Vinho espanhol - um guia prático

Publicado em:

Vinho espanhol - um guia prático

A Espanha é um grande país de enorme diversidade e mesmo um breve olhar sobre sua geografia física, suas dramáticas cadeias montanhosas, servirá para explicar as principais diferenças regionais criadas por tantas barreiras naturais.

Sua história é complexa e complicada e a Espanha nem sequer começou a se unir como nação até o final do século XV. Os fundamentos de sua infraestrutura foram essencialmente a criação de seus dois principais mestres estrangeiros: os romanos (do século III aC ao quarto / quinto século dC) e os mouros (de 711 a 1492).

Uma breve história

O primeiro forneceu não apenas estradas, aquedutos e anfiteatros, mas também sede e um grande mercado de exportação. De fato, somente no século II dC, Roma havia percorrido cerca de 20 milhões de ânforas de vinho espanhol – desde os vinhos doces de Málaga até os claretes (ou tintos claros) de Amandi na Galiza (um dos favoritos, principalmente com lampreia temperada, do imperador Augusto), aos vermelhos catalães de Tarragona e brancos de Alella. O sucesso latino foi tal que novas e estritas limitações de plantio tiveram que ser impostas às colônias, em um esforço para proteger os produtores nativos.

Estes últimos, apesar das proibições do Alcorão e do consequente desenraizamento simbólico de muitas vinhas espanholas para produzir passas, eram até mesmo pelos padrões atuais bastante esclarecidos. Os costumes da população cristã eram tolerados, incluindo a produção e a venda de vinho que, embora em escala reduzida, era suficiente para manter o setor ativo. Após a derrota final dos mouros e a expulsão da produção dos judeus aumentaram constantemente à medida que a demanda aumentava nas colônias em expansão. Muitos comerciantes estrangeiros se envolveram, preenchendo o vácuo deixado pelos judeus.

Mais tarde, no século XVI, depois que Cristóvão Colombo descobriu a América, a cidade de Sanlúcar de Barrameda em Sherry tornou-se um importante porto comercial transatlântico e os vinhos da região são os primeiros a entrar na América. Assim, Jerez/Sherry é para Espanha como Porto é para Portugal.

Mais tarde ainda, foi a intervenção francesa em Rioja; embora a verdadeira revolução vinícola venha politicamente após a morte de Franco em 1975. O início dos anos 80 viu uma verdadeira revolução tecnológica com o advento do aço inoxidável. Nos últimos anos, algumas quantias são investidas em novas vinícolas,  muitas delas parecem dobrar, restaurando um equilíbrio natural.

O sistema DO

As principais definições do DO (Denominación de Origen) da Espanha, seu sistema de controle de qualidade do vinho, em ordem crescente de qualidade são:

Vino de Mesa

Um vinho de mesa básico, produzido em vinhedos não classificados, pode ser misturado e não traz nem vintage nem detalhes da variedade de uva.

Vino de la Tierra

O equivalente ao vin de pays francês; vinho de mesa de origem geográfica definida, geralmente em uma área grande e autônoma (ou seja, Vino da Terra da Catalunha); mostrará uma safra e dará detalhes da variedade de uva.

DO (Denominação de Origem)

O equivalente ao VDQS francês ou ao AC e ao italiano DOC e abrange os vinhos produzidos dentro dos parâmetros bem definidos de Consejos Reguladores específicos (conselho regional de regulamentação).
DOCa (Deonominación de Origen Calificada). Em Rioja, onde há alguns anos foi introduzido com a ideia de aplicá-lo exclusivamente aos principais produtores. Infelizmente, isso provocou tanto ciúmes e críticas que praticamente todo Rioja agora é DOCa! – Ver ofertas de vinhos com DOCa de Rioja

Vinho espanhol - um guia prático - Vinhedos em Rioja
Vinhedos em Rioja – Fonte: ThoughtCo

Além disso, deve-se fazer menção específica a Cava, que é o único DO baseado no método de vinificação (em essência, esses são vinhos espumantes feitos pelo método tradicional) – ver ofertas de espumantes DO -, e não na geografia. As duas últimas categorias dignas de nota, e as mais recentes, são Vinos de Pago e Vinos de Pago Calificada (pago é o termo espanhol para vinhedo). Isso se aplica a vinhedos únicos com um microclima exclusivo e um registro de qualidade excepcional.

Existem mais de 70 DOs e, por mais louvável que seja o sistema, existe uma grande desvantagem nas autonomias que executam o sistema. Isso significa que o status de DO pode ser concedido como um incentivo, e não como um reconhecimento de esforços, melhorias e progressos reais. As Ilhas Canárias, por exemplo, têm nove DOs surpreendentes e, ainda assim, surpreendentemente poucos vinhos de verdadeira qualidade e interesse, além de um punhado de deliciosos brancos secos e de sobremesa feitos da variedade malvasía. Da mesma forma, Rioja agora é administrado por nada menos que três governos autônomos: a região de Alavesa pelos bascos, Alta por La Rioja e Baja por Navarra.

As Uvas

Castas Indígenas

A Espanha possui uma infinidade de variedades de uvas nativas – talvez até 600 – embora toda a maior produção se baseie em algo como 20% delas.

As variedades mais importantes são:

Airén
Albariño
Alicante
Bobal
Callet
Cariñena
Cencibel
Garnacha
Godello
Graciano
Loureiro
Macabeo
Malvasía
Mazuelo
Mencía
Monastrell
Moscatel
Palomino
Pansa Blanca
Parellada
Pedro Ximénez
Prieto Picudo
Samsó
Tempranillo
Tinta de Toro (tempranillo in Toro)
Tinto Aragonés
Tinto Fino (tempranillo in Ribera del Duero)
Torrontés
Treixadura
Verdejo
Viura
Xarel-lo

O mais conhecido deles é, obviamente, o onipresente Tempranillo (mais sobre a uva Tempranillo nesse artigo), que alguns afirmam estar relacionado ao Pinot Noir, o resultado de tantas peregrinações monásticas a Santiago de Compostela. Significa ‘o pequeno inicial’, devido ao seu tamanho e maturação precoce, mas também possui vários nomes diferentes de acordo com o local onde é cultivado e pode se comportar de maneira bastante diferente dependendo de onde é plantado e dos solos e clima que ele precisa adaptar para.

Castas Estrangeiras

Os espanhóis bebem muito pouco vinho estrangeiro (a última estatística disponível mostra que o consumo é inferior a um terço de 1%). A maioria fica feliz em beber Cabernet, Chardonnay, Chenin Blanc, Gewürztraminer, Malbec, Merlot, Petit Verdot, Sauvignon Blanc, Syrah ou misturas produzidas no país. Embora os estilos internacionais de vinho espanhol possam ser bastante impressionantes, com razão, são as uvas indígenas que são o foco dos compradores da The Wine Society, pois são os vinhos mais interessantes.

Regiões

Vinho espanhol - um guia prático - Regiões Vinícolas da Espanha
Regiões Vinícolas da Espanha – Fonte: 3 Copas | Vinos, Gastronomía y Mundo foodie

Aragón – Este antigo reino imediatamente ao sul de Navarra tem Saragoça como sua principal cidade e consiste em quatro DOs:

Calatayud – o mais ocidental e o mais alto, especializado principalmente em Garnacha de videira velha, que geralmente é escura e com sabor completo

Vinho espanhol - um guia prático - Vinhedos em Calatayud
Vinhedos em Calatayud – Fonte: www.terroircongress.org

Campo de Borja – cujos excelentes Garnachas e Tempranillos são geralmente mais suculentos e flexíveis, com sabores de frutas vermelhas mais pronunciados

Cariñena – a mais meridional e mais homogênea

Vinho espanhol - um guia prático - Vinhedos em Cariñena
Vinhedos em Cariñena – Fonte: GuildSomm

Somontano – o extremo leste e o mais frio, no sopé dos Pirinéus; concentrando-se com mais sucesso em estilos internacionais feitos de Gewürztraminer e Chardonnay, mas também Merlot e Cabernet.
Ilhas Baleares

Com uma população total de cerca de 900.000, essas ilhas – situadas imediatamente ao sul de Barcelona – compreendem Maiorca, Menorca, Ibiza, Formentera e Cabrera, além de algumas outras pequenas. A linguagem – mallorquín – é semelhante ao catalão, mas mais espessa.

Como sempre nas ilhas, a individualidade prospera; mas, diferentemente das Canárias, aqui o senso comum prevaleceu e há apenas dois DOs: Binissalem (com cerca de 15 produtores) e Plá Ll Llant (com cerca de 11).
Antes da filoxera, havia cerca de 27.000 hectares de vinhedos em Maiorca, mas com o turismo, uma indústria tão importante, hoje são mais de 700 hectares. Suas variedades negras – Manto Negro, Callet, Fogoneu e Fogoneu Francés – produzem tintos escuros com sabor denso em uma veia semelhante à Garnacha. Tempranillo e variedades Monastrell e estrangeiras, notadamente Cabernet, Syrah, Merlot e Pinot Noir também encontraram seu caminho até aqui. Para os brancos, além do Moll Indígena, do Prensal Blanco, do Moscatel, do Parellada e do Macabeo, também há Chardonnay.

Os brancos são igualmente interessantes, com uma fragrância tremenda e muitas vezes uma certa mineralidade. Porém, a alta demanda local e os consequentes preços altos significam que raramente são vistos além das ilhas.

Castela e Leão

Valladolid, a principal cidade desta região já foi a capital da Espanha (antes da mudança para Madri em 1561) e permanece, sob muitos aspectos, a capital espiritual, religiosa e militar da Espanha. Possui cinco DOs:

El Bierzo – no noroeste, na fronteira com a Galiza, é especializado em Godello e Mencía, com menos sucesso com o primeiro, mas mais com o último. Fora do DO propriamente dito, existe a variedade de uva Prieto Picudo verdadeiramente fascinante, que pode produzir tintos grandes e opulentos com boa estrutura e maravilhosos sabores de frutas roxas.

Cigales – ao norte de Valladolid, embora principalmente famosa por seus rosés secos e vivos, há alguns pequenos produtores que se especializam em espetaculares Tempranillos de videira velha.

Rueda – ao sul da cidade, produz alguns dos melhores brancos comerciais modernos de toda a Espanha. São provenientes principalmente da variedade de groselha e groselha verdejo (literalmente a grande verde), Sauvignon Blanc. Foi a primeira região espanhola a plantar isso em qualquer quantidade e, ocasionalmente, Viura, para preencher o palato médio.

Toro – a sudoeste, é talvez o mais rural com o clima mais extremo e seus vinhos tinta de Toro podem ser muito rústicos. Existem alguns produtores de primeira linha, cultivando principalmente suas videiras em solo pedregoso e produzindo vinhos grandes, de baixo rendimento e com aroma de frutas pretas, com enorme poder (geralmente 14,5%), que envelhecem espetacularmente no curto prazo.

Ribera del Duero – é, obviamente, a estrela DO da região. O rio Douro modifica os extremos do clima nesta região alta e austera, propensa a dramáticas tempestades de granizo. Denominado em 1985, seu sucesso se deve à qualidade do tinto fino, que produz vinhos escuros, frescos, elegantes e intensos, de boa estrutura.
Ovelhas, juntamente com os leitões locais (todos os quais podem ser mortos na infância), fornecem a principal dieta local, que, com seus maravilhosos presuntos locais e pudim preto, combina perfeitamente com seus vinhos. Aliás, os vegetarianos se sairão melhor em Rueda, enquanto os torcedores da maior charcutaria estarão no Toro.

Castilla la Nueva

A uma hora de carro ao sul de Madri fica o gigante DO de La Mancha – tão grande que sua principal variedade de uva branca, o Airén é a variedade de uva número um do mundo. A produção é consequentemente enorme, mas, consistindo da meseta central da Espanha, a climatologia é simplesmente extrema demais para produzir vinhos requintados (daí os relativamente novos DOs de Vinos de Pago) e, portanto, a área atende a volumes e preços baixos.

Enquanto isso, Valdepeñas DO fica no extremo sul de La Mancha e é realmente, como o próprio nome indica, um vale de pedras. Aqui, a Cencibel é a principal produtora de vinhos certos e com boa relação custo-benefício. Além disso, é claro que existem queijo Don Quijote e Manchego; mas em um lugar tão vasto e implacavelmente vazio, não surpreende que o primeiro enlouquecesse e que o segundo proporcionasse apenas uma pitada de realidade tangível.

Catalunha/Cataluña/Catalunya

Uma nação inteira e um império comercial antes de sua incômoda e ainda problemática incorporação na Espanha, essa autonomia compreende quatro províncias: Barcelona, ​​Gerona/Girona, Lérida/Lleida e Tarragona. Há muito a ser dito para os catalães, que trabalham duro e imaginam, falam sua própria língua (um cruzamento entre francês medieval e espanhol) e cuja cultura é acima de tudo coletiva, centrada em atividades de grupo – seja na dança (a sardana, por exemplo) ou gosto por construir castelos humanos (castells) na hora da festa. As especialidades culinárias incluem butifarra (um tipo de boudin blanc/pudim branco), calçots (cebolinha grelhada) servida com romesco (um purê de amêndoas moídas, tomate e azeite), sobrassada (um chorizo ​​untuoso, de cor laranja) e, é claro, o onipresente tomaquet pan con tomate – que é simplesmente uma baguete, cortada em dois e esfregada com alho cru, regado com azeite de oliva, e no qual o tomate maduro e carne é esfregado – embora ai que questiona a ordem em que isso é feito, pois todos têm sua própria teoria veementemente sustentada)

Vinho espanhol - um guia prático - Vinhedos em Catalunha
Vinhedos em Catalunha – Fonte: StudioClio

Principais DOs:

Alella – a apenas 20 minutos ao norte do centro de Barcelona, ​​originalmente concedido ao DO em 1956, é o segundo menor OD da península espanhola e, além de produzir Cava, abriga a variedade Pansa Blanca (um primo distante do xarel-lo) e produz brancos exuberantemente frutados e bastante distintos.

Penedès – 30 minutos a oeste de Barcelona é o centro da indústria de Cava. Os brancos ainda são, consequentemente, feitos do mesmo trio de uvas locais, Macabeo, Parellada e Xarel-lo, junto com Chardonnay e são geralmente limpos, limões e de curta duração.

Seus tintos, geralmente feitos de Tempranillo, Cariñena, Garnacha, Cabernet, Cabernet Franc e Merlot, geralmente podem ser secos e tânicos.

O Priorat (o) – por outro lado, originalmente concedido como DO em 1954, fica a uma hora ao sul da província de Tarragona e produz tintos verdadeiramente memoráveis ​​e profundamente perfumados, feitos de garnacha com sabor de amora, cultivados em xisto puro (ou llicorella) e frequentemente embelezados com cariñena, cabernet, merlot e syrah. Alguns brancos peculiares perfumados também são feitos aqui, geralmente de garnacha Blanca, xarel-lo, pedro ximénez e às vezes muito velho, macabeo super-limão também.

Vinho espanhol - um guia prático - Vinhedos em Priorat
Vinhedos em Priorat – Fonte: Snooth

Montsant – imediatamente ao sul, usa variedades semelhantes, mas de solos totalmente diferentes, produzindo estilos um pouco mais picantes.

Galícia

Esta área pitoresca é a extensão geográfica lógica de Portugal. Aproximadamente do tamanho da Bélgica, consiste em quatro províncias: Corunha, Lugo, Pontevedra e O (u) rense.

Com sua fabulosa costa atlântica, oeste e norte, este é um verdadeiro paraíso de peixes e moluscos em sua extensa costa. Mas o interior, no qual poucos se aventuram, é tão espetacular com vales enormes, montanhas e rios e tradições culinárias de alto sabor baseadas na carne de porco e na matança tradicional (matanza) de porcos criados em casa.

A língua (gal (l) ego) é uma combinação de português e espanhol com grandes influências celtas, sem dúvida devido a uma cultura de pesca compartilhada, e se reflete em suas tradições musicais profundamente enraizadas que envolvem gaitas de foles e dança do campo.

Esta é, no entanto, uma parte úmida do mundo com mais chuvas do que a Escócia e suas vastas extensões de floresta – principalmente eucalipto e pinho marítimo – fizeram dele o centro de importantes indústrias madeireiras, como aglomerado e madeira compensada. Aliás, o MDF foi inventado aqui.

Rías Baixas DO, a casa do albariño, está localizada em cinco sub-regiões separadas, espalhadas ao longo da costa oeste do Atlântico: em seu coração, o vale de Salnés em Pontevedra, os vinhos tendem a ser albariño puro, plantados em granito e treinados em altas treliças para mantenha as uvas ventiladas e afastadas do solo frequentemente encharcado. Mas a região agora se estende até a fronteira portuguesa, onde outras castas, como o loureiro (que tem um delicioso e sutil caráter de pétala de rosa) e a treixadura (que tem um caractere distinto de maçã bagunçada) encontram uma infinidade de misturas diferentes.

A popularidade do albariño é tal que, de talvez 20 vinícolas aqui em meados da década de 1980, o número agora aumentou para mais de 400. A variedade de uva albariño, em seu estado natural/não interferido, deve ter sabor de maçã madura, frequentemente assada e doce, embora talvez devido à influência do Atlântico, ele pode ter um caráter picante.

Rioja

Esta mais famosa de todas as áreas produtoras de vinho espanholas agora compreende cerca de 600 vinícolas. Sua criação se deve em grande parte aos franceses, que vieram para cá no final do século 19 para escapar da filoxera. Revolucionaram a vinificação e duas das bodegas mais prestigiadas, Murrieta e Riscal, fizeram marioneses em reconhecimento de suas realizações. Antes dessa invasão amigável, a região era principalmente produtora de vinhos brancos. Como principal região produtora de vinhos finos da Espanha, Rioja merece um guia por si só.

Vinho Espanhol – prove os melhores sabores abaixo

 

O tinto blend de Utiel-Requena

Valtier Gran Reserva Utiel-Requena DOP 2014:

Início agradável e delicado, com boa estrutura, taninos integrados, e toques de baunilha, canela, alcaçuz e pimenta; Produtor: Hacienda y Viñedos Marqués Del Atrio; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Tempranillo e Bobal (vinho blend); Nariz: Expressivo, com notas de compota de frutas maduras e nuances balsâmicos e tostados; Harmonização: Queijos curados, cordeiro assado com batatas, polpetone recheado, croquetas de Jamón

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Utiel-Requena

Vega Libre Tinto Bobal – Tempranillo 2020:

Equilibrado e fresco, com taninos macios e redondos; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 11,5%; Uvas: Bobal e Tempranillo (vinho blend); Nariz: Aroma de frutas vermelhas maduras; Harmonização: Massas, carnes vermelhas grelhadas, legumes grelhados e risotos

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Navarra

Viña Lerden Crianza Navarra D.O. 2017:

Frutado, com taninos macios e agradáveis, e notas amadeiradas; Produtor: Hacienda y Viñedos Marqués Del Atrio; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Aromas de frutas vermelhas, baunilha e madeira; Harmonização: Carnes vermelhas assadas, massas com molhos de carne, queijos maduro

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Valdepeñas

Gran Anciano Oak Matured Tempranillo Valdepeñas DOP 2019:

Macio, taninos suaves, boa estrutura, longo final; Produtor: Guy Anderson Wines; Teor alcoólico: 13%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Cereja, frutos silvestres, baunilha, notas picantes; Harmonização: Paella, cozido à portuguesa, sanduíche de pernil

Compre aqui

 


 

O tinto Garnacha de Cariñena

Marqués de Somera Garnacha 2020:

Médio corpo, frutado, taninos macios, acidez média para alta que lhe confere agradável frescor; Produtor: Covinca; Teor alcoólico: 13%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas como cereja, pimenta-preta, sutis notas florais; Harmonização: Filé mignon suíno assado com geleia de frutas vermelhas, espaguete ao sugo, nhoque à bolonhesa

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Ribera del Duero

Protos Roble D.O. Ribera del Duero 2019:

Médio corpo, taninos macios, acidez agradável, frutado; Produtor: Protos; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, vegetal, tosta; Harmonização: Churrasco, maminha grelhada com molho chimichurri, joelho de porco à pururuca, paella caipira, quibe de carne de soja assado, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O tinto Syrah de Valência

M De Murviedro Syrah Valencia DOP 2019:

Intenso, denso e frutado, com corpo médio, taninos macios e final longo; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas, com notas de amora e groselha; Harmonização: Nhoque com ragu de linguiça, berinjela à parmegiana, filé mignon ao molho madeira

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Castilla La Mancha

Finca Constancia Parcela 23 Single Vineyard Tempranillo 2019:

Médio corpo, frutado, taninos macios, acidez agradável, bom final; Produtor: Finca Constancia; Teor alcoólico: 14%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, chocolate, tosta, herbal; Harmonização: Risoto de embutidos, rosbife de filé-mignon, batata hasselback com queijo e bacon, puchero, tortellini ao ragu de carne, tagliatelle à carbonara

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon multirregional

Don Simon Nature Cabernet Sauvignon:

Redondo e saboroso, com taninos macios, longos e persistentes; Produtor: J. García Carrión; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas e pretas maduras, com toques de cassis; Harmonização: Churrasco, pizza de quatro queijos, lasanha à bolonhesa, queijos maduros

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Rioja

Las Pisadas D.O.C Rioja 2016:

Saboroso, envolvente, taninos macios; Produtor: Miguel Torres; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Geléia de framboesas, com finas notas de frutos secos e um fundo de especiarias; Harmonização: Risoto de presunto Parma, lombo recheado com figos e manjericão, caldinho de mandioca com pernil

Compre aqui

 


 

O tinto Syrah de Terra Alta (Catalunha)

Cataregia Reserva-Syrah Terra Alta D.O. 2017:

Corpo potente, intenso e mineral, com final longo; Produtor: Reserva De La Tierra; Teor alcoólico: 13%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras, com notas de cacau e baunilha; Harmonização: Presunto cru, como o presunto pata negra

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Extremadura

La Llave Roja Vino de la Tierra de Extremadura IGP 2019:

Fresco, frutado, macio e fácil de beber; Produtor: Bodegas Carlos Plaza; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Tempranillo e Syrah (vinho blend); Nariz: Notas de frescas, menta, frutas pretas, morangos, nuances de geleia; Harmonização: Lasanha de shimeji, pizza de pepperoni, caponata de berinjela

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Extremadura

La Llave Roja 8 Meses En Barrica Vino de la Tierra de Extremadura IGP 2014:

Intenso, elegante, equilibrado, persistente; Produtor: Bodegas Carlos Plaza; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Tempranillo, Syrah e Merlot (vinho blend); Nariz: Notas de baunilha, cacau, pimenta, e frutas vermelhas maduras; Harmonização: Torta de carne com pimenta biquinho, Paella Valenciana, chocolate amargo

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Toro

Sentero Tinta de Toro Toro D.O. 2020:

Paladar frutado, com taninos macios e agradáveis; Produtor: Pagos del Rey; Teor alcoólico: 14%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas, como morango, e alcaçuz; Harmonização: Cozido Madrileño, Morcilla, queijo ​​​​​​​Torta del Casar

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Navarra

Jolaseta D.O. Navarra Tempranillo 2020:

Taninos redondos e final persistente; Produtor: Bodegas Príncipe de Viana; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas e negras; Harmonização: Hambúrguer, polenta com ragu de linguiça, empadão goiano, panqueca de carne, pimentão recheado, legumes na churrasqueira

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Priorat

Laurentia D.O.Q. Priorat 2018:

Encorpado, potente, bem equilibrado e final longo; Produtor: Cellers Unió; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Carignan e Garnacha (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, tostado, cacau e uva passa; Harmonização: Guisado de carne, frango recheado de ameixas secas e pinhão, morcela e tapenade de azeitonas pretas

Compre aqui

 


 

O tinto Monastrell de Alicante

Tarima Monastrell Alicante D.O. 2017:

É complexo, vivo, intenso, com sabor de frutas maduras, taninos aveludados e acidez balanceada; Produtor: Bodegas Volver; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Monastrell (vinho varietal); Nariz: Muito aromático, com notas de cereja preta e vermelha, ameixa e toques florais; Harmonização: Picanha na brasa, embutidos

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Toro

Sentero Roble Tinta de Toro Toro D.O. 2020:

Poderoso e expressivo, com taninos maduros; Produtor: Pagos del Rey; Teor alcoólico: 14%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas maduras, com notas defumadas e baunilha; Harmonização: Pernil de carneiro, linguiça de Chorizo, queijo Zamorano

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Valência

Anciano Crianza 3 Years Tempranillo Valencia DOP 2018:

Encorpado, taninos redondos e presentes, final longo; Produtor: Bodegas Navalón; Teor alcoólico: 13,6%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Toques tostados e de baunilha, frutas em geleia; Harmonização: Churrasco, massas ao molho bolonhesa

Compre aqui

 


 

O tinto blend multirregional

Entre Ríos Vino Tinto:

Frutado, leve e fácil de beber; Produtor: Vinigalicia; Teor alcoólico: 11,5%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Aroma de frutas vermelhas e pretas maduras; Harmonização: Carnes vermelhas, massas, queijos maduros

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Castilla-La Mancha

The Guv’nor:

Rico, com taninos redondos com final longo e frutado; Produtor: Félix Solís; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Tempranillo e Syrah (vinho blend); Nariz: Amora madura, cassis, baunilha e toques de couro; Harmonização: Costela na brasa, queijo Manchego, leitão à pururuca

Compre aqui

 


 

O tinto Garnacha de Cariñena

La Vaca Limited Edition D.O.P. Cariñena Garnacha 2019:

Corpo médio, frutado, equilibrado; Produtor: Covinca; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas como groselha e framboesa; Harmonização: Filé à parmegiana, nhoque à bolonhesa, enroladinho de frango e bacon, arroz carreteiro, batatas bravas

Compre aqui

 


 

O tinto Bobal de Utiel-Requena

Expresión Reserva Bobal Utiel-Requena DOP 2016:

Encorpado, aveludado, taninos macios e final longo; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Bobal (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas maduras, como framboesa e groselha, e nuances de tostado, chocolate e menta; Harmonização: Carnes vermelhas assadas, massas com molhos intensos, queijos curados, legumes assados e bem temperados

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Múrcia

Baron de Beldon Vino Tinto 2020:

Saboroso, agradável e frutado, com corpo médio, acidez equilibrada e boa persistência; Produtor: Bodegas Bastida; Teor alcoólico: 11%; Uvas: Monastrell e Tempranillo (vinho blend); Nariz: Intenso, com notas de frutas vermelhas, mentol e flores; Harmonização: Queijo Manchego com Jámon Serrano, tortilha de batata com carne moída, pernil de cordeiro assado com alecrim

Compre aqui

 


 

O tinto Monastrell de Valência

La Pepica Monastrell Valencia D.O. 2017:

Macio, frutado, equilibrado, bom corpo; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Monastrell (vinho varietal); Nariz: Notas de frutas vermelhas maduras e especiarias; Harmonização: Paella Valenciana, lasanha, tábua de frios

Compre aqui

 


 

O tinto blend multirregional

La Heredada Tempranillo Garnacha 2020:

Redondo e estruturado; Produtor: Bodegas Manzanos; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Tempranillo e Garnacha (vinho blend); Nariz: Aromas intensos de frutas vermelhas e pretas maduras; Harmonização: Carnes vermelhas grelhadas, massas à bolonhesa, queijos maduros

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo multirregional

El Madero Tempranillo:

Frutado e equilibrado, com corpo médio e taninos macios; Produtor: J. García Carrión; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas e pretas, com toques de alcaçuz; Harmonização: Costela assada, lasanha à bolonhesa, pizza de calabresa

Compre aqui

 


 

O tinto blend multirregional

Elia Red Wine:

Fresco, agradável e com taninos macios; Produtor: Bodegas Bastida; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Aromas de frutas vermelhas maduras; Harmonização: Paella Valenciana, espaguete com almôndegas, lasanha de berinjela

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon multirregional

La Couleur Cabernet Sauvignon:

Expressivo, fresco e bem estruturado; Produtor: IPSA Wines; Teor alcoólico: 12%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Intenso, com notas de frutas silvestres; Harmonização: Queijo Manchego, kebab de cordeiro, pizza de pepperoni

Compre aqui

 


 

O tinto Merlot multirregional

La Couleur Merlot:

Agradável, com leves toques tostados, taninos macios e final delicado; Produtor: IPSA Wines; Teor alcoólico: 12%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de amoras e ameixas; Harmonização: Queijo Gouda, guisado de carne, risoto ao funghi

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Castilla-La Mancha

Don Simón Selección Tempranillo:

Corpo médio, taninos macios, ótimo equilíbrio e fruta; Produtor: J. García Carrión; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas como cereja e morango com toques de alcaçuz; Harmonização: Embutidos, espaguete à bolonhesa

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo multirregional

La Couleur Tempranillo:

Concentrado, com taninos bem integrados e notas de frutas pretas; Produtor: IPSA Wines; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Aromas expressivos de frutas vermelhas e pretas, com nuances de violetas; Harmonização: Queijo Gruyère, espaguete à bolonhesa, pimentão recheado com carne moída

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir multirregional

La Couleur Pinot Noir:

Elegante, agradável e bem estruturado; Produtor: IPSA Wines; Teor alcoólico: 12%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de frutas silvestres; Harmonização: Queijo Brie empanado, risoto de cogumelos, strogonoff de carne

Compre aqui

 


 

O tinto Monastrell de Alicante

Enrique Mendoza La Tremenda Monastrell Alicante D.O. 2018:

Suculento, sedoso e redondo, com toques frutados e final longo; Produtor: Bodegas Enrique Mendoza; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Monastrell (vinho varietal); Nariz: Notas de frutas vermelhas, especiarias doces e cacau; Harmonização: Embutidos, massas com molho escuro e carnes vermelhas

Compre aqui

 


 

O tinto blend multirregional

La Muleta Bobal-Syrah 2019:

Estruturado, persistente, frutado, com boa acidez e taninos delicados; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 11,5%; Uvas: Bobal e Syrah (vinho blend); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas e pretas maduras; Harmonização: Embutidos, massas com molho escuro e carnes vermelhas

Compre aqui

 


 

O tinto Mencía de Bierzo

Raúl Pérez Ultreia Saint Jacques Mencía Bierzo D.O. 2018:

Redondo, com notas herbáceas e boa acidez; Produtor: Raúl Pérez Bodegas y Viñedos; Teor alcoólico: 14%; Uva: Mencía (vinho varietal); Nariz: Notas de cappuccino e especiarias; Harmonização: Bife de alcatra salteado na manteiga de ervas, lombo assado com sal grosso e alecrim, queijos curados

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Rioja

Señorio De Prayla Rioja DOCa 2019:

Estruturado e encorpado, frutado, toque picante; Produtor: Marqués del Atrio; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Grenache, Tempranillo e Mazuelo (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, com toque picante e sutis aromas florais; Harmonização: Carnes vermelhas ou de caça assadas, queijos variados

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Priorat

Clos Gebrat Priorat DOCa 2019:

Fresco com corpo médio, sabor de frutas maduras e ervas, e notas minerais e apimentadas; Produtor: Vinicola Del Priorat; Teor alcoólico: 15%; Uvas: Carignan, Cabernet Sauvignon, Garnacha e Merlot (vinho blend); Nariz: Aroma apimentado e terroso com toques de groselha preta, mirtilo e ervas; Harmonização: Ravioli de Cordeiro com funghi, feijão branco com linguiça, nhoque com Gorgonzola

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Castilla-La Mancha

8th Street Tempranillo Red Dry Wine:

Fresco e longo em boca, com taninos macios; Produtor: Vinos & Bodegas; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Expressivo e frutado, com notas de framboesa, cassis e alcaçuz preto; Harmonização: Charcutaria, espaguete à bolonhesa, filé mignon assado com legumes

Compre aqui

 


 

O tinto Mencía de Bierzo

Pago de Valdoneje Mencía Bierzo D.O. 2019:

Bem estruturado, profundo, frutado, equilibrado, persistente e com taninos macios; Produtor: Vinos Valtuille; Teor alcoólico: 14%; Uva: Mencía (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de amoras e frutas silvestres, com toques de tabaco, alcaçuz e ervas; Harmonização: Lasanha à bolonhesa, filé mignon ao molho rôti, paleta de cordeiro com molho de hortelã

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Rioja

Cune Crianza Rioja DOCa 2017:

Taninos macios, boa acidez, final longo e frutado; Produtor: Compañía Vinícola del Norte de España; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Tempranillo, Garnacha, Graciano e Mazuelo (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, baunilha, caramelo e cacau; Harmonização: Antepasto de berinjela, sopa de tomate com pimentões assados

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo multirregional

Don Simon Nature Tempranillo:

Suculento, taninos suaves, acidez harmoniosa, sabor de groselha e frutos vermelhos maduros, final intenso e picante; Produtor: J. García Carrión; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Rico, com notas intensas de frutas maduras, especiarias e toques picantes; Harmonização: Pizza de calabresa ou pepperoni, carnes de porco com molho barbecue, tábua de queijos maduros e embutidos

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Rioja

Viña Real Reserva Rioja DOCa 2015:

Estruturado, frutado, com toque amadeirado no final; Produtor: Compañía Vinícola del Norte de España; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Tempranillo, Garnacha, Graciano e Mazuelo (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, especiarias, torra e tabaco; Harmonização: Carnes de caça e vermelhas, queijos curados

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Jumilla

Don Simon Selección Black Edition Red Blend Jumilla DOP:

Saboroso, elegante, com final estruturado; Produtor: J. García Carrión; Teor alcoólico: 13,7%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Notas expressivas de frutas pretas e tons tostados; Harmonização: Tortilla com antepasto de pimentões, lasanha de berinjela, arroz com linguiça

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir multirregional

Ego de Bacco Pinot Noir 2020:

Agradável, com leves toques tostados, taninos macios e final delicado; Produtor: Ipsa Trading; Teor alcoólico: 12%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de aromas e ameixas; Harmonização: Queijo Brie empanado, risoto de cogumelos, strogonoff de carne

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo multirregional

Ego de Bacco Tempranillo 2020:

Concentrado e rico, com taninos bem integrados e notas de frutas pretas; Produtor: Ipsa Trading; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de frutas vermelhas e pretas, com nuances de violetas; Harmonização: Queijo Gruyère, espaguete à bolonhesa, pimentão recheado com carne moída

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon multirregional

Ego de Bacco Cabernet Sauvignon 2020:

Rico, vivaz, fresco e estruturado; Produtor: Ipsa Trading; Teor alcoólico: 12%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Intenso, com notas de frutas silvestres; Harmonização: Queijo Manchego, kebab de cordeiro, pizza de pepperoni

Compre aqui

 


 

O tinto Merlot multirregional

Ego de Bacco Merlot 2020:

Expressivo, fresco e bem estruturado; Produtor: Ipsa Trading; Teor alcoólico: 12%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de frutos silvestres; Harmonização: Queijo Gouda, guisado de carne, risoto ao funghi

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Castilla-La Mancha

Brecking Valley Tempranillo:

Suculento e frutado com taninos redondos e final longo; Produtor: Marqués del Atrio; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Morango e framboesa com toques de especiarias; Harmonização: Pizza de calabresa, massas recheadas e carnes vermelhas

Compre aqui

 


 

O tinto Garnacha de Navarra

Señorío de Irati Garnacha Navarra D.O. 2018:

Fresco e estruturado, com taninos delicados e final agradável; Produtor: Bodegas Manzanos; Teor alcoólico: 14%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Aroma rico em frutas pretas e vermelhas; Harmonização: Carnes grelhadas, legumes assados, aperitivos, frituras

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Rioja

Cune Gran Reserva Rioja DOCa 2015:

Taninos sedosos, acidez refrescante, final persistente e leve toque balsâmico; Produtor: Compañía Vinícola del Norte de España; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Tempranillo, Graciano e Mazuelo (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas maduras, especiarias, toffee, café torrado e notas balsâmicas; Harmonização: Carnes vermelhas, pizza de queijo e embutidos

Compre aqui

 


 

O tinto Garnacha de Tierra de Castilla

Petit Verum Garnacha 2020:

Frutas pretas e vermelhas, taninos delicados, cheio em boca; Produtor: Bodegas Verum; Teor alcoólico: 12%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas e pretas, com toques amadeirados; Harmonização: Pizzas e massas à base de molho de tomate, pratos frios

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Castilla y León

Carodorum Vino de Autor Crianza Toro D.O. 2016:

Encorpado, vivaz, frutado e estruturado, com taninos marcados, acidez equilibrada e final longo; Produtor: Bodegas Carmen Rodriguez Mendez; Teor alcoólico: 15%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Perfumado, com notas intensas de frutas maduras e tabaco, e toques delicados de chocolate e café; Harmonização: Carnes vermelhas e de caça, tortilla de setas e pan tumaca, pizza de pepperoni, queijos maduros

Compre aqui

 


 

O tinto Bobal de Utiel-Requena

DNA Murviedro Bobal Utiel-Requena DOP 2018:

Encorpado, aveludado, taninos macios e final longo; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 13%; Uva: Bobal (vinho varietal); Nariz: Poderoso e complexo, com aromas de frutas silvestres e fundo floral; Harmonização: Paella, queijo Pecorino, picanha assada com batatas e ervas

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Rioja

La Mateo Selección de Viñedo Viejo D.O.Ca. Rioja 2017:

Acidez equilibrada, taninos sedosos e final longo; Produtor: Bodegas D. Mateos; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Tempranillo, Garnacha e Graciano (vinho blend); Nariz: Aromas de cassis, amora, morango, ameixa, notas especiadas e de tostado; Harmonização: Bife de chorizo com especiarias, cordeiro assado com legumes recheados, lasanha ao funghi, cozido com legumes

Compre aqui

 


 

O tinto Mencía de Bierzo

El Castro de Valtuille Mencía Joven Bierzo DO 2018:

Frutado e fresco, com boa acidez e final agradável; Produtor: Bodegas y Viñedos Castro Ventosa; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Mencía (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas com notas herbáceas e de especiarias; Harmonização: Carnes vermelhas curadas, legumes grelhados, massas ao molho branco

Compre aqui

 


 

O tinto Garnacha de Catalunya

Doble Cuerpo Hermanos de Sangre Garnacha 2018:

Encorpado, taninos macios, equilibrado e final persistente; Produtor: Raíces Ibéricas; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas maduras, mineral, grafite e especiarias delicadas; Harmonização: Escalopes de mignon ao molho madeira, picanha assada, pasta alla norma, paella vegetariana

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Utiel-Requena

Agarena Cabernet Sauvignon-Tempranillo Utiel-Requena DOP 2019:

Encorpado, intenso e redondo; Produtor: Murviedro; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Cabernet Sauvignon e Tempranillo (vinho blend); Nariz: Aromas de frutas vermelhas maduras; Harmonização: Carnes, queijos maturados, massas com molho ao sugo

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Valdepeñas

Anciano Gran Reserva 10 years Valdepeñas DOP 2009:

Revela taninos macios, ótima acidez e longo final; Produtor: Guy Anderson Wines; Teor alcoólico: 13%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Notas de café, pimenta, chocolate e ervas; Harmonização: Carnes vermelhas e de caça, queijos curados e pratos à base de carne de porco

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo multirregional

Viñapeña Tempranillo:

Frutado, equilibrado e fácil de beber; Produtor: J. García Carrión; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Frutas negras como ameixa e amora; Harmonização: Pizzas variadas, tábua de embutidos

Compre aqui

 


 

O tinto Garnacha de Rioja

La Mateo Garnacha de Altura D.O.Ca. Rioja 2017:

Saboroso, taninos bem integrados e final equilibrado; Produtor: Bodegas D. Mateos; Teor alcoólico: 15%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Aromas de fruta em compota, pimenta e notas de tostado; Harmonização: Polpetone de filé-mignon, galinha da angola com recheio de farofa, tagliatelle com ragu de ossobuco, cozinha asiática, abobrinha recheada

Compre aqui

 


 

O tinto Garnacha de Catalunya

La Cuna Entre Vecinos Garnacha 2016:

Elegante, suculento, final marcante; Produtor: Raíces Ibéricas; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de frutas vermelhas maduras e um toque mineral; Harmonização: Filé com manteiga de ervas, risoto de parmesão com presunto cru, abobrinha assada recheada

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir de Extremadura

Ponderado Pinot Noir 2020:

Frutado, corpo leve e macio; Produtor: Bodegas López Morenas; Teor alcoólico: 12%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas; Harmonização: Aperitivos leves, sushi, carnes brancas

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Utiel-Requena

Valtier Reserva Utiel-Requena DOP 2015:

Encorpado, equilibrado, taninos macios e redondos; Produtor: Marqués del Atrio; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Tempranillo e Bobal (vinho blend); Nariz: Ameixa madura, pimenta, tostado e especiarias; Harmonização: Filé mignon em crosta de pimenta, churrasco

Compre aqui

 


 

O tinto Garnacha de Catalunya

San Valentín D.O. Catalunya Garnacha 2019:

Quente, suculento, saboroso e com uma estrutura firme; Produtor: Miguel Torres; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Frutos do bosque, amora preta, café tostado e alcaçuz; Harmonização: Sanduíche de presento cru com queijo canastra, lombo recheado com figos e manjericão, sardinha na brasa, croquetas de jamón

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Ribera del Duero

Valduero Tierra Alta de 2 Cotas Reserva Ribera del Duero DO 2014:

Intenso, carnudo e com taninos potentes; Produtor: Valduero; Teor alcoólico: 14%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Notas de café, tabaco e carvalho; Harmonização: Carnes fortes, como cordeiro, e queijos bem curados

Compre aqui

 


 

O tinto Tempranillo de Ribera del Duero

Valduero Tierra Alta En 2 Maderas Ribera del Duero DO 2017:

Bem estruturado e aveludado, deixando um final longo; Produtor: Valduero; Teor alcoólico: 14%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Frutas negras, ameixa e amora com toque de cravo e noz moscada; Harmonização: Carnes bovinas, jamón serrano, chorizo e queijos semi curados

Compre aqui

 


 

O tinto blend de Rioja

Burgo Viejo Reserva Rioja DOCa 2015:

Taninos aveludados, final persistente e intenso; Produtor: Burgo Viejo; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Tempranillo, Mazuelo e Graciano (vinho blend); Nariz: Aromas de cereja, groselha, chocolate, notas minerais e de tabaco; Harmonização: Filé mignon grelhado ao molho madeira

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc de Valência

M De Murviedro Sauvignon Blanc Valencia DOP 2019:

Fresco, frutado e elegante, com acidez equilibrada; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 11,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de frutas tropicais e cítricas; Harmonização: Risoto de camarão, burrata ao molho pesto com tomates confit, ceviche de tilápia

Compre aqui

 


 

O branco Airén de Valdepeñas

Señorio de Los Llanos Blanco D.O. Valdepeñas:

Elegante com boa acidez e equilíbrio; Produtor: J. García Carrión; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Airén (vinho varietal); Nariz: Notas frutadas e cítricas; Harmonização: Mariscos, pescados

Compre aqui

 


 

O branco Airén de Múrcia

Baron de Beldon Vino Blanco 2020:

Refrescante, com acidez equilibrada e toques frutados; Produtor: Bodegas Bastida; Teor alcoólico: 11%; Uva: Airén (vinho varietal); Nariz: Vivaz, com notas de frutas maduras e toques tropicais; Harmonização: Tapas espanholas, estrogonofe de brócolis, filé de peixe ao molho de camarão

Compre aqui

 


 

O branco Verdejo multirregional

Marqués de Solimonte Verdejo 2018:

Corpo médio, acidez refrescante e equilibrada; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 11,5%; Uva: Verdejo (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas cítricas e flores brancas; Harmonização: Frutos do mar, carnes brancas, queijos de massa mole

Compre aqui

 


 

O branco blend multirregional

Elia White Wine:

Frutado, saboroso e com boa acidez; Produtor: Bodegas Bastida; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Aroma refrescante de frutas brancas; Harmonização: Tapas, ratatouille, risoto de alho poró

Compre aqui

 


 

O branco Tempranillo Blanco de Rioja

Inconsciente Doca Rioja Tempranillo Blanco 2018:

Complexo, médio corpo, denso, acidez marcante, frutado, final longo; Produtor: Bodegas D. Mateos; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Tempranillo Blanco (vinho varietal); Nariz: Melão, pêssego, maracujá, manga, frutas cítricas; Harmonização: Aperitivos, bobó de camarão, risoto de quatro queijos, salmão com molho de maracujá, pescados na brasa, marisco

Compre aqui

 


 

O branco blend de Catalunya

Viña Sol Original D.O. Catalunya 2019:

Fresco, delicado e acidez sutil; Produtor: Miguel Torres; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Garnacha Blanca e Parellada (vinho blend); Nariz: Notas de flores e frutas cítricas; Harmonização: Risoto de frutos do mar, espetinho de camarão, burrata, massas, saladas

Compre aqui

 


 

O branco Moscatel de Alicante

Galeam Muscat Organic Wine 2019:

Rico, macio, frutado e refrescante, com final longo; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 11,5%; Uva: Moscatel (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de maracujá e lichia, com toques florais e minerais; Harmonização: Carnes brancas, peixes, frutos do mar, canapés, aperitivos leves

Compre aqui

 


 

O branco Airén de Castilla-La Mancha

8th Street Airén White Dry Wine:

Refrescante, frutado e aveludado; Produtor: Vinos y Bodegas; Teor alcoólico: 11%; Uva: Airén (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas cítricas com toques florais; Harmonização: Polenta frita, queijo Coalho assado, salada de camarão com legumes

Compre aqui

 


 

O branco Verdejo de Castilla-La Mancha

Bodegas Alcardet Correcto Verdejo 2020:

Corpo médio, acidez refrescante, sabor de frutas cítricas, e final fino, intenso e elegante; Produtor: Bodegas Alcardet; Teor alcoólico: 12%; Uva: Verdejo (vinho varietal); Nariz: Aromas de flores frescas, frutas cítricas, frutas verdes e notas herbáceas; Harmonização: Peixe cozido com leite de coco, sushi, filé de frango recheado com queijo

Compre aqui

 


 

O branco Viúra de Rioja

Navaldar D.O.Ca Rioja Blanco 2020:

Fresco, domínio de compota de maçã, acidez agradável, frutado; Produtor: Bodegas D. Mateos; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Viúra (vinho varietal); Nariz: Fresco, intenso e frutado com notas de maçã e compota de pera, combinadas com sabores cítricos; Harmonização: Frutos do mar, peixes cozidos, saladas, arroz, refogados e massas

Compre aqui

 


 

O branco blend de Valência

Mirror Mirror Blancauvas White Blend Viura-Sauvignon Blanc:

Fresco e frutado; Produtor: Torre Oria; Teor alcoólico: 10,8%; Uvas: Viúra e Sauvignon Blanc (vinho blend); Nariz: Aromas de lima e maçã-verde; Harmonização: Queijo Coalho, ceviche, pastel de palmito

Compre aqui

 


 

O branco Viúra de Valência

DNA Murviedro Viura Valencia DOP 2019:

Leve, refrescante e persistente; Produtor: Bodegas Alcardet; Teor alcoólico: 11%; Uva: Viúra (vinho varietal); Nariz: Aromas delicados, com toques de abacaxi e ervilha; Harmonização: Queijo Brie, espaguete ao pesto, estrogonofe de brócolis

Compre aqui

 


 

O branco blend de Toledo

Montado Branco 2020:

Fresco, untuoso, final persistente; Produtor: Finca Constancia; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Verdejo e Chardonnay (vinho blend); Nariz: Flores brancas, frutas cítricas, limão, grama cortada; Harmonização: Saladas, peixes, frutos do mar, queijos, como aperitivo, aves, ostras

Compre aqui

 


 

O branco Verdejo de Tierra De Castilla

Petit Verum Verdejo 2020:

Saboroso e frutado, com acidez equilibrada e final longo; Produtor: Bodegas Verum; Teor alcoólico: 13%; Uva: Verdejo (vinho varietal); Nariz: Notas intensas e persistentes de frutas cítricas, com toques minerais; Harmonização: Peixe grelhado, frutos do mar, pimentões recheados

Compre aqui

 


 

O branco blend de Castilla-La Mancha

Midtown White Dry Wine:

Refrescante, frutado e fácil de beber; Produtor: Vinos y Bodegas; Teor alcoólico: 11%; Uvas: Airén e Macabeo (vinho blend); Nariz: Aroma de frutas cítricas e flores; Harmonização: Legumes e vegetais, carnes brancas magras, queijos moles, frutos do mar

Compre aqui

 


 

O branco Macabeo de Tarragona

Roureda D.O. Tarragona Macabeo 2018:

Fresco, leve e boa acidez; Produtor: Cellers Unió; Teor alcoólico: 11,5%; Uva: Macabeo (vinho varietal); Nariz: Frutas cítricas e nuances de amêndoas; Harmonização: Como aperitivo, peixes, frutos do mar, culinária mediterrânea, frango grelhado e queijos cremosos

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay de Castilla-La Mancha

Marques de La Cruz Chardonnay 2019:

Boa acidez e final longo; Produtor: Bodegas Fernando Castro; Teor alcoólico: 11,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Manga, abacaxi, maça verde e limão; Harmonização: Risoto de camarão, penne ao pesto, peixe ao forno com legumes, salada de bacalhau com grão de bico, escondidinho de atum

Compre aqui

 


 

O branco blend de Alicante

Alcanta Merseguera Macabeo Alicante D.O. 2020:

Saboroso, equilibrado e leve; Produtor: Bodegas Bocopa; Teor alcoólico: 11%; Uvas: Merseguera e Macabeo (vinho blend); Nariz: Aroma de frutas brancas, flores e ervas; Harmonização: Frutos do mar, peixes, carnes brancas

Compre aqui

 


 

O branco Macabeo de Castilla-La Mancha

Faustino Rivero Ulecia Blanco Semidulce:

Fresco, suculento e frutado, com final redondo e doçura delicada; Produtor: Faustino Rivero Ulecia; Teor alcoólico: 11%; Uva: Macabeo (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas cítricas com notas de abacaxi e banana; Harmonização: Queijos, carnes branca e frutos do mar, aperitivos

Compre aqui

 


 

O branco blend de Utiel-Requena

Toro Loco D.O.P. Utiel-Requena Viura Sauvignon Blanc 2019:

Leve, fresco, cítrico, fácil de beber; Produtor: BVC Bodegas; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Sauvignon Blanc e Viúra (vinho blend); Nariz: Frutas brancas, frutas cítricas, floral; Harmonização: Risoto de limão siciliano, lula a dore com guacamole, supremo de frango, saladas diversas, cuscuz de legumes, e queijos frescos

Compre aqui

 


 

O branco Viúra multirregional

Vega Libre Blanco 2019:

Corpo leve e frutado, com acidez marcante e acabamento refrescante; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 11%; Uva: Viúra (vinho varietal); Nariz: Frutas cítricas e amarelas como maracujá, pêssego e abacaxi; Harmonização: Saladas, aperitivos, canapés e carnes brancas

Compre aqui

 


 

O branco Verdejo de Tierra De Castilla

Petit Verum Verdejo 2019:

Saboroso e frutado, com acidez equilibrada e final longo; Produtor: Bodegas Verum; Teor alcoólico: 13%; Uva: Verdejo (vinho varietal); Nariz: Notas intensas e persistentes de frutas cítricas, com toques minerais; Harmonização: Peixe grelhado, frutos do mar, pimentões recheados

Compre aqui

 


 

O branco Verdejo multirregional

Sobre Monte Verdejo 2019:

Refrescante, leve e frutado; Produtor: Reserva De La Tierra; Teor alcoólico: 11%; Uva: Verdejo (vinho varietal); Nariz: Aroma frutado, com leve toque herbáceo; Harmonização: Peixes, saladas e frutos do mar

Compre aqui

 


 

O branco Airén de La Mancha

Bodegas Ayuso Abadia del Roble:

Refrescante, equilibrado, suave e delicado; Produtor: Bodegas Ayuso; Teor alcoólico: 12%; Uva: Airén (vinho varietal); Nariz: Frutas brancas e cítricas com notas florais; Harmonização: Carnes brancas, peixes e frutos do mar, legumes, saladas, aperitivos leves

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay de Navarra

Dinastia Manzanos Navarra Chardonnay:

Frutado, estruturado e muito equilibrado, com boa acidez e ótima persistência; Produtor: Manzanos; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Frutas brancas maduras com toques florais e minerais; Harmonização: Aperitivos, frutos do mar e mariscos, peixes grelhados, vegetais

Compre aqui

 


 

O branco Viúra de Rioja

Cune Rioja Blanco DOCa 2019:

Acidez refrescante, fácil de beber e final longo; Produtor: CVNE; Teor alcoólico: 13%; Uva: Viúra (vinho varietal); Nariz: Frutas amarelas e flores brancas; Harmonização: Salada mediterrânea, salmão assado com legumes

Compre aqui

 


 

O branco blend de Navarra

The Wine System Viuranus D.O. Navarra 2019:

Macio, suave, fresco e equilibrado; Produtor: Bodegas Príncipe de Viana; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Viúra, Chardonnay e outras uvas (vinho blend); Nariz: Frutas cítricas e abacaxi; Harmonização: Anéis de lula à dorê, ceviche, casquinha de siri, peixe frito, acarajé, pizza de pesto, salada de folhas verdes, tapas

Compre aqui

 


 

O rosé Tempranillo de Valdepeñas

Señorio de los Llanos Tempranillo Rosado Valdepeñas D.O.:

Equilibrado, leve e refrescante; Produtor: J. García Carrión; Teor alcoólico: 11,5%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Notas de cereja e morango; Harmonização: Canapés, saladas

Compre aqui

 


 

O rosé blend de Múrcia

Baron de Beldon Vino Rosado 2020:

Intenso e equilibrado, retrogosto frutado, agradável e persistente; Produtor: Bodegas Bastida; Teor alcoólico: 11%; Uvas: Monastrell e Tempranillo (vinho blend); Nariz: Expressivo, com nuances de frutas vermelhas maduras e flores; Harmonização: Gaspacho espanhol, frango assado com limão siciliano e ervas, caldo de fubá com linguiça

Compre aqui

 


 

O rosé blend multirregional

Elia Rosé Wine:

Saboroso, frutado e fácil de beber; Produtor: Bodegas Bastida; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Aromas frutado e floral; Harmonização: Tábua de frios, empanadas, gaspacho

Compre aqui

 


 

O rosé blend multirregional

Entre Ríos Vino Rosado:

Elegante, refrescante, frutado e fácil de beber; Produtor: Vinigalicia; Teor alcoólico: 11,5%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Notas intensas de amoras e framboesas maduras, com toques de geleia; Harmonização: Legumes grelhados, pratos à base de peixes, espaguete ao molho pesto, salada de camarão, canapés

Compre aqui

 


 

O rosé blend de Catalunya

Viña Sol Rosado 2019:

Frutado, fresco e final muito agradável; Produtor: Miguel Torres; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Cariñena e Garnacha (vinho blend); Nariz: Notas envolventes de frutas vermelhas; Harmonização: Risoto de shimeji, atum grelhado com gergelim, tomate recheado com queijo e ervas, salada de folhas verdes com morangos, comida japonesa

Compre aqui

 


 

O rosé Tempranillo de Castilla-La Mancha

Bodegas Alcardet Correcto Tempranillo Rosado 2020:

Refrescante e frutado; Produtor: Bodegas Alcardet; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas frescas com toques herbais; Harmonização: Tapas, legumes grelhados, frutos do mar

Compre aqui

 


 

O rosé Garnacha de Rioja

Navaldar D.O.Ca. Rioja Rosado 2017:

Perfeito equilíbrio entre fruta e acidez, final delicado; Produtor: Bodegas D. Mateos; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Notas sutis de vegetais, fresco, intenso e frutado (framboesa, morango e groselha); Harmonização: Peixes secos, arrozes, guisados, cozinha oriental e verduras grelhadas

Compre aqui

 


 

O rosé Garnacha de Navarra

The Wine System Rosenium D.O. Navarra 2020:

Frutado, fresco e final agradável; Produtor: Bodegas Príncipe de Viana; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, morango e flores; Harmonização: Pizza marguerita, camarão alho e óleo, coxinha de frango, moqueca baiana, mix de cogumelos, quiche de espinafre e presunto, tomates recheados

Compre aqui

 


 

O rosé Tempranillo de Rioja

Bianai D.O.Ca. Rioja Rosado 2020:

Estruturado, sedoso e equilibrado; Produtor: Bodegas Príncipe de Viana; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Complexo, composto de aromas intensos de frutas vermelhas e caramelo; Harmonização: Um rosé estruturado, com boa acidez, então pede pratos com boa intensidade. Moqueca de camarão, fettuccine aos quatro queijos, bruschetta de jamon serrano

Compre aqui

 


 

O rosé blend de Galícia

Marqués de Ardoza Rosado:

Saboroso, frutado e refrescante; Produtor: Vinigalicia; Teor alcoólico: 11%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Aromas intensos de frutas vermelhas, como morango e cereja; Harmonização: Arroz à Grega, salada de camarão, salmão com legumes

Compre aqui

 


 

O rosé Garnacha de Rioja

Insaciable D.O.Ca Rioja Garnacha 2020:

Frutas vermelhas, perfeito equilíbrio entre doçura e acidez. Excelente volume na boca; Produtor: Bodegas D. Mateos; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Fresco, adocicado e balsâmico, com notas mentoladas e vegetais; Harmonização: Peixes de água salgada, comida asiática, diversos tipos de arroz, legumes grelhados e diversos

Compre aqui

 


 

O rosé Bobal de Valência

Alice in Grapeland Pale Rosé:

Fresco, frutado, com notas de morango e cereja e final agradável; Produtor: Torre Oria; Teor alcoólico: 11,5%; Uva: Bobal (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas como framboesa e cereja, notas florais; Harmonização: Aperitivos, saladas, carnes brancas

Compre aqui

 


 

O rosé Monastrell de Alicante

Alcanta Monastrell Rosado Alicante D.O. 2020:

Leve, fresco, frutado e fácil de beber; Produtor: Bodegas Bocopa; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Monastrell (vinho varietal); Nariz: Aroma frutado com destaque para framboesa; Harmonização: Carnes brancas, queijos de massa mole, pratos da culinária asiática

Compre aqui

 


 

O rosé Merlot de Tarragona

Roureda D.O. Tarragona Merlot Rosé 2018:

Jovem, fresco e acidez sutil; Produtor: Cellers Unió; Teor alcoólico: 12%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas, morango; Harmonização: Como aperitivo, risotos, sushi, sashimi, culinária mediterrânea, paella

Compre aqui

 


 

O rosé Tempranillo

Zagalero Colección Tempranillo Rosado 2020:

Fresco e equilibrado, com notas cítricas e boa acidez; Produtor: Bodegas Celaya; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Intenso e expressivo no nariz, com notas picantes e aromas de fruta madura; Harmonização: Sopa de frutos do mar, salpicão, vinagrete de polvo

Compre aqui

 


 

O rosé blend de Cariñena

Viña Oria D.O.P. Cariñena Garnacha Tempranillo Rosé 2020:

Macio, saboroso e final frutado; Produtor: Covinca; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Garnacha e Tempranillo (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas frescas; Harmonização: Como aperitivo, risotos, culinária mediterrânea, sashimi, sushi, paella

Compre aqui

 


 

O rosé Tempranillo de Ribera del Duero

Protos Clarete D.O. Ribera del Duero 2019:

Frutado, corpo de leve para médio, acidez agradável; Produtor: Protos; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas, floral; Harmonização: Escalope de filé ao sugo, paella, posta de atum grelhada com crosta de gergelim, pizzas com embutidos, fusilli ao molho de camarão, queijos semimoles

Compre aqui

 


 

O rosé Garnacha de Utiel-Requena

Anciano Garnacha Rosado Campo de Borja DO 2019:

Refrescante, frutado e com corpo leve; Produtor: Campo de Borja; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras; Harmonização: Massa caprese, quiche lorraine, abobrinha gratinada

Compre aqui

 


 

O rosé Garnacha de Navarra

The Wine System Rosenium D.O. Navarra 2019:

Frutado, fresco e final agradável; Produtor: Bodegas Príncipe de Viana; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Garnacha (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, morango e flores; Harmonização: Pizza marguerita, camarão alho e óleo, moqueca baiana, coxinha de frango, mix de cogumelos, quiche de espinafre e presunto, tomates recheados

Compre aqui

 


 

O espumante Viúra de Utiel-Requena

Grand Château Du Soleil Vino Espumoso Extra Brut:

Refrescante, com sensação de cremosidade e final cítrico; Produtor: Bodegas Murviedro; Teor alcoólico: 11%; Uva: Viúra (vinho varietal); Nariz: Notas de pêssego e frutas brancas, como maçã e pera; Harmonização: Camarões grelhados, salada de manga verde e todos os tipos de peixes

Compre aqui

 


 

O espumante blend multirregional

Tanggier Brut:

Corpo leve, delicado, com muita fruta; Produtor: Bodegas Lozano; Teor alcoólico: 11%; Uvas: Sauvignon Blanc, Verdejo e Airén (vinho blend); Nariz: Notas de pêra, pêssego e minerais; Harmonização: Saladas e peixes leves

Compre aqui

 


 

O espumante blend multirregional

Duet Mousseux Brut:

Equilibrado, saboroso e refrescante; Produtor: Félix Solís; Teor alcoólico: 10,5%; Uvas: Airén e Viúra (vinho blend); Nariz: Frutas cítricas e toques florais; Harmonização: Frutos do mar, queijos brancos

Compre aqui

 


 

O espumante rosé Tempranillo de Valdepeñas

Comte de Chamberi Mousseux Rosé Demi Sec:

Fresco, saboroso e persistente; Produtor: Félix Solís; Teor alcoólico: 10%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Notas de groselha madura; Harmonização: Merengue de morango, tapas espanholas, queijo Brie com geleia de frutas vermelhas

Compre aqui

 


 

O espumante rosé Tempranillo de Valdepeñas

Comte de Chamberi Mousseux Rosé Sec:

Bolhas finas e constantes, textura macia, acidez moderada; Produtor: Félix Solís; Teor alcoólico: 10,5%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Aromas de morangos e frutas cítricas; Harmonização: Tortilla espanhola, carpaccio de salmão defumado, arroz de mariscos

Compre aqui

 


 

O espumante blend de Penedès

Mim Reserva Cava Brut:

Na boca é delicado, boa cremosidade e final longo; Produtor: Maset del Lleó; Teor alcoólico: 11%; Uvas: Xarel-lo, Macabeo e Parellada (vinho blend); Nariz: Aromas delicados de frutas brancas, maçã, pera e flor de laranjeira; Harmonização: Como aperitivo, frutos do mar, com chips de abobrinha, lasanha de alcachofra, quiche de aspargos

Compre aqui

 


 

O espumante Airén multirregional

Lobo Negro Brut:

Fresco, frutado e saboroso; Produtor: Bodegas Lozano; Teor alcoólico: 12%; Uva: Airén (vinho varietal); Nariz: Frutas cítricas, maça verde, abacaxi; Harmonização: Salada caprese, sardinha na brasa, sanduíche de pernil, bolinho de queijo, empada de palmito, pizza quatro queijos

Compre aqui

 


 

O espumante blend multirregional

Marques de La Carrasca Rose Brut:

Frutado, fresco e cremoso; Produtor: Bodegas Lozano; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Tempranillo e Bobal (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas frescas; Harmonização: Pizza portuguesa, salmão grelhado, quiche de tomate seco, comida japonesa, arroz primavera

Compre aqui

 


 

O espumante Macabeo de Castilla La Mancha

Castillo Santa Barbara Brut:

Leve, boa acidez e equilíbrio perfeito entre acidez e açúcar residual; Produtor: Bodegas Fernando Castro; Teor alcoólico: 10%; Uva: Macabeo (vinho varietal); Nariz: Frutas cítricas, maça, floral, amêndoas; Harmonização: Suflê de frango, tortellini de ricota ao molho branco, espeto de legumes, salgadinhos fritos, saladas, queijos frescos

Compre aqui

 


 

O espumante blend de Cava

Cava Gran Barón Mediterranean Edition Brut:

Harmonioso, frutado e apetitoso, com acidez equilibrada e final redondo e elegante; Produtor: Vallformosa; Teor alcoólico: 11,5%; Uvas: Macabeo, Xarel-lo e Parellada (vinho blend); Nariz: Aromas intensos de melão maduro e banana, com toques de damasco, maçã e notas tostadas; Harmonização: Queijo Camembert, peixes grelhados, frutos do mar, canapés e aperitivos

Compre aqui

 


 

O espumante Moscatel de Cava

Castillo Santa Barbara Moscato:

Cremoso e bom equilíbrio entre acidez e açúcares; Produtor: Bodegas Fernando Castro; Teor alcoólico: 10%; Uva: Moscatel (vinho varietal); Nariz: Uva verde, flores brancas e pêssego; Harmonização: Tarte tatin, apfelstrudel, torta de pera, bolo de banana, panetone, papaya com cassis, abacaxi flambado ao rum com sorvete de coco

Compre aqui

 


 

O espumante blend de Alpera

Edoné Gran Cuvée Brut 2015:

Sabor de frutas maduras, saboroso, persistente e bem estruturado; Produtor: Viñedos Balmoral; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Chardonnay e Pinot Noir (vinho blend); Nariz: Aroma complexo nozes frescas, com notas florais e frutadas; Harmonização: Risoto de camarão

Compre aqui

 


 

O espumante blend de Utiel-Requena (perto de La Mancha)

Toro Loco D.O. Cava Brut:

Leve e refrescante, com notas frutadas e final agradável; Produtor: BVC Bodegas; Teor alcoólico: 11,5%; Uvas: Macabeo, Xarel-lo e Parellada (vinho blend); Nariz: Flores brancas, frutas frescas como maçã e pera, com notas de pão integral e damasco; Harmonização: Frutos do mar, atum grelhado, sushi e sashimi, torta de frango, quiche lorraine, bruschetta tradicional

Compre aqui

 

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados:

Temperos e especiarias - Como combiná-los com vinhos?
Combinar temperos e vinhos não é tão difícil e podemos provar! Confira as características mais marcantes e os...
Azeites - Harmonização com vinhos e benefícios à saúde 5
Saber usar bons azeites faz toda a diferença na hora de cozinhar. Mas, tão importante quanto entender a...
Como fazer vinho quente? 8 Receitas incríveis!
O friozinho de junho pede por vinho quente, seja de vinho tinto ou branco Inverno, frio, festa junina,...
Tournedo Rossini - Receitas e harmonização com vinhos
Mais espesso que o medalhão, o Tournedo Rossini é um clássico francês que ganhou o mundo Como um...
Cupom de descontos em vinhos especiais para pessoas especiais
Cupom de desconto em vinhos – Como usar? QUERODENOVO – 5% OFF Válido somente para compras e acima...
Rótulos premium ganham espaço no Brasil
Rótulos de vinhos premium estão cada vez mais presentes nas taças brasileiras O mercado de vinhos mudou no...