromas de morango, framboesa e ameixa, sobre notas de especiarias, trufas, alcaçuz e toques de vegetação rasteira; Harmonização: Filé de avestruz com redução de Porto, entrecôte ao molho tapeanade, ravióli de berinjela com recheio de cogumelo ao molho de manjericão e castanha, queijos duros

Compre aqui

 


 

Vinho Grenache, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o australiano…

John Duval Annexus Barossa Valley Grenache 2018:

Corpo médio, frutado com nuances herbáceas e de especiarias, complexo, bem estruturado, taninos aveludados, acidez vibrante, excelente frescor, final persistente e agradável; Produtor: John Duval Wines; Teor alcoólico: 14%; Uva: Grenache (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas acompanhadas por notas florais, alcaçuz, de ervas e de especiarias doces; Harmonização: Filé mignon suíno com molho de frutas vermelhas, frango assado com batatas, risoto de abóbora com grana padano e alecrim, queijos

Compre aqui

 


 

Vinho Syrah encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

Ventisquero Pangea Valle de Colchagua Syrah 2016:

Encorpado, redondo, taninos maduros e firmes, acidez alta, fresco, um vinho bem estruturado, harmonioso equilíbrio entre fruta e madeira, com notas de especiarias e chocolate, final longo, complexo e agradável; Produtor: Viña Ventisquero; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Aromas ricos e complexos, intensos aromas de frutas negras, especiarias, cedro, caramelo e sutis toques minerais especiarias, condimentos e mineralidade proveniente de distintos tipos de solo do Syrah; Harmonização: Carré de cordeiro ao molho de ervas, risoto de funghi, bife ancho ao molho de especiarias

Compre aqui

 


 

Vinho Mataro, de corpo médio para encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o australiano…

John Duval Annexus Barossa Valley Mataro 2018:

Corpo médio para encorpado, equilibrado, generosos sabores de frutas maduras com nuances minerais, taninos maduros, acidez agradável, final longo e complexo; Produtor: John Duval Wines; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Mataro (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas negras maduras, floral como rosas e violetas, especiarias, defumado e um toque de carvalho; Harmonização: Filé mignon ao molho madeira, costela no bafo, risoto de funghi, queijos

Compre aqui

 


 

Vinho Syrah encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o australiano…

John Duval Eligo Shiraz 2016:

Encorpado, elegante, redondo, bem estruturado, frutas negras com nuances terrosas e defumadas, taninos presentes; Produtor: John Duval Wines; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Shiraz (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas negras maduras como ameixa, amora e mirtilo, especiarias, notas terrosas, cedro e defumado; Harmonização: Bife ancho na manteiga de ervas, costela no bafo, aligot de mandioquinha com mix de cogumelos na manteiga, queijos

Compre aqui

 


 

Vinho Merlot, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Merlot 2020:

Vinho jovem, corpo médio, frutado, taninos macios, acidez baixa para média; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 13%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas negras como framboesa, sutis notas herbáceas; Harmonização: Frango assado com batatas, pizza de calabresa, carne seca com abóbora, costela suína ao molho barbecue, nhoque ao sugo, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho Syrah encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o australiano…

John Duval Entity Barossa Valley Shiraz 2019:

Encorpado, bem estruturado, opulento, complexo, frutado com nuances de especiarias e toques terrosos, taninos presentes, acidez média, final longo; Produtor: John Duval Wines; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Shiraz (vinho varietal); Nariz: Frutas negras maduras, ameixa e amora, frutas secas, especiarias doces, anis, cravo, tabaco, chocolate amargo e toques terrosos; Harmonização: Bife ancho na manteiga de ervas, costela suína ao molho barbecue, risoto de funghi, queijos

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de leve para médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o português…

Artefacto Tinto 2020:

Frutado, fresco, corpo de leve para médio, taninos macios; Produtor: Luís Duarte Vinhos; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Aragonez, Alicante Bouschet e Trincadeira (vinho blend); Nariz: Frutas negras e vermelhas como ameixa e framboesa, especiarias; Harmonização: Pernil suíno, costela assada, nhoque à bolonhesa, penne à carbonara, berinjela à parmegiana

Compre aqui

 


 

Vinho Refosco dal Peduncolo Rosso encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Fantinel IGT Trevenezie Refosco dal Peduncolo Rosso 2016:

Encorpado, saboroso, persistente e decididamente tânico; Produtor: Fantinel; Teor alcoólico: 13%; Uva: Refosco dal Peduncolo Rosso (vinho varietal); Nariz: Flores vermelhas e negras; Harmonização: Aves nobres, carne assada, macarrão carbonara, pizza de linguiça artesanal, queijos duros

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

Montresor DOCG Amarone della Valpolicella Satinato 2017:

Corpo médio, elegante, taninos redondos, acidez média para alta que proporciona um agradável frescor, harmonia entre a madeira e o frutado; Produtor: Montresor; Teor alcoólico: 15,5%; Uvas: Corvina, Rondinella e Molinara (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, cereja, cacau, chocolate amargo, herbáceo; Harmonização: Rigatoni com ragu de cordeiro, lasanha de berinjela, arroz de pato

Compre aqui

 


 

Vinho Malbec, de leve para médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Altivo Classic Malbec 2021:

Corpo de leve para médio, frutado, taninos macios, acidez agradável; Produtor: Finca Eugenio Bustos; Teor alcoólico: 13%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Notas de frutas vermelhas como framboesa, morango, cereja, nuance floral; Harmonização: Bife à milanesa, penne à bolonhesa, empanada de berinjela com tomate seco e queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

Almaviva EPU 2018:

Encorpado, redondo, equilibrado, frutado, suculento, textura macia, taninos maduros, acidez média que lhe confere agradável frescor, final longo e complexo; Produtor: Almaviva; Teor alcoólico: 15%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Carménère, Merlot e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas e negras maduras como morangos silvestres, cassis e amoras, toques herbáceos, alcaçuz, especiarias e notas de café; Harmonização: Bife angus na parrilla, risoto de funghi, talharim com ragu de costela e queijos duros

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de corpo médio para encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o americano…

Carnivor Cabernet Sauvignon 2018:

Corpo de médio para encorpado, taninos presentes, boa acidez, traço de doçura, final longo; Produtor: Carnivor Wines; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas negras maduras, frutas vermelhas maduras, chocolate, amadeirado, torrefação; Harmonização: Risoto de parmesão, picanha ao forno, iscas de filé-mignon, maminha grelhada, penne à bolonhesa, batata recheada

Compre aqui

 


 

Vinho Sangiovese encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Cantina di Montalcino Brunello di Montalcino DOCG 2016:

Encorpado, com taninos ricos que são equilibrados com acidez e álcool, final envolvente e longo; Produtor: Cantina di Montalcino; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Sangiovese (vinho varietal); Nariz: Intenso, com notas de cereja preta, groselha que são complementados por toques de tostado, e alcaçuz; Harmonização: Queijo grana padano, picanha na brasa

Compre aqui

 


 

Vinho Malbec encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o argentino…

Luigi Bosca Malbec 2020:

Encorpado, intenso, frutado, com taninos muito finos. Final longo, elegante e mineral; Produtor: Luigi Bosca; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutos vermelhos maduros, aromas, notas de alcaçuz e violeta; Harmonização: Parrillada, risoto de cogumelos, paleta de suína ao forno e queijos duros

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de leve para médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o uruguaio…

Pueblo del Sol Roble Cabernet Sauvignon 2020:

Corpo leve para médio, frutado, taninos macios, boa acidez, harmonia entre frutado e sutis notas de madeira; Produtor: Pueblo del Sol; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, frutas negras, especiarias, nuance herbácea; Harmonização: Panqueca de carne, espaguete de abobrinha ao sugo, pimentão recheado com carne moída e queijo, lasanha de presunto e queijo

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de corpo médio para encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Maison Bouachon Duc de Montfort A.O.C. Gigondas 2019:

Corpo médio para encorpado, elegante, frutado com nuances de tosta e especiarias, taninos macios, acidez agradável, final longo; Produtor: Maison Bouachon; Teor alcoólico: 15%; Uvas: Grenache e Syrah (vinho blend); Nariz: Aromas de frutas negras como cassis e groselha, toques de defumado, tosta, especiarias e chocolate; Harmonização: Costela de cordeiro com molho de hortelã, risoto de funghi, massa all’amatriciana

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de leve para médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Urmeneta Reserva Cabernet Sauvignon 2020:

Corpo de leve para médio, acidez agradável, taninos macios; Produtor: Urmeneta; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas negras, especiarias; Harmonização: Bife acebolado com batatas, hambúrguer com bacon, escondidinho de carne, frango ao molho pardo, lasanha à bolonhesa, massas ao molho vermelho, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o francês…

Terre des Anges Pinot Noir 2020:

Delicado, vibrante, com taninos macios e bom equilíbrio; Produtor: Domaines Montariol Degroote; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas como cereja e framboesa; Harmonização: Queijos leves, pizzas de sabores variados, receitas com cogumelos

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Partridge Reserva Cabernet Sauvignon 2018:

Frutado, médio corpo, acidez agradável, taninos macios, especiarias; Produtor: Viña Las Perdices; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras, pimenta, baunilha; Harmonização: Escalopes de mignon ao molho cognac, parmegiana de carne com fritas, bisteca suína com legumes, abobrinha com carne moída ao molho de tomate e orégano, ravióli de queijo na manteiga e sálvia, nhoque de mandioquinha ao molho 4 queijos

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o australiano…

Mrs Q Cabernet Sauvignon 2015:

Encorpado, taninos equilibrados e final longo; Produtor: Quarisa Wines; Teor alcoólico: 13,6%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas maduras, cassis, pimenta preta e tosta; Harmonização: Paleta de cordeiro, pimentão recheado, berinjela grelhada

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Reserva Cabernet Sauvignon 2019:

Médio corpo, taninos presentes, boa acidez, especiarias; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, frutas negras, herbáceo, pimenta-do-reino; Harmonização: Bife à milanesa, fraldinha com farofa, copa lombo, berinjela à parmegiana, queijo Gouda, torta de calabresa

Compre aqui

 


 

Vinho Carménère, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Reserva Carménère 2019:

Médio corpo, frutado, equilibrado, taninos firmes, média acidez; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 13%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Frutas negras, especiarias, café e um leve tostado; Harmonização: Carne de panela, nhoque de mandioquinha com creme de cogumelos, arroz carreteiro e queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de leve para médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o australiano…

Hunter and Fox Cabernet Sauvignon 2019:

Corpo de leve para médio, boa acidez, taninos macios, final agradável; Produtor: Grape Expectations Estates; Teor alcoólico: 12,8%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Ameixa, groselha negra, cedro, louro, especiarias; Harmonização: Bem versátil: Carnes vermelhas e brancas, pizzas

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Dadá Nº 391 Art Cabernet 2020:

Corpo médio com taninos suaves e maduros; Produtor: Finca Las Moras; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas negras, pimenta preta, canela e coco; Harmonização: Fondue de carne, presunto cru, tábua de embutidos, polenta com ragu de linguiça e queijos maduros

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o americano…

Carnivor Bourbon Barrel Aged Cabernet Sauvignon 2018:

Encorpado, bem estruturado, frutado, taninos firmes, acidez equilibrada, final persistente e agradável; Produtor: Carnivor Wines; Teor alcoólico: 15%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas negras maduras, baunilha, tosta e sutis notas de cacau e maple; Harmonização: Bife de chorizo na brasa, batata recheada com mix de cogumelos, hambúrguer angus com geleia de bacon e queijo

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de leve para médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Seremos Cabernet Sauvignon 2021:

Um vinho jovem, frutado, corpo leve para médio, equilibrado, taninos suaves, final redondo; Produtor: Grupo Peñaflor; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Notas de frutas vermelhas e negras, cereja, amora, sutis notas vegetais e de especiarias; Harmonização: Polenta mole com ragu de carne, quibe de forno recheado, lasanha de berinjela

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o francês…

Louis Chevallier Pinot Noir 2019:

Um vinho jovem, leve, com taninos sedosos, frutado e bom final; Produtor: Louis Chevallier; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas, cereja, sutis notas de café em grão com carvalho; Harmonização: Carne de aves, vitela e peixes ricos, como o salmão

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

Undurraga Founder’s Collection D.O. Valle del Maipo Cabernet Sauvignon 2018:

Encorpado, equilíbrio entre frutado e notas provenientes da barrica, textura macia e aveludada, taninos firmes e bem integrados, acidez agradável, final longo e complexo; Produtor: Undurraga; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas negras como amoras, frutas vermelhas como cerejas, notas de tosta, tabaco, toque herbáceo e de especiarias; Harmonização: Bife ancho na parrilla, berinjela à parmegiana, polenta mole com ragu de costela, queijos duros

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de corpo médio para encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

Perez Cruz Reserva D.O Maipo Andes Cabernet Sauvignon 2019:

Corpo médio para encorpado, frutado, taninos presentes, acidez média com bom frescor, final longo e agradável; Produtor: Pérez Cruz; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Carménère e Petit Verdot (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, herbáceo, especiarias, amadeirado; Harmonização: Risoto de filé-mignon, lasanha de berinjela com queijo, contrafilé na brasa

Compre aqui

 


 

Vinho Malbec encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o argentino…

Finca Las Estancas Roble Malbec 2021:

Encorpado e intenso, com taninos sedosos; Produtor: Garbin Estate; Teor alcoólico: 13%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Expressivo, com notas de ameixa e cereja; Harmonização: Parrillada argentina, massas ao molho bolonhesa, quiche de queijo Parmesão

Compre aqui

 


 

Vinho Corvina, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

Tenuta Sant`Antonio Scaia I.G.T. Veneto Corvina 2018:

Aveludado, médio corpo, frutado, boa acidez, taninos macios, final agradável; Produtor: Tenuta Sant’Antonio; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Corvina (vinho varietal); Nariz: Cereja negra madura, amora, framboesa, floral, especiarias; Harmonização: Espaguete com linguiça fresca, risoto de paio com couve, panqueca de frango, lombo suíno assado, lasanha gratinada, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Les Trois Couronnes Châteauneuf-du-Pape AOP 2018:

Paladar encorpado e elegante, com notas picantes; Produtor: Vignerons de l’Enclave; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Grenache, Syrah e Mourvèdre (vinho blend); Nariz: Aroma intenso de frutas negras, com notas de amoras, groselha e especiarias; Harmonização: Carnes de caça assadas, carnes vermelhas, queijos maduros

Compre aqui

 


 

Vinho Pinot Noir, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o francês…

Ropiteau Frères Nuits-St-Georges Rouge 2018:

Médio corpo, taninos macios, boa acidez; Produtor: Ropiteau Frères; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, tosta, terroso, especiarias; Harmonização: Risoto de linguiça fresca, coq au vin, paella, salmão grelhado, espaguete com polpetone, codorna recheada

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de corpo médio para encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Joseph Pellerin Reserve A.O.C. Côtes-du-Rhône 2020:

Corpo médio para encorpado, estruturado, frutado com nuances de especiarias, taninos macios, acidez média para alta que lhe confere bom frescor; Produtor: Joseph Pellerin; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Grenache, Syrah e Mourvèdre (vinho blend); Nariz: Ameixa, amora, cereja, defumado, especiarias; Harmonização: Carne de panela com batatas, pizza de lombo defumado, penne com ragu de linguiça, lasanha de berinjela, queijos duros

Compre aqui

 


 

Vinho Castelão, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o português…

Tinto de Castelão by António Maçanita 2019:

Corpo médio, taninos firmes e boa refrescância; Produtor: António Maçanita; Teor alcoólico: 13%; Uva: Castelão (vinho varietal); Nariz: Frutas negras, como ameixa e mirtilo, tabaco e especiarias; Harmonização: Embutidos, feijoada, carnes vermelhas e carne de porco

Compre aqui

 


 

Vinho Merlot, de leve para médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o sul africano…

Nederburg 56 Hundred Merlot 2019:

Corpo entre leve e médio, taninos macios e acidez agradável; Produtor: Nederburg; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Frutas como framboesas, ameixas e groselhas, notas de baunilha e tosta; Harmonização: Tian de legumes, galinha caipira refogada com quiabo e polenta, tapioca de queijo e carne seca, picanha suína assada, risoto de queijo brie com presunto parma e queijos semiduros

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Gamay leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o francês…

Labouré-Roi Collection La Princesse Maudite A.O.C. Coteaux Bourguignons 2020:

Corpo leve, frutado, taninos macios, acidez média para alta que lhe confere um agradável frescor; Produtor: Labouré-Roi; Teor alcoólico: 13%; Uva: Gamay (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras, floral; Harmonização: Maminha ao forno com legumes, talharim com ragu de carne, nhoque ao sugo

Compre aqui

 


 

Vinho Merlot, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

La Mora D.O.C. Maremma Toscana Merlot 2020:

Frutado, médio corpo, fresco, taninos sedosos; Produtor: Cecchi; Teor alcoólico: 13%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Ameixa, framboesa, cereja, folhas secas; Harmonização: Risoto de linguiça toscana, maminha grelhada com legumes, escondidinho de carne-seca, talharim à carbonara, lombo suíno com crosta de ervas, ravióli de mussarela de búfala com tomate seco

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

Peñalolen Azul 2017:

Marcante, robusto, fresco e frutado; Produtor: Jean-Pascal Lacaze; Teor alcoólico: 14,9%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Petit Verdot e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Cereja e ameixa com sutis notas de hortelã e especiarias; Harmonização: Carnes vermelhas assadas e massas com molhos

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de corpo médio para encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o argentino…

Manos Negras Artesano Malbec 2019:

Corpo médio para encorpado, elegante, frutado, estruturado, tanino bem integrado, acidez média e refrescante, final longo, agradável e complexo; Produtor: Manos Negras; Teor alcoólico: 14,3%; Uvas: Malbec, Cabernet Franc, Petit Verdot e Cabernet Sauvignon (vinho blend); Nariz: Intensos aromas de frutas negras como mirtilo, cereja negra e ameixa seca. Notas florais que lembram violetas e lavanda, sutis notas de madeira; Harmonização: Entrecot grelhado com batata rústica, costelas de porco assadas, cogumelo eryngui grelhado com aligot de mandioquinha

Compre aqui

 


 

Vinho Syrah, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o espanhol…

M De Murviedro Syrah Valencia DOP 2019:

Intenso, denso e frutado, com corpo médio, taninos macios e final longo; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas, com notas de amora e groselha; Harmonização: Nhoque com ragu de linguiça, berinjela à parmegiana, filé mignon ao molho madeira

Compre aqui

 


 

Vinho Syrah, de leve para médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o australiano…

Hunter and Fox Syrah 2019:

Corpo de leve para médio, acidez agradável, taninos macios; Produtor: Grape Expectations Estates; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Syrah (vinho varietal); Nariz: Cereja, baunilha, pimenta branca, chocolate; Harmonização: Bem versátil: Carnes brancas e vermelhas, pizzas

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Nieto Senetiner Blend Collection Malbec – Cabernet Franc – Verdot 2020:

Corpo médio, taninos macios e final persistente; Produtor: Nieto Senetiner; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Malbec, Cabernet Franc e Petit Verdot (vinho blend); Nariz: Aromas de frutas vermelhas e pretas, ervas e especiarias; Harmonização: Carnes vermelhas assadas, massas recheadas, risotos, queijos amarelos

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de corpo médio para encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

Almaviva EPU 2017:

Corpo de médio para encorpado, fresco, taninos sedosos, frutado, tostado, final persistente; Produtor: Almaviva; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Carménère (vinho blend); Nariz: Groselha negra, amora, cereja, chocolate amargo, tabaco, anis, caramelo, mineral; Harmonização: Ancho na parrilla, risoto de funghi porcini, cordeiro ao coulis de menta, pappardelle com ragu de ossobuco, assado de tira com arroz de amêndoas, e queijos duros

Compre aqui

 


 

Vinho Carménère, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Nube de Oro Carménère 2021:

Macio, corpo médio, taninos sedosos; Produtor: Sur Valles Wine Group; Teor alcoólico: 13%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Aromas expressivos de amora, e um toque de especiarias; Harmonização: Queijo Gouda, costela de porco com barbecue, frango grelhado com chimichurri

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Vivaldi Ai Colli Amarone della Valpolicella DOCG 2018:

Complexo, encorpado, taninos maduros e sedosos, final persistente e agradável; Produtor: Vivaldi; Teor alcoólico: 15%; Uvas: Corvina, Corvinone e Rondinella (vinho blend); Nariz: Compota de frutas pretas e vermelhas, especiarias e notas de carvalho; Harmonização: Pernil de cordeiro assado, costela no bafo com mandioquinha, queijo Gorgonzola

Compre aqui

 


 

Vinho Malbec, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Susana Balbo Osadia de Crear Family Selection Malbec 2021:

Corpo médio, textura suculenta com bom corpo e taninos sedosos; Produtor: Susana Balbo Wines; Teor alcoólico: 14%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas, com uma leve pitada de baunilha; Harmonização: Bife angus na parrilla, legumes grelhados com molho chimichurri, sanduíche de costela suína

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Altivo Vineyard Selection Cabernet Sauvignon 2020:

Médio corpo, frutado, taninos macios, média presença de madeira, fresco; Produtor: Finca Eugenio Bustos; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas negras, amadeirado, especiarias, vegetal; Harmonização: Risoto com carne-seca, alcatra ao forno, penne ao sugo, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Dadá Nº 1 Art Wine Malbec e Bonarda 2020:

Suculento, de corpo médio, com taninos doces, redondo; Produtor: Finca Las Moras; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Malbec e Bonarda (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas maduras, baunilha; Harmonização: Vinho de corpo médio, pede pratos da mesma intensidade, cordeiro, como carnes assadas, salada de atum, tábua de queijos duros

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Brondello Maturo Primitivo Puglia IGT 2019:

Encorpado, intenso e frutado, com taninos macios; Produtor: Castellani; Teor alcoólico: 13%; Uva: Primitivo (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutos vermelhos, com notas de alcaçuz e especiarias; Harmonização: Parmegiana de berinjela, ravioli à bolonhesa, filé mignon assado com batatas e queijo

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o chileno…

Nube de Oro Pinot Noir 2021:

Suculento, redondo, com taninos suaves; Produtor: Sur Valles Wine Group; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de morango, cravo e couro; Harmonização: Lasanha de shimeji, queijo Brie, atum grelhado

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o português…

Exemplo Douro DOC 2020:

Bom frescor, maciez e acidez equilibrada; Produtor: Caves Santa Martha; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Touriga Franca, Tinta Roriz, Tinta Barroca e Touriga Nacional (vinho blend); Nariz: Notas de especiarias e frutas vermelhas; Harmonização: Queijos curados e carnes vermelhas e de caça

Compre aqui

 


 

Vinho Syrah, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o francês…

Comte Bivin Grande Cuvée Syrah 2020:

Frutado, com corpo médio e taninos macios; Produtor: Domaine du Père Guillot; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Syrah (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas e pretas; Harmonização: Costela, polenta com ragu de cogumelos, capeletti de carne

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Solis Terra Plan de Dieu A.O.P. Côtes du Rhône Villages 2019:

Robusto, intenso, equilibrado e final persistente; Produtor: Gabriel Meffre; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Grenache, Mourvèdre e Syrah (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, cerejas e notas picantes; Harmonização: Kafta de carneiro grelhado, picanha no forno, polpetone, steak au poivre, arroz de pato

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o português…

Esporão Monte Velho Regional Alentejano Tinto 2019:

Intenso e rico, com estrutura sólida e final persistente; Produtor: Esporão; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Trincadeira, Touriga Nacional, Syrah, Aragonez e outras uvas (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas e especiarias; Harmonização: Maminha grelhada com molho de ervas finas, espaguete com almôndegas ao sugo, pizza de portuguesa, filé de frango a parmegiana, queijos semimoles

Compre aqui

 


 

Vinho Nebbiolo encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Beni di Batasiolo D.O.C.G. Barbaresco 2017:

Encorpado, estruturado, equilibrado, frutado e com notas de especiarias, taninos presentes e maduros, acidez alta que lhe confere bom frescor, final longo, complexo e agradável; Produtor: Beni di Batasiolo; Teor alcoólico: 14%; Uva: Nebbiolo (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras, floral, especiarias, sutis notas de baunilha; Harmonização: Carré de cordeiro com aligot, picanha assada, berinjela à parmegiana

Compre aqui

 


 

Vinho Tempranillo, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o espanhol…

Finca Constancia Parcela 23 Single Vineyard Tempranillo 2019:

Médio corpo, frutado, taninos macios, acidez agradável, bom final; Produtor: Finca Constancia; Teor alcoólico: 14%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, chocolate, tosta, herbal; Harmonização: Risoto de embutidos, rosbife de filé-mignon, batata hasselback com queijo e bacon, puchero, tortellini ao ragu de carne, tagliatelle à carbonara

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o português…

Vinha da Serra Brava Regional Alentejano 2018:

Complexo, encorpado, taninos firmes e macios; Produtor: Ravasqueira; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Aragonez, Touriga Nacional e Viognier (vinho blend); Nariz: Aromas de frutos do bosque, mentol, tosta e cedro; Harmonização: Filé mignon ao molho de gorgonzola, bombom de alcatra ao molho madeira, frango guisado, risoto de funghi porcini

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Nieto Senetiner Fran Blend 2021:

Macio, sedoso, final agradável; Produtor: Nieto Senetiner; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Syrah e Bonarda (vinho blend); Nariz: Chocolate, pimenta preta, louro, ameixa; Harmonização: Massas ao sugo, pizzas de sabores variados, queijos duros

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

Concha y Toro Exportacion Selecto Cabernet Sauvignon 2021:

Complexo, encorpado, taninos redondos e final longo; Produtor: Concha Y Toro; Teor alcoólico: 12%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas maduras como ameixa, groselha e toques de especiarias; Harmonização: Churrasco, queijos maduros, massas encorpadas

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Franc, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Bodega Norton Reserva Cabernet Franc 2019:

Frutado e bem estruturado, com taninos firmes e notas herbais; Produtor: Bodega Norton; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Franc (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas pretas, e notas amadeiradas e de especiarias; Harmonização: Carnes vermelhas grelhadas, massas recheadas, queijos maduros

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o argentino…

Bodega Norton Barrel Select Cabernet Sauvignon 2021:

Encorpado, harmonioso, redondo e persistente; Produtor: Bodega Norton; Teor alcoólico: 14,1%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Complexo, com notas de amoras, pimentas vermelhas, cassis e tabaco; Harmonização: Provolone empanado, escalope de filé mignon ao molho funghi, espaguete com ragu de linguiça

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

Roncalla Tradizione Chianti DOCG 2019:

Frutado, com ótima acidez, taninos macios e final longo; Produtor: Castellani; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Sangiovese, Canaiolo e Ciliegiolo (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas em geleia, toques de violeta; Harmonização: Espaguete ao molho sugo, lasanha, ossobuco

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o francês…

Ropiteau Pinot Noir 2019:

Aveludado, notas frutadas com toque da madeira, acidez equilibrada e boa persistência; Produtor: Ropiteau Frères; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas como cereja, framboesa e morango, associadas a leve nota mentolada, nuance defumada e de especiarias; Harmonização: Risoto primavera com tiras de mignon, rosbife de alcatra, polenta mole com ragu de linguiça e cogumelos, talharim de pupunha com molho branco, chester ao forno, marinada de legumes e cogumelos

Compre aqui

 


 

Vinho Carménère, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Templo Sur Limited Series Carménère 2021:

Saboroso, corpo médio, taninos equilibrados e final agradável; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Vivaz, com notas de amoras maduras e toques picantes; Harmonização: Chili com carne e tortillas, pimentão recheado com carne moída, queijo Parmesão

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Clémentin de Pape Clément Pessac-Léognan AOC 2018:

Encorpado, cheio, com textura rica e aveludada, nuances frutadas e final longo; Produtor: Bernard Magrez; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Merlot, Petit Verdot e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Complexo, com notas de ameixas e groselhas pretas, chocolate, mocha, especiarias indianas e violetas; Harmonização: Massas com funghi porcini, pernil de cordeiro assado com alecrim, bife de alcatra salteado na manteiga de ervas

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

Molino di Sant’Antimo Asso Toscana IGT 2018:

Complexo, estruturado, com taninos macios e final longo; Produtor: Molino di Sant’Antimo; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Sangiovese e Merlot (vinho blend); Nariz: Cereja, ameixa, baunilha e ervas secas; Harmonização: Massa com molho de tomate, lombo assado, carne de panela e queijo Parmesão

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o chileno…

Templo Sur Limited Series Pinot Noir 2021:

Suculento, redondo e harmonioso, com taninos macios e final persistente; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas, como morango, cereja e framboesa; Harmonização: Charcutaria, strogonoff de carne, berinjela à parmegiana

Compre aqui

 


 

Vinho Nebbiolo encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Antiche Cantine Dei Marchesi Di Barolo Barolo DOCG 2017:

Rico, elegante, taninos macios e envolventes, toques picantes e amadeirados; Produtor: Marchesi Di Barolo; Teor alcoólico: 14%; Uva: Nebbiolo (vinho varietal); Nariz: Complexo e duradouro, com notas de frutas maduras, especiarias, absinto, tabaco e rosas; Harmonização: Risoto de trufas, Brasato al Barolo, pato assado

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

La Mora D.O.C.G. Morellino di Scansano 2020:

Médio corpo, frutado, taninos macios, boa acidez, floral, especiarias; Produtor: Cecchi; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Sangiovese e uvas nativas (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas maduras, floral, especiarias; Harmonização: Carne assada, massa à bolonhesa, pizzas variadas, nhoque ao ragu de cogumelos, galinhada, tian de berinjela

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Grenache leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o francês…

Comte Bivin Grande Cuvée Grenache 2020:

Elegante e fresco, com taninos leves; Produtor: Domaine du Père Guillot; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Grenache (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas; Harmonização: Ravióli de ricota com espinafre, risoto de parmesão, batata rosti

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o francês…

Alter Ego Château Palmer Margaux AOC 2017:

Corpo médio, toques expressivos de frutas, taninos firmes, e final longo e vivaz; Produtor: Eleanor; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Merlot, Cabernet Sauvignon e Petit Verdot (vinho blend); Nariz: Notas intensas de frutas pretas, como cerejas, groselhas e framboesas, com toques de pimenta, mentol e cardamomo; Harmonização: Risoto de Parmesão, lombo de avestruz ao molho rôti, costeleta de porco com geleia de pimenta

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Domaine de Saint Ser Cuvée Tradition 2014:

Encorpado. Notas de frutas negras maduras e toques de especiarias. O final é longo com aromas de cereja; Produtor: Domaine de Saint Ser; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Syrah e Cabernet Sauvignon (vinho blend); Nariz: Intensas notas de frutas vermelhas e negras de tipo amoras; Harmonização: Cordeiro, costela de porco e carne vermelha grelhada

Compre aqui

 


 

Vinho Touriga Nacional encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o português…

Larus Touriga Nacional Vinho Regional de Lisboa 2018:

Rico, encorpado, vibrante e com taninos aveludados. O final é longo e persistente, trazendo notas de frutas e especiarias no retrogosto; Produtor: Adega Mãe; Teor alcoólico: 14%; Uva: Touriga Nacional (vinho varietal); Nariz: Cereja madura, amora, cravo e baunilha; Harmonização: Costela no bafo, queijo de ovelha, risoto de Parmesão

Compre aqui

 


 

Vinho Dolcetto, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

Beni di Batasiolo Vigna Bricco di Vergne D.O.C. Dolcetto dAlba 2019:

Fresco, boa presença, taninos macios; Produtor: Beni di Batasiolo; Teor alcoólico: 14%; Uva: Dolcetto (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas e negras, floral, especiarias; Harmonização: Bife Ancho com batata sauté, costelinha suína com risoto de alho poró, fettuccine all’Amatriciana, frango ao molho pardo, polenta cremosa ao ragu de shitake, e queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho Montepulciano encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Brondello Maturo Montepulciano d’Abruzzo DOC 2019:

Encorpado e robusto, com toques de frutas pretas, nuances amadeiradas e de tabaco; Produtor: Castellani; Teor alcoólico: 12%; Uva: Montepulciano (vinho varietal); Nariz: Complexo, com notas de frutas vermelhas maduras, especiarias, alcaçuz e flores; Harmonização: Risoto de carne seca com queijo Coalho, costelinha de porco com mandioca frita, espaguete à bolonhesa

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Templo Sur Limited Series Cabernet Sauvignon 2021:

Agradável, vivaz, corpo médio, taninos redondos; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Expressivo, com notas de amora, cassis e cereja preta, e nuances de mentol e eucalipto; Harmonização: Hambúrguer com Cheddar, maminha assada com ervas finas, queijo Pecorino

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho blend leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o europeu…

Vigne & Tradition Force de France Rouge 2020:

Frutado, equilibrado e delicado; Produtor: Domaine du Père Guillot; Teor alcoólico: 11%; Uvas: Tempranillo, Grenache e Syrah (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas maduras como cereja e morango; Harmonização: Pizzas e queijos suaves

Compre aqui

 


 

Vinho Nero d’Avola encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Canceddi Nero D’Avola Sicilia DOC 2019:

Encorpado e com final persistente; Produtor: Cantine Settesoli; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Nero d’Avola (vinho varietal); Nariz: Aromas de cerejas maduras e ameixas; Harmonização: Bresaola italiana, guisado de carne com batatas, caponata de berinjela

Compre aqui

 


 

Vinho Garnacha, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o espanhol…

La Vaca Limited Edition D.O.P. Cariñena Garnacha 2019:

Corpo médio, frutado, equilibrado; Produtor: Covinca; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas como groselha e framboesa; Harmonização: Filé à parmegiana, nhoque à bolonhesa, enroladinho de frango e bacon, arroz carreteiro, batatas bravas

Compre aqui

 


 

Vinho Bobal encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o espanhol…

Expresión Reserva Bobal Utiel-Requena DOP 2016:

Encorpado, aveludado, taninos macios e final longo; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Bobal (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas maduras, como framboesa e groselha, e nuances de tostado, chocolate e menta; Harmonização: Carnes vermelhas assadas, massas com molhos intensos, queijos curados, legumes assados e bem temperados

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o espanhol…

Baron de Beldon Vino Tinto 2020:

Saboroso, agradável e frutado, com corpo médio, acidez equilibrada e boa persistência; Produtor: Bodegas Bastida; Teor alcoólico: 11%; Uvas: Monastrell e Tempranillo (vinho blend); Nariz: Intenso, com notas de frutas vermelhas, mentol e flores; Harmonização: Queijo Manchego com Jámon Serrano, tortilha de batata com carne moída, pernil de cordeiro assado com alecrim

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

ZioBaffa Toscana IGT 2017:

Corpo médio, taninos finos e presentes, muito fresco; Produtor: Castellani; Teor alcoólico: 12,4%; Uvas: Sangiovese e Syrah (vinho blend); Nariz: Perfume elegante e frutado, com notas de violetas; Harmonização: Carnes vermelhas, massas e queijos

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o argentino…

Anciano Malbec Cabernet Franc 2020:

Redondo e intenso, com notas de frutas pretas maduras e taninos marcados; Produtor: Anciano Wines; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Malbec e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Cereja, ameixa, geleia, folhas de tomateiro e especiarias; Harmonização: Maminha assada na manteiga, charuto de folha de uva, rigatoni ao sugo

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o francês…

Bois Sainte-Anne Bordeaux AOP 2020:

Equilibrado, redondo, frutado e cheio; Produtor: Maison Ginestet; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Merlot, Petit Verdot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Malbec (vinho blend); Nariz: Aromas de amoras maduras e groselhas; Harmonização: Carnes vermelhas, pizzas, queijos amarelos

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Barolo Riva Leone DOCG 2017:

Encorpado, robusto e equilibrado; Produtor: MGM; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Nebbiolo (vinho varietal); Nariz: Notas de frutas vermelhas, especiarias, alcaçuz e caramelo; Harmonização: Carnes vermelhas e de caça assadas, queijos maduros, pratos com cogumelos

Compre aqui

 


 

Vinho Malbec, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o francês…

Purple Malbec 2016:

Médio corpo, taninos moderados e acidez na medida; Produtor: Château Lagrézette; Teor alcoólico: 13%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Aroma dominado pelas ameixas e amoras maduras, toques de grafite e ervas frescas; Harmonização: Entrecôte mal passado ao molho de cogumelos, ossobuco com polenta cremosa, perfeito com churrasco brasileiro

Compre aqui

 


 

Vinho Merlot, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Santa Magdalena Merlot Valle Central D.O. 2020:

Aveludado com acidez moderada e final agradável; Produtor: Bodegas Tagua Tagua; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Ameixa, amora madura e um toque de cacau; Harmonização: Rondele de queijo, nhoque à bolonhesa e arroz de forno

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

Fauna Reserve Cabernet Sauvignon Central Valley D.O 2019:

Intenso, concentrado, e taninos maduros e elegantes; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 13,3%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas maduras, e notas de avelã e chocolate; Harmonização: Carnes vermelhas assadas, massas, queijos fortes

Compre aqui

 


 

Vinho Carménère, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Concha y Toro Exportacion Selecto Carmenere 2021:

Corpo médio e persistente, taninos macios e final herbáceo; Produtor: Concha Y Toro; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Toques herbáceos, de especiarias e frutas silvestres; Harmonização: Pizzas variadas, carnes defumadas

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

De Martino Organic Reserve Cabernet Sauvignon Valle del Maipo D.O. 2020:

Encorpado, textura macia, taninos maduros, acidez fresca e final longo; Produtor: De Martino; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Amora fresca, cassis, cereja madura, violetas e um toque de cacau e especiarias; Harmonização: Bife Ancho, queijo Parmesão, ossobuco com polenta

Compre aqui

 


 

Vinho Merlot, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Santa Alicia Merlot Valle Central 2020:

Corpo médio, estruturado e taninos equilibrados; Produtor: Viña Santa Alicia; Teor alcoólico: 13%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas; Harmonização: Carnes grelhadas, massas ao molho vermelho, queijos amarelos

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Goulart B Black Legion Special Blend Old Vines 2019:

Frutado, elegante, de corpo médio e final redondo; Produtor: Bodega Goulart; Teor alcoólico: 14,2%; Uvas: Malbec e Cabernet Franc (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas com toques de cassis, geléia de cereja, canela e chocolate; Harmonização: Carnes vermelhas grelhadas ou assadas, pizzas e queijos

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o espanhol…

Toro Loco Crianza D.O.P. Utiel-Requena 2017:

Encorpado, redondo, com taninos presentes e macios, acidez agradável e final persistente; Produtor: BVC Bodegas; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Tempranillo e Cabernet Sauvignon (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, notas de pimenta seca, chocolate e licor de cereja; Harmonização: Carnes grelhadas, rabada com polenta mole e agrião, lasanha de cogumelos aos 4 queijos

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o português…

Foral D. Henrique Reserva Dão DOC 2017:

Paladar equilibrado, taninos sedosos e final longo; Produtor: Adega Cooperativa Mangualde; Teor alcoólico: 12,7%; Uvas: Touriga Nacional, Jaén e Aragonez (vinho blend); Nariz: Aroma intenso de compota de frutos silvestres e notas de especiarias; Harmonização: Filet ao 4 queijos, risoto siciliano, queijo feta e pecorino

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o argentino…

La Poderosa Pinot Noir 2021:

Frutado, com acidez equilibrada, taninos suaves e sedosos, final longo; Produtor: Bodega Del Fin Del Mundo; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas, com destaque para morango; Harmonização: Risoto de carne seca, berinjela à parmegiana, estrogonofe de cogumelos

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Rawen Reserva Cabernet Sauvignon Estate Bottled 2020:

Taninos redondos, corpo médio e final persistente; Produtor: Viña Ravanal; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de geleia de frutas vermelhas, baunilha e nuances tostadas; Harmonização: Polpetone recheado, picanha na manteiga e alho, carré de cordeiro na brasa

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Chais du Batard Côtes du Rhône Villages Plan de Dieu 2019:

Encorpado, com taninos maduros, boa acidez e final de boca longo; Produtor: Vignobles & Compagnie; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Grenache e Syrah (vinho blend); Nariz: Amora, mirtilo, pimenta preta e alcaçuz; Harmonização: Filet au poivre, carne de caça e pratos com temperos de ervas

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

Peñalolen Cabernet Sauvignon 2018:

Encorpado, fresco, acidez equilibrada e taninos aveludados; Produtor: Jean-Pascal Lacaze; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Cereja, ameixa, cassis, menta e especiarias picantes; Harmonização: Carnes vermelhas, queijos amarelos, pizzas variadas

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o australiano…

McGuigan The Plan Cabernet Sauvignon 2017:

Encorpado, nuances de frutas vermelhas e pretas, taninos aderentes; Produtor: McGuigan; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aroma intenso de cereja, amora, groselha preta e cacau; Harmonização: Carnes vermelhas, massa recheadas com molhos intensos, queijos maduros

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o espanhol…

Clos Gebrat Priorat DOCa 2019:

Fresco com corpo médio, sabor de frutas maduras e ervas, e notas minerais e apimentadas; Produtor: Vinicola Del Priorat; Teor alcoólico: 15%; Uvas: Carignan, Cabernet Sauvignon, Garnacha e Merlot (vinho blend); Nariz: Aroma apimentado e terroso com toques de groselha preta, mirtilo e ervas; Harmonização: Ravioli de Cordeiro com funghi, feijão branco com linguiça, nhoque com Gorgonzola

Compre aqui

 


 

Vinho Malbec encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o argentino…

Tinto Negro Malbec Uco Valley 2020:

Um vinho encorpado com rica textura em boca, taninos presentes e macios, boa acidez e refrescante; Produtor: Tinto Negro; Teor alcoólico: 13,7%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Intenso aroma floral e de frutas negras maduras; Harmonização: Carnes vermelhas, pratos com molhos de especiarias, vegetais grelhados

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

Villa Puccini Toscana Governo All’Uso Toscano 2018:

De corpo médio, sedoso e com taninos macios. Boa amplitude de sabores; Produtor: Castellani; Teor alcoólico: 13,8%; Uvas: Sangiovese, Ciliegiolo e Cabernet Sauvignon (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas e pretas mistas, com toques de grafite e especiarias; Harmonização: Carne de panela, massa com molho bolonhesa e queijos maduros

Compre aqui

 


 

Vinho Nebbiolo encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Elvio Cogno Bordini Barbaresco DOCG 2018:

Aveludado, elegante, intenso, taninos macios, final persistente; Produtor: Elvio Cogno; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Nebbiolo (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas com notas de tabaco; Harmonização: Massas, queijos saborosos, carnes vermelhas

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o chileno…

Peñalolen Azul 2016:

Marcante, robusto, fresco e frutado; Produtor: Jean-Pascal Lacaze; Teor alcoólico: 15,3%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Petit Verdot e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Cereja e ameixa com sutis notas de hortelã e especiarias; Harmonização: Carnes vermelhas assadas e massas com molhos

Compre aqui

 


 

Vinho Merlot de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Reyna Merlot Central Valley D.O. 2020:

Fácil de beber, taninos macios e notas de framboesa; Produtor: Bodegas Tagua Tagua; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Aroma sutil de morangos maduros, notas de baunilhas e outras especiarias; Harmonização: Pizzas, linguiças, massas com molho vermelho

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o francês…

Baron Guillot Esprit de Vigneron Pinot Noir 2020:

Corpo leve, frutado e de ótima acidez; Produtor: Domaine du Père Guillot; Teor alcoólico: 12,4%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Morango, framboesa, cereja e amora vermelha; Harmonização: Atum selado, carnes brancas, queijo brie

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o uruguaio…

La Mirada Cabernet Sauvignon Canelones 2020:

Bom corpo, taninos presentes e aveludados, acidez média, final longo; Produtor: Aurora Uruguai; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras e toques de alcaçuz ao final; Harmonização: Churrasco, queijos maduros

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Las Mercedes Singular Cabernet Sauvignon 2019:

Frutado, taninos presentes, médio corpo; Produtor: Bouchon Family Wines; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Ameixa madura, cereja negra, especiarias, tabaco, café; Harmonização: Picanha na brasa, risoto de queijo, maminha com crosta de especiarias, tagliatelle com ragu de cordeiro, costela suína ao barbecue, mix de queijos e embutidos

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o australiano…

The Drover Cabernet Sauvignon 2020:

Corpo médio, macio, redondo; Produtor: Dee Vine Estate; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas maduras; Harmonização: Rosbife, cordeiro assado, talharim ao molho de queijos

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Baron Guillot Esprit de Vigneron Cabernet Sauvignon 2020:

Macio, encorpado e de final longo; Produtor: Domaine du Père Guillot; Teor alcoólico: 12%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Cereja, groselha, alcaçuz e canela; Harmonização: Carnes vermelhas, parmesão e um belo hambúrguer

Compre aqui

 


 

Vinho Syrah, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o australiano…

The Drover Shiraz 2020:

Corpo médio, macio, com final agradável; Produtor: Dee Vine Estate; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Aromas de ameixa, groselha preta e especiarias; Harmonização: Picanha ao ponto ou mal passada, costelinha suína com molho barbecue, queijo de ovelha

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Dolcetto leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o italiano…

Elvio Cogno Mandorlo Dolcetto d’Alba DOC 2020:

Frutado, macio e refrescante; Produtor: Elvio Cogno; Teor alcoólico: 13%; Uva: Dolcetto (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas; Harmonização: Pizzas variadas, queijos, aperitivos

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o francês…

Cave de Ladac Edition Limitée Rouge Cuvée Excellence 2020:

Fresco, macio e com boa intensidade de fruta; Produtor: Domaine du Père Guillot; Teor alcoólico: 11%; Uva: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Morango, cereja, amora e ameixa; Harmonização: Cupim assado com batatas, pizza de berinjela, queijo Emmental

Compre aqui

 


 

Vinho Monastrell encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o espanhol…

DNA Murviedro Monastrell Alicante DOP 2018:

Complexo, macio, encorpado e com final longo; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Monastrell (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas maduras com toques apimentados e balsâmicos; Harmonização: Queijo Grana Padano, costela suína ao molho barbecue, picanha de cordeiro com risoto de queijo italiano

Compre aqui

 


 

Vinho Garnacha encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o espanhol…

Doble Cuerpo Hermanos de Sangre Garnacha 2018:

Encorpado, taninos macios, equilibrado e final persistente; Produtor: Raíces Ibéricas; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas maduras, mineral, grafite e especiarias delicadas; Harmonização: Escalopes de mignon ao molho madeira, picanha assada, pasta alla norma, paella vegetariana

Compre aqui

 


 

Vinho Syrah, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o australiano…

McGuigan The Plan Shiraz 2017:

Corpo médio, frutas vermelhas e pretas, taninos macios e notas de especiarias; Produtor: McGuigan; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Aromas de ameixa e cereja preta, nuances de baunilha e pimenta branca; Harmonização: Carnes vermelhas grelhadas, legumes assados, risotos, queijos amarelos

Compre aqui

 


 

Vinho Tannat encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o uruguaio…

Viñedo Valle de Los Manantiales Gran Bodegón Tannat 2020:

Intenso, fresco, elegante e com um toque mineral; Produtor: Familia Deicas; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Tannat (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas e negras maduras, florais de rosas e violetas, e um toque de ervas frescas; Harmonização: Picanha assada, costela bovina no bafo, arroz de pato, polenta mole com ragú de ossobuco, sobremesas à base de chocolate amargo

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho blend leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o espanhol…

Midtown Red Dry Wine:

No paladar é fresco, com taninos aveludados e final longo; Produtor: Vinos y Bodegas; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Tempranillo, Bobal e Garnacha (vinho blend); Nariz: Aroma frutado, com notas de framboesa, cassis e alcaçuz preto; Harmonização: Carnes magras, massas com molho vermelho, charcutaria, queijos semi-duros

Compre aqui

 


 

Vinho Refosco dal Peduncolo Rosso encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Fantinel Borgo Tesis Friuli DOC Refosco 2017:

Encorpado, potente e final marcante; Produtor: Fantinel; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Refosco dal Peduncolo Rosso (vinho varietal); Nariz: Intenso, com notas de frutas vermelhas, ligeiramente herbáceo; Harmonização: Ossobuco com polenta, risoto de funghi secchi, macarrão com almôndegas, embutidos

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Blason d’Issan Margaux AOC 2014:

Taninos macios, excelente estrutura e equilíbrio; Produtor: Château d’Issan; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Merlot e Cabernet Sauvignon (vinho blend); Nariz: Notas florais e de frutas vermelhas, como cassis e framboesas, sobre um fundo especiado; Harmonização: Carnes vermelhas e de caça

Compre aqui

 


 

Vinho Syrah, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o português…

Experimentum Syrah 2018:

Corpo médio, com taninos elegantes e acidez leve; Produtor: Quinta Madre de Água; Teor alcoólico: 13%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Aroma frutado de ameixa preta com notas mentoladas e picantes; Harmonização: Carnes vermelhas e queijos maduros

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Refosco dal Peduncolo Rosso encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Zorzettig Refosco dal Peduncolo Friuli Colli Orientali DOC 2018:

Cheio, robusto e frutado, com taninos redondos e final longo; Produtor: Zorzettig Vini; Teor alcoólico: 13%; Uva: Refosco dal Peduncolo Rosso (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas maduras, como framboesa e cereja preta, e toques minerais; Harmonização: Carnes vermelhas e de caça assadas, queijos envelhecidos, massas variadas

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo para encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o português…

Casa Burmester Reserva D.O.C. Douro Tinto 2017:

Corpo de médio para encorpado, frutado, taninos macios, textura elegante e aveludada, final longo e agradável; Produtor: Burmester; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz (vinho blend); Nariz: Intensos aromas de frutas negras maduras, ameixa, framboesa, amadeirado, tosta; Harmonização: T-bone steak com batatas rústicas, alcatra ao forno, polenta mole com ragu de costela, estrogonofe de carne de soja, queijos duros

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o francês…

Domaine de La Motte Pinot Noir 2020:

Toques frutados, macios e equilibrados; Produtor: Vignobles Bonfils; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas como morango e cereja; Harmonização: Lasanha de shitake e shimeji, ratatouille, queijo de cabra

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

BriO de Cantenac Brown Margaux AOC 2015:

Encorpado, potente, complexo, com taninos marcantes que se equilibram a acidez; Produtor: Château Cantenac Brown; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Notas de ameixa madura, especiarias, couro e alcaçuz no final de prova; Harmonização: Cordeiro assado, queijos amarelos

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Elvio Cogno Ravera Barolo DOCG 2014:

Estruturado, com sabor de cereja vermelha madura, framboesa, notas de tabaco e taninos aveludados; Produtor: Elvio Cogno; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Nebbiolo (vinho varietal); Nariz: Rosas, lírios, couro novo e frutas vermelhas; Harmonização: Carnes vermelhas, molhos encorpados

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o chileno…

Echeverria Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2019:

Corpo médio, com notas de eucalipto, e taninos frescos, suaves e persistentes; Produtor: Viña Echeverría; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Intenso, com notas de cerejas vermelhas, pimenta preta com fundo defumado e terroso; Harmonização: Carré de cordeiro com molho de ervas, baby beef com molho picante, tábua de queijos curados

Compre aqui

 


 

Vinho Merlot, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o romeno…

La Crama Merlot:

Bem equilibrado, taninos finos, boa estrutura; Produtor: The Iconic Estate; Teor alcoólico: 13,9%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Ameixa madura e frutos silvestres recém-colhidos; Harmonização: Pastrami, Baião de Dois, massa com molho ao sugo

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o francês…

Baron de Taste Pinot Noir 2019:

Refrescante, macio, elegante; Produtor: Maison Ginestet; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras, especiarias; Harmonização: Risoto de funghi e batata recheada

Compre aqui

 


 

Vinho Tempranillo, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o espanhol…

Don Simón Selección Tempranillo:

Corpo médio, taninos macios, ótimo equilíbrio e fruta; Produtor: J. García Carrión; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas como cereja e morango com toques de alcaçuz; Harmonização: Embutidos, espaguete à bolonhesa

Compre aqui

 


 

Vinho Cabernet Sauvignon, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o francês…

Domaine de La Motte Cabernet Sauvignon 2019:

Redondo e macio, com longo final; Produtor: Vignobles Bonfils; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras e especiarias; Harmonização: Fraldinha assada com ervas, Boeuf Bourguignon, queijos variados

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o sul-africano…

Laborie Merlot-Cabernet Sauvignon 2019:

Carnudo, harmonioso e aveludado, com toques de carvalho, taninos acentuados, final longo e refrescante; Produtor: KWV; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Merlot e Cabernet Sauvignon (vinho blend); Nariz: Notas intensas de framboesa, azeitona preta, chocolate, tabaco e especiarias; Harmonização: Churrasco de fraldinha na mostarda, lasanha à bolonhesa, maminha assada com crosta de pimenta do reino e ervas

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o francês…

Colombelle Merlot-Tannat Côtes de Gascogne IGP 2019:

Taninos macios, acidez equilibrada, corpo médio, final frutado; Produtor: Plaimont; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Merlot e Tannat (vinho blend); Nariz: Ameixa, mirtilo e amoras pretas; Harmonização: Carne de panela desfiada, pizza de calabresa e tábua de frios

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

La Devise de Lilian Saint-Estèphe AOC 2017:

Saboroso, com taninos bem integrados, estrutura aveludada e toques frutados; Produtor: Château Lilian Ladouys; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Merlot e Cabernet Sauvignon (vinho blend); Nariz: Notas intensas de frutas pretas, café torrado, alcaçuz e baunilha; Harmonização: Queijo Grana Padano, Boeuf Bourguignon, bisteca Fiorentina

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o francês…

Mise de la Baronnie A.O.C. Médoc 2017:

Médio corpo, taninos macios, boa acidez; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, especiarias; Harmonização: Picanha recheada, coelho assado ao molho de champignons, filé mignon à parmegiana, espaguete ao sugo com polpetone, stinco suíno ao molho agridoce, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Tempranillo leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o europeu…

Baron Guillot Classique Esprit de Vigneron 2019:

Corpo leve, bom equilíbrio, taninos macios; Produtor: Domaine du Père Guillot; Teor alcoólico: 11%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Morango fresco, amoras e cereja fresca; Harmonização: Pizzas variadas, massas com molho vermelho

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o espanhol…

Ponderado Pinot Noir 2020:

Frutado, corpo leve e macio; Produtor: Bodegas López Morenas; Teor alcoólico: 12%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas; Harmonização: Aperitivos leves, sushi, carnes brancas

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o português…

Senhor da Vinha Douro DOC 2019:

Corpo médio, sabor de frutas vermelhos, taninos macios; Produtor: Caves Santa Marta; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Tinta Roriz, Touriga Nacional e Tinta Barroca (vinho blend); Nariz: Frutas maduras como morango e ameixa, toques de especiarias; Harmonização: Lagarto desfiado, aperitivos

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o italiano…

Biscardo Valpolicella Ripasso Classico Superiore DOC 2016:

Encorpado, com taninos aveludados e final persistente; Produtor: Biscardo; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Corvina, Molinara e Rondinella (vinho blend); Nariz: Ameixa e groselha maduras, toques defumados, de amêndoas, madeira e uva passa; Harmonização: Costela assada no bafo, fondue de queijo

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o francês…

Demoiselle de Hautefort Margaux 2019:

Médio corpo, macio com ótima acidez, elegante e redondo; Produtor: CGM; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Merlot, Cabernet Sauvignon e Petit Verdot (vinho blend); Nariz: Frutas aveludadas e escuras; Harmonização: Carne de cordeiro, aves e carnes vermelhas

Compre aqui

 


 

Vinho Negroamaro, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

Alese I.G.T Salento Negroamaro 2019:

Frutado, jovem e de persistência média; Produtor: Schola Sarmenti; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Negroamaro (vinho varietal); Nariz: Floral e frutas silvestres; Harmonização: Pratos a base de massas, sopas, legumes e carnes vermelhas

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o uruguaio…

Alto De La Ballena Reserva Tannat – Viognier 2016:

Encorpado, com taninos bem presentes, acidez equilibrada e final persistente; Produtor: Alto De La Ballena; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Tannat e Viognier (vinho blend); Nariz: Aroma preta, mirtilo, flores e um toque de baunilha; Harmonização: T-bone com alecrim, picanha assada com sal grosso e queijo Grana Padano

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

CentAre D.O.C. Sicilia Nero dAvola 2017:

Frutado, corpo médio, saboroso; Produtor: Cantine Pellegrino; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Nero d’Avola (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de rosas, cerejas e amora; Harmonização: Lasanha gratinada, panceta ao forno, filé à parmegiana, pimentão recheado com carne, charutos de uva e espetinho de queijo coalho

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o francês…

Buissonnier Pinot Noir Bourgogne Côte Chalonnaise 2018:

Delicado, frutado, com boa acidez e corpo leve; Produtor: Vignerons de Buxy; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas como morango e cereja; Harmonização: Pizza de cogumelos, risoto de shitake, frutos do mar

Compre aqui

 


 

Vinho Castelão, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o português…

Tinto de Castelão by António Maçanita 2018:

Corpo médio, taninos firmes e boa refrescância; Produtor: António Maçanita; Teor alcoólico: 13%; Uva: Castelão (vinho varietal); Nariz: Frutas negras, como ameixa e mirtilo, tabaco e especiarias; Harmonização: Embutidos, feijoada, carnes vermelhas e carne de porco

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Domaine de La Rectorie AOC Collioure Bergerie des Abeilles 2018:

Encorpado, macio e com acidez equilibrada; Produtor: Domaine de La Rectorie; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Grenache e Carignan (vinho blend); Nariz: Amora, mirtilo, cereja madura e toque de ervas; Harmonização: Costela de cordeiro, galinha d’angola com azeitonas e tábua de queijos

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Tannat encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o uruguaio…

Alto De La Ballena Tannat 2019:

Taninos intensos, boa intensidade de fruta e acidez equilibrada; Produtor: Alto De La Ballena; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Tannat (vinho varietal); Nariz:Mirtilos, ameixa, amora preta e um toque de menta; Harmonização: Cordeiro assado, ossobuco e risoto de queijos

Compre aqui

 


 

Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o português…

António Maçanita FitaPreta Alentejano 2018:

Encorpado, taninos firmes e redondos. Muito rico e com final de boca elegante; Produtor: Fita Preta – Maçanita; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Aragonez, Trincadeira e Alicante Bouschet (vinho blend); Nariz: Frutas pretas frescas com notas de erva seca e toffee; Harmonização: Churrasco, cozido português e polenta com molho de agrião

Compre aqui

 


 

Vinho blend, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o italiano…

Fattoria di Polvereto Chianti DOCG 2019:

Corpo médio, frutas vermelhas, taninos macios, final longo; Produtor: Cantine Cecconi; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Sangiovese, Canaiolo e Trebbiano (vinho blend); Nariz: Notas de frutas vermelhas como morango e cereja, toques de especiarias; Harmonização: Carne assada ou grelhada e salame toscano

Compre aqui

 


 

Vinho Malbec, de médio corpo, com muita versatilidade na hora de harmonizar, o argentino…

Anko Malbec 2019:

Boa estrutura, médio corpo, intenso e taninos finos; Produtor: Estancia Los Cardones; Teor alcoólico: 13,4%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Frutas negras, especiarias e um toque mineral; Harmonização: Embutidos secos (copa, salame milano), ossobuco de vitela

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho Pinot Noir leve, para acompanhar refeições de gosto mais suave, o francês…

Buissonnier Grand Vin de Bourgogne Mercurey AOC 2018:

Frutado, acidez agradável, delicado e com toque mineral; Produtor: Vignerons de Buxy; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas e especiarias doces; Harmonização: Carnes brancas, pizza de cogumelo, frutos do mar

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Domaine de La Rectorie AOC Collioure L’Oriental 2018:

Encorpado, rico, com intensidade de frutas, taninos bem presentes e redondos, e final longo; Produtor: Domaine de La Rectorie; Teor alcoólico: 15,5%; Uvas: Grenache e Carignan (vinho blend); Nariz: Ameixa, cassis, amora, alcaçuz e especiarias, como canela e pimenta; Harmonização: Magret de pato com figos, carré de cordeiro assado e berinjela recheada

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho blend encorpado, para acompanhar refeições mais pesadas, o francês…

Xavier Vignon Signature Range Lirac 2016:

Encorpado, frutado, acidez equilibrada e final longo; Produtor: Xavier Vignon; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Grenache e Syrah (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas com notas de madeira e especiarias; Harmonização: Carnes vermelhas, queijos amarelos

Compre aqui

 

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados:

17 uvas tintas que você precisa conhecer 2
Difícil escolher algumas poucas uvas tintas viníferas. De fato, faltaria tempo de vida para descobrir todas! Você decidiu...
Os 8 principais produtores da Cabernet Sauvignon
Hoje vamos falar sobre a rainha das uvas tintas: a Cabernet Sauvignon. Essa uva incrível, como mostra o...
Temperos e especiarias - Como combiná-los com vinhos?
Combinar temperos e vinhos não é tão difícil e podemos provar! Confira as características mais marcantes e os...
Azeites - Harmonização com vinhos e benefícios à saúde 5
Saber usar bons azeites faz toda a diferença na hora de cozinhar. Mas, tão importante quanto entender a...
Como fazer vinho quente? 8 Receitas incríveis!
O friozinho de junho pede por vinho quente, seja de vinho tinto ou branco Inverno, frio, festa junina,...
Tournedo Rossini - Receitas e harmonização com vinhos
Mais espesso que o medalhão, o Tournedo Rossini é um clássico francês que ganhou o mundo Como um...