Vinho chileno – Entenda como a bebida ganhou o coração dos brasileiros

Publicado em:

vinho chileno

Quando se fala em vinhos, vem à sua mente um vinho chileno? Se você logo pensa em um Concha y Toro ou em um Tarapaca, saiba que nem sempre foi assim. Com o tempo, porém, os produtores chilenos encontraram o caminho para ocupar espaços preciosos nas prateleiras do maior país da América do Sul. Sem contar que segundo um estudo feito durante a pandemia de 2020, nós consumimos cerca de 440 milhões de litros de vinho por ano, em média.

Mas, como o vinho chileno conseguiu esse feito num mercado normalmente dominado por grandes potências mundiais em termos de vitivinicultura? A seguir, você vai conhecer detalhes sobre as principais características da produção dos vinhos no Chile. Em seguida, entenda a história centenária da construção de toda a reputação que hoje precede os rótulos chilenos. Depois, saiba quais são as principais regiões vinícolas do país. Para concluir, entenda a estratégia usada por vinícolas chilenas para chamar a atenção do mercado brasileiro. Então, aproveite a viagem e boa leitura.

Como é feito o vinho chileno

3 2

Um dos principais produtores de vinho do mundo, o Chile produz vinhos tintos, brancos e até bebidas destiladas de uva, como o famoso Pisco. De fato, a maestria alcançada pelo país na vitivinicultura levou o vinho chileno a outro patamar nas últimas décadas. Para isso, o Chile cultiva várias cepas de uvas, como as brancas Viognier, Semillon, Gewurztraminer, Sauvignon Blanc e Chardonnay, por exemplo. Por outro lado, as tintas também recebem atenção, especificamente as uvas Syrah, Carménère, Cabernet Sauvignon, Merlot e a famosa Pinot Noir.

No entanto, o terroir (conjunto de fatores que causam algum impacto sobre a uva, como solo, clima, manejo etc.) de cada região produtora de vinhos no Chile resulta em bebidas com características próprias. Daqui a pouco, você vai conhecer melhor as regiões. Mas, agora, entenda a Denominação de Origem do vinho chileno e o que o torna tão especial.

Denominação de Origem

A legislação que criou a Denominação de Origem do vinho chileno, estabelecida em 1994, não fiscaliza e nem determina critérios específicos como vinhedos, quantas mudas por hectare ou outros critérios técnicos. De fato, está mais ligada à localização geográfica, garantindo que aquele rótulo tenha a origem que divulga. Além disso, ela exige que 75% da composição do vinho seja da uva e safra estampadas na garrafa. Os outros 25% ficam a critério do produtor.

Inovações nos métodos de produção

Para começar, um dos fatores que mais influenciam nas características do vinho chileno é que os produtores locais investem em inovações tecnológicas. Afinal, quando falarmos sobre a história da produção de vinhos no Chile mais à frente, você vai entender que ela é muito antiga! Por isso, se a produção da bebida se mantivesse como no passado, o país jamais alcançaria o nível de qualidade e de litros anualmente produzidos. Afinal, tudo era feito de forma artesanal. Atualmente, o Chile investe continuamente em novos equipamentos. Dessa forma, modernizam o processo e agilizam a produção sem perder na qualidade e nas características das uvas locais.

Grande costa banhada pelo oceano

A topografia do Chile é incrível. De fato, ele conta com um regulador térmico natural: a Cordilheira dos Andes. Ao mesmo tempo, a grande área banhada pelo Oceano Pacífico atua na construção dos sabores e aromas das uvas. Além disso, até os ventos têm um importante papel. De fato, tudo isso é possível devido à costa do Chile ser uma das mais extensas do planeta! Afinal, ela percorre praticamente todo o território, de norte a sul. Sendo assim, entenda como isso está ligado ao sabor do vinho chileno.

Umidade abundante

Como vemos, a grande diversidade de clima e terroir presente no Chile resulta em diferentes vinhos. Afinal, as uvas sofrem influência direta desses fatores, seja na coloração final, nos aromas, no sabor etc. Aliás, o clima é o principal responsável por conferir ao vinho chileno acidez, frescor e aromas leves. Pois, devido à grande costa oceânica, a brisa e as chuvas suprem o solo e as vinhas com a necessária umidade.

Misturas interessantes

Normalmente, grandes produtores de vinho chileno, produzem a bebida utilizando 85% de uma única uva. Então, o restante é composto por outras cepas que dão ao vinho características especiais como mais cor, sabor, acidez, taninos etc. De fato, a questão é que os chilenos acertaram a mão no blend, ou na mistura de castas que resulta no produto cheio de sabores e aromas no nariz e no paladar. Aliás, não pense que essa mistura é aleatória e amadora. Para saber tudo sobre vinhos produzidos assim, clique aqui.

História da relação do Chile com a vitivinicultura

4 1

 

Atualmente, o Chile se destaca na vitivinicultura mundial, especialmente entre os países do Novo Mundo (produtores fora da Europa).  No entanto, para que isso acontecesse, o caminho foi pavimentado por colonizadores espanhóis. Aliás, foi bem na época do descobrimento do Brasil, por volta de 1550. Bem acostumados com o produto da videira, os viajantes trouxeram na bagagem não só barris e mais barris de vinho, mas também mudas de videiras europeias. Mais tarde, nos anos 1800, com a relativa facilidade de ir e vir, cidadãos chilenos tiveram a oportunidade ir à fonte provar dos tão famosos vinhos europeus. Dessa forma, notaram o que poderia ser feito para transformar a bebida produzida em sua terra natal em um produto superior e mais próximo da realidade moderna. Assim, começou a busca dos produtores de vinho chileno pela excelência no mercado mundial.

No entanto, o papel do Chile no cenário enológico vai mais além. Pois, foi ainda no século XIX, no ano de 1863, que se abateu sobre o universo dos vinhos uma das maiores tragédias já vistas: a praga de um pulgão conhecido como Filoxera. Infelizmente, a praga foi tão devastadora que consumiu vinhedos inteiros de um país após outro, por todo o mundo. No Chile, porém, a situação foi diferente. Pois, devido à sua topografia única, “cercado” por todos os lados, seus vinhedos não foram contaminados. Mas, infelizmente, apesar de salvo da Filoxera, o país não estava imune às atrocidades da guerra civil que irrompeu cerca de 100 anos mais tarde. Aliás, tão devastadora quanto o fungo, a guerra consumiu grande parte dos vinhedos chilenos.

A volta por cima

vinho chileno

Protegidas pela Cordilheira dos Andes e pelo Oceano Pacífico, as vinhas do país foram poupadas da terrível praga nos anos 1800.

Inicialmente, a sobrevivência dos vinhedos chilenos à praga, já foi motivo suficiente para atrair a atenção mundial. Afinal, produzir vinho é preciso! Assim, o país latino-americano foi ganhando espaço e sendo observado de perto pelos maiores produtores de vinho do mundo. Como resultado, estudos franceses realizados em solo andino concluíram que uma casta que há muito era cultivada como Merlot no Chile, era na verdade a uva Carménère. Acontece que essa variedade de uva era considerada extinta! Mais uma vez, os holofotes se voltam para o Chile. Além disso, depois que a guerra civil acabou, toda essa atenção foi revertida em investimento de produtores estrangeiros que notaram o potencial gigantesco do país no cenário mundial de vinhos.

Então, com tecnologia moderna, técnicas de cultivo desenvolvidas especialmente para o terroir local e produtores preparados com ensino superior, o palco estava montado para que o vinho chileno desse um show. De fato, o país soube aproveitar a oportunidade que lhe foi dada. Com o tempo, os vinhos chilenos se tornaram tão bons e desejados quanto os vinhos produzidos no velho mundo. Afinal, os produtores aprenderam a usar o clima, o solo e todas as características do país a seu favor, mostrando tudo isso na bebida a ser exportada. E foi assim que o Chile chegou ao posto de um dos maiores produtores de vinhos do mundo. Para saber como foi a chegada dele ao Brasil, leia até o final. Mas, já vamos te adiantar que não foi tão suave assim…Antes disso, vamos fazer um pequeno passeio às regiões produtoras de vinhos do país.

Conheça as regiões vinícolas do Chile

vinho chileno infográfico

Apesar de não ser um país com grande extensão territorial – a área do Chile corresponde à soma das área de Minas Gerais e São Paulo – os chilenos souberam usar bem o espaço e explorar todo tipo de solo local. A seguir, conheça  as regiões (Coquimbo, Aconcagua, Central e Sul), as sub-regiões vinícolas do país e suas características.

·                   Região de Coquimbo

Formada pelas sub-regiões de Elqui, Limari e Vale do Choapa, a Coquimbo é a região mais ao Norte do país, quase fazendo fronteira com o Peru. As principais uvas produzidas na região são as brancas Chardonnay e Sauvignon Blanc, e as tintas Syrah e Cabernet Sauvignon. Leia agora sobre a sub-região de Limari.

Limari

A sub-região de Limari é um caso à parte. Afinal, está localizada bem perto do deserto do Atacama. Como resultado, a região possui carasterísticas únicas para o cultivo e produção de uvas viníferas em todo o mundo. Afinal, o local é considerado o mais árido e seco de todo o mundo. Mas, isso deveria ser ruim para as uvas, certo? Não necessariamente, pois o vento que vem do oceano e não chega a Curicó, chega até Limari. Como resultado, os vinhedos recebem o necessário refrigério para suportar o clima e se desenvolverem. Ali, as uvas que mais se adaptaram foram as uvas Chardonnay e Syrah.

·                   Aconcagua

Uma das mais tradicionais, formada pelas sub-regiões de Aconcagua, San Antonio e Casablanca, a região do Aconcagua cultiva uvas brancas Sauvignon Blanc e Chardonnay. Além disso, as tintas Syrah, Merlot e Pinot Noir, crescem bem adaptadas ao local. Mas, a estrela da região é mesmo a Cabernet Sauvignon.

Aconcágua

Com o mesmo nome da região, essa sub-região apresenta clima frio, que tem influência direta sobre as uvas e vinhos. Acontece que a região de Aconcágua, uma das mais extensas do país, possui áreas de elevada altitude em relação ao nível do mar. Por isso, mesmo sendo uma região que recebe bastante luz do sol, suas temperaturas costumam ser baixas. Aliás, os produtores procuram as áreas de maior altitude para cultivo mesmo, é intencional. Dessa forma, as uvas amadurecem de uma forma que permite maior produção de compostos químicos benéficos aos vinhos. Nesse caso, eles apresentam maior tempo de guarda, podendo ficar estocados por anos antes de ser consumido e conservando suas características.

San Antonio

Para começar, uma das regiões mais recentes na produção de vinhos no Chile, o Vale de San Antonio possui clima bem agradável, com dias ensolarados, mas não quentes. À noite, o clima é ainda mais frio. Aliás, além de fria, essa também é uma das regiões com maior índice de chuvas em todo o país. Como resultado, as uvas produzidas no Vale de San Antonio possuem características diferentes das uvas que veremos mais à frente. A uva branca Chardonnay e a tinta Pinot Noit, por exemplo, se adaptam muito bem ao clima frio. Por isso, os vinhos produzidos com as uvas locais dessas variedades são vinhos equilibrados e frescos, sem muito açúcar residual ou teor alcoólico muito elevado.

Casablanca

Continuando, temos a sub-região mais próxima do Pacífico. Assim, Casablanca recebe muita maresia, o que resulta em muito sal espalhado pelos vinhedos. Por isso, a produção de vinho chileno na região é relativamente recente, quando comparamos com a história antiga dos vinhos no país. Mesmo assim, o local é conhecido pelo cultivo bem sucedido de uvas Chardonnay, Pinot Noir, Sauvignon Blanc e Syrah.

·                   Central

2 2

Em seguida, temos a região Central que é dividida em quatro sub-regiões: Vale do Maule, Vale do Maipo, Curicó, Vale do Colchagua e Vale Rapel. Lá, são cultivadas as uvas brancas Chardonnay e Sauvignon Blanc. Além disso, a região também produz as tintas Bordeaux Blend, Carménère, Syrah e a tradicional País. Aliás, é do Vale de Maule e Curicó que saem os vinhos mais comerciais do Chile. Afinal, o local domina a produção de vinhos de corte. Dessa forma, a produção de tornou menos dispendiosa e os rótulos locais possuem preços mais acessíveis. Confira a seguir quais são as sub-regiões.

Vale de Colchagua

Na região do Vale do Colchagua, distante pouco mais de 150Km de Santiago, o clima varia de acordo com a altitude do local onde estão os vinhedos. Normalmente, o clima é bem seco e quente, mas isso muda caso as vinhas estejam a 200 ou a 3 mil metros acima do nível do mar. As uvas Cabernet Sauvignon e as uvas Syrah são as mais produzidas na região, já que se adaptaram bem ao solo rico composto por xisto, argila vulcânica e granito. Além disso, a região produz também uvas Merlot e Carménère. Aliás, a região de Vale do Colchagua se tornou uma das mais importantes na produção mundial de vinhos.

Curicó

Curicó é a campeã na produção de uvas Sauvignon Blanc e há um bom motivo para isso. As regiões anteriores são predominantemente frias. Por  outro lado, a topografia da região é diferente e impacta diretamente no clima. De fato, ela possui uma cadeia de montanhas que impedem que os ventos vindos do Oceano Pacífico cheguem até o interior. Dessa forma, o clima varia bastante, com dias bem quentes e ensolarados e noites frias. Por isso, tanto as uvas brancas como as uvas tintas ali produzidas possuem características diferentes das mesmas uvas produzidas em outras áreas do Chile. Como dito, as uvas Sauvignon Blanc se adaptaram incrivelmente à região, resultando em um vinho chileno cheio de aromas próprios e fáceis de identificar.

Vale Rapel

A sub-região vinícola de Vale Rapel tem uma especialidade: uvas tintas. De fato, cerca de 25% de todo vinho chileno é produzido na região, que ocupa uma grande parte das montanhas do Chile. Atualmente, as uvas Malbec estão ganhando força na região e se adaptando bem ao local. No entanto, uvas brancas também se deram bem por lá. Na verdade, é fácil encontrar excelentes rótulos de Sauvignon Blanc ou Chardonnay vindos da região de Vale Rapel. Ao mesmo tempo, as belezas naturais da região fazem dela um excelente destino para quem deseja unir o útil ao agradável fazendo enoturismo, ou turismo enológico pelo Chile.

Vale do Maule

Agora, chegamos à maior área vinícola do Chile. De fato, o Vale do Maule tem a maior extensão territorial de todo o país. Além disso, é também a mais ensolarada e com temperaturas superiores às outras. Distante cerca de 300km da capital Santiago, o local é conhecido por cultivar uvas brancas e tintas como Carménère, Chardonnay, Pinot Noir, Malbec, Cabernet Sauvignon e Merlot.

Vale do Maipo

Também próxima à capital, a sub-região do Vale do Maipo é destino certo para visitantes de todo o mundo interessados em conhecer a história do vinho chileno. Aliás, essa é considerada uma das mais antigas e importantes regiões históricas do país. Além disso, vale notar que a uva que melhor se adaptou e é uma das mais cultivadas na região é a Cabernet Sauvignon.

vinho chileno

·                   Sul

Vale do Bio-Bio

Antigamente, o rio que banha a sub-região de Bio-Bio era uma importante barreira geográfica que impedia confrontos entre nativos e colonizadores. Agora, o local é famoso pelo cultivo de vinho chileno de uvas como a branca Moscatel de Alexandria e a tinta País. Além disso, outras variedades crescem bem no local como as uvas brancas Chardonnay, Riesling e Gewurztreminer, e a tinta Pinot Noir. Recentemente, os vinhos produzidos com as uvas brancas Chardonnay da região se mostraram de grande qualidade.

Vale do Itata

Na região, o Vale do Itata resistiu à grande “revolução industrial” implementada na vitivinicultura chilena. Afinal, a ideia do mercado é inovar e produzir em grande escala vinhos de excelente qualidade. Por outro lado, o Vale do Itata se esforça em manter a produção artesanal e com as características próprias do local.

Vale do Maleco

Por fim, temos a sub-região do Vale do Malleco que apresenta clima chuvoso e úmido. Mas, o local possui um solo extremamente fértil. Sendo assim, o processo de cultivo da uvas viníferas na região é bem complexo. Afinal, essa é a combinação perfeita para a proliferação de fungos e outras doenças das videiras. Por isso, o cuidado é redobrado e o sistema de qualidade é bem rigoroso.

Vale do Cachapoal

Para terminar, conheça o Vale do Cachapoal, a região que cultiva principalmente a uva Cabernet Sauvignon. Aliás, a localização de Vale do Cachapoal, bem perto da Cordilheira dos Andes, permite que o local produza vinhos extremamente finos e equilibrados. Para isso, os produtores utilizam uvas de Bordeaux e a nativa Carménère.

Como o vinho chileno ganhou o mercado brasileiro

5 1

Na verdade, levando em conta a história centenária do vinho chileno, os rótulos lá produzidos demoraram bastante para entrar de forma competitiva no mercado brasileiro. De fato, foi só no final da década de 1990, que o Chile passou a exportar seu produto da uva para terras brasileiras. No entanto, naquela época, os vinhos não eram produzidos com tanto cuidado. Assim, aconteceu de o brasileiro não vincular os rótulos chilenos a vinhos de qualidade.

Por volta do ano de 2010, porém, essa situação mudou. Então, algumas vinícolas ergueram a barra da qualidade, por assim dizer, criando vinhos intencionalmente bem feitos. A vinícola Tarapaca, por exemplo, foi uma das que investiram pesado na transformação da visão que o mercado brasileiro tinha do vinho chileno. Como resultado, rótulos antes sem muita fama, tomaram as prateleiras e as mesas por todo o país. Atualmente, o Brasil é o maior consumidor de vinhos chilenos do mundo!

Como vimos, a história do Chile com o cultivo e produção de vinhos é bem antiga. Além do tempo para desenvolver bons métodos de manejo, os produtores locais souberam as oportunidades dadas pelo acaso e por investidores de todo o mundo. Como resultado, merecidamente, os rótulos do país têm alcançado altos níveis de qualidade e mercados antes dominados por vinhos europeus, ou do Velho Mundo.

Gostou de conhecer os vinhos chilenos? Então, escolha o seu entre as nossas ofertas abaixo e aproveite para seguir o Center Goumet no Instagram.

 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Isla Seca Winemaker Selection Cabernet Sauvignon Central Valley D.O. 2021:

Elegante, com bom equilíbrio e taninos maduros; Produtor: Bodegas y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de groselhas e cerejas pretas; Harmonização: Carnes vermelhas, massas com molhos vermelhos

Compre aqui

 


 

O tinto Syrah do Vale do Colchagua

Ventisquero Pangea Valle de Colchagua Syrah 2016:

Encorpado, redondo, taninos maduros e firmes, acidez alta, fresco, um vinho bem estruturado, harmonioso equilíbrio entre fruta e madeira, com notas de especiarias e chocolate, final longo, complexo e agradável; Produtor: Viña Ventisquero; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Aromas ricos e complexos, intensos aromas de frutas negras, especiarias, cedro, caramelo e sutis toques minerais especiarias, condimentos e mineralidade proveniente de distintos tipos de solo do Syrah; Harmonização: Carré de cordeiro ao molho de ervas, risoto de funghi, bife ancho ao molho de especiarias

Compre aqui

 


 

O tinto Merlot do Vale Central

Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Merlot 2020:

Vinho jovem, corpo médio, frutado, taninos macios, acidez baixa para média; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 13%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas negras como framboesa, sutis notas herbáceas; Harmonização: Frango assado com batatas, pizza de calabresa, carne seca com abóbora, costela suína ao molho barbecue, nhoque ao sugo, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Alto Cachapoal

Calyptra Prestige 2018:

Fresco, frutado e taninos aveludados; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Merlot, Syrah e Cabernet Sauvignon (vinho blend); Nariz: Aroma de amora, framboesa, ameixa e violeta; Harmonização: Tornedor de filé mignon com cenouras demi-glacê, carré de cordeiro, bife de ancho com purê de aipim, cogumelo portobello recheado

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale do Maipo

Almaviva EPU 2018:

Encorpado, redondo, equilibrado, frutado, suculento, textura macia, taninos maduros, acidez média que lhe confere agradável frescor, final longo e complexo; Produtor: Almaviva; Teor alcoólico: 15%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Carménère, Merlot e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas e negras maduras como morangos silvestres, cassis e amoras, toques herbáceos, alcaçuz, especiarias e notas de café; Harmonização: Bife angus na parrilla, risoto de funghi, talharim com ragu de costela e queijos duros

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale do Cachapoal

Calyptra Zahir D.O. Valle de Cachapoal Cabernet Sauvignon 2012:

Um vinho com complexidade em sabores, encorpado, taninos presentes e macios, textura sedosa e suave, boa acidez, frutado, amadeirado, final longo e persistente; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 15%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas negras e vermelhas maduras como cereja, ameixa, cassis e framboesa. Especiarias, notas herbáceas e amadeirada; Harmonização: Bife ancho, risoto de gorgonzola com nozes, lombo de cordeiro ao molho rotie de amora, cogumelos salteados

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Urmeneta Reserva Cabernet Sauvignon 2020:

Corpo de leve para médio, acidez agradável, taninos macios; Produtor: Urmeneta; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas negras, especiarias; Harmonização: Bife acebolado com batatas, hambúrguer com bacon, escondidinho de carne, frango ao molho pardo, lasanha à bolonhesa, massas ao molho vermelho, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Reserva Cabernet Sauvignon 2019:

Médio corpo, taninos presentes, boa acidez, especiarias; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, frutas negras, herbáceo, pimenta-do-reino; Harmonização: Bife à milanesa, fraldinha com farofa, copa lombo, berinjela à parmegiana, queijo Gouda, torta de calabresa

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale Central

Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Reserva Carménère 2019:

Médio corpo, frutado, equilibrado, taninos firmes, média acidez; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 13%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Frutas negras, especiarias, café e um leve tostado; Harmonização: Carne de panela, nhoque de mandioquinha com creme de cogumelos, arroz carreteiro e queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale do Maipo

Vistamar Winemakers Selection D.O. Valle del Maipo Cab Sauvignon 2018:

Frutado, taninos aveludados e final longo; Produtor: Viña Vistamar; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas maduras, cereja, ameixa e notas de café; Harmonização: Cordeiro ao coulis de menta, assado de tira com arroz de amêndoas, pappardelle com ragu funghi porcini

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Paine Cabernet Sauvignon 2020 375 mL:

Leve, boa acidez, taninos macios; Produtor: VyF Wines; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, frutas negras, pimenta-do-reino, herbáceo; Harmonização: Iscas de contra-filé aceboladas, pizza de calabresa, hambúrguer com bacon, torresmo de pancetta, espaguete ao sugo, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Miguel Torres Hemisferio Sur Reserva Cabernet Sauvignon 2019:

Corpo entre leve e médio, frutado com nuances herbáceas e de especiarias, taninos macios, acidez agradável; Produtor: Miguel Torres; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas negras maduras, especiarias, vegetal, tostado, alcaçuz; Harmonização: Costela com aipim na manteiga, polenta mole com ragu de linguiça toscana, lasanha de berinjela, arroz carreteiro, caldo verde, e queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O tinto Syrah do Vale do Leyda

Costero Reserva D.O. Valle de Leyda Syrah 2019:

Frutado, picante, taninos sedosos e redondos; Produtor: Viña Tarapacá; Teor alcoólico: 13%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Aromas de especiarias, pimenta, e frutas silvestres; Harmonização: Carne de sol grelhada com mandioca na manteiga de garrafa, filé ao molho de pimentas verdes, lasanha de berinjela, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale do Maipo

Undurraga Founder’s Collection D.O. Valle del Maipo Cabernet Sauvignon 2018:

Encorpado, equilíbrio entre frutado e notas provenientes da barrica, textura macia e aveludada, taninos firmes e bem integrados, acidez agradável, final longo e complexo; Produtor: Undurraga; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas negras como amoras, frutas vermelhas como cerejas, notas de tosta, tabaco, toque herbáceo e de especiarias; Harmonização: Bife ancho na parrilla, berinjela à parmegiana, polenta mole com ragu de costela, queijos duros

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale do Maipo

Perez Cruz Reserva D.O Maipo Andes Cabernet Sauvignon 2019:

Corpo médio para encorpado, frutado, taninos presentes, acidez média com bom frescor, final longo e agradável; Produtor: Pérez Cruz; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Carménère e Petit Verdot (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, herbáceo, especiarias, amadeirado; Harmonização: Risoto de filé-mignon, lasanha de berinjela com queijo, contrafilé na brasa

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale Central

Nube de Oro Carménère 2021:

Macio, corpo médio, taninos sedosos; Produtor: Sur Valles Wine Group; Teor alcoólico: 13%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Aromas expressivos de amora, e um toque de especiarias; Harmonização: Queijo Gouda, costela de porco com barbecue, frango grelhado com chimichurri

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale Central

Urmeneta Reserva Carménère 2020:

Frutado, vegetal, médio corpo, taninos macios, fresco; Produtor: Urmeneta; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, amadeirado e vegetal; Harmonização: Galeto recheado, pimentão assado, carnes vermelhas assadas, pizzas, massas com molho de carne e queijos tipo camembert

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir do Vale Central

Nube de Oro Pinot Noir 2021:

Suculento, redondo, com taninos suaves; Produtor: Sur Valles Wine Group; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de morango, cravo e couro; Harmonização: Lasanha de shimeji, queijo Brie, atum grelhado

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Kuyën Reserve Cabernet Sauvignon 2019:

Poderoso, concentrado, com taninos maduros e elegantes; Produtor: Bodegas y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas pretas maduras, e notas de avelã e chocolate; Harmonização: Lascas de Parmesão, picanha assada com batatas, carré de cordeiro na brasa

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale do Maipo

Peñalolen Azul 2017:

Marcante, robusto, fresco e frutado; Produtor: Jean-Pascal Lacaze; Teor alcoólico: 14,9%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Petit Verdot e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Cereja e ameixa com sutis notas de hortelã e especiarias; Harmonização: Carnes vermelhas assadas e massas com molhos

Compre aqui

 


 

O tinto Merlot do Vale Central

Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Reserva Merlot 2018:

Bom corpo, acidez equilibrada, final frutado; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 13%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Frutas negras e um leve tostado; Harmonização: Frango assado com batatas, isca de filé, pizza de calabresa, bisteca de porco acebolada, mix de queijos

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir do Vale Central

Los Caserones Winemaker Selection Pinot Noir Central Valley D.O. 2021:

Equilibrado, elegante e saboroso; Produtor: Bodegas y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de groselha com nuances de flores; Harmonização: Risoto de cogumelos, queijo Coalho empanado, legumes na brasa

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Concha y Toro Exportacion Selecto Cabernet Sauvignon 2021:

Complexo, encorpado, taninos redondos e final longo; Produtor: Concha Y Toro; Teor alcoólico: 12%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas maduras como ameixa, groselha e toques de especiarias; Harmonização: Churrasco, queijos maduros, massas encorpadas

Compre aqui

 


 

O tinto blend multirregional

Los Caserones Vinho Tinto:

Elegante, saboroso e equilibrado; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Notas de frutas vermelhas maduras; Harmonização: Medalhão de filé mignon, tábua de queijos, espaguete à bolonhesa

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Expedicion Single Vineyard Selection Cabernet Sauvignon Central Valley D.O. 2021:

Textura elegante, com taninos firmes, acidez agradável e notas de frutas doces; Produtor: Finca Patagonia; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Intenso, com notas de creme de cassis, frutas vermelhas, café e baunilha; Harmonização: Fondue de carne, pizza de calabresa, espaguete com almôndegas, tábua de queijos

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Aros Cabernet Sauvignon 2021:

Vigoroso, harmonioso, taninos redondos; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas e pretas maduras, como amora e ameixa; Harmonização: Fondue de carne, hambúrguer com cebola caramelizada, nhoque ao sugo

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir do Vale Central

Aros Pinot Noir 2021:

Macio, equilibrado, e bastante frutado; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas como morango e cereja; Harmonização: Massas ao molho sugo, queijos suaves

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale Central

Templo Sur Limited Series Carménère 2021:

Saboroso, corpo médio, taninos equilibrados e final agradável; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Vivaz, com notas de amoras maduras e toques picantes; Harmonização: Chili com carne e tortillas, pimentão recheado com carne moída, queijo Parmesão

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Templo Sur Limited Series Cabernet Sauvignon 2021:

Agradável, vivaz, corpo médio, taninos redondos; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Expressivo, com notas de amora, cassis e cereja preta, e nuances de mentol e eucalipto; Harmonização: Hambúrguer com Cheddar, maminha assada com ervas finas, queijo Pecorino

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale Central

Templo Sur Limited Series Reserva Carménère 2021:

Rico, concentrado e frutado, com taninos redondos, e retrogosto longo e agradável; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Complexo, com notas de amoras, especiarias doces e mentol, e toques de tabaco; Harmonização: Polpetone recheado, picanha na manteiga e alho, carré de cordeiro na brasa

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir do Vale Central

Templo Sur Limited Series Pinot Noir 2021:

Suculento, redondo e harmonioso, com taninos macios e final persistente; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas, como morango, cereja e framboesa; Harmonização: Charcutaria, strogonoff de carne, berinjela à parmegiana

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Cabernet Sauvignon 2020:

Corpo médio, frutado com toques de especiarias e herbáceo, taninos presentes e redondos, acidez médio que lhe confere um agradável frescor; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas como cereja e framboesa, herbáceo, especiarias como pimenta-do-reino; Harmonização: Bife à milanesa, fraldinha com farofa e berinjela à parmegiana

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale do Curicó

Echeverria Reserva Carménère 2020:

Macio e aveludado, é bem equilibrado, com toques de especiarias e frutos silvestres; Produtor: Viña Echeverría; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Intenso, com notas de framboesa, cereja, pimentão vermelho e pimenta preto; Harmonização: Filé mignon ao molho madeira, massas ao molho bolonhesa, polenta gratinada com gorgonzola

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Descendientes Cabernet Sauvignon 2020:

Redondo, fresco com boa concentração e persistência de sabor; Produtor: Siegel; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras, cassis e um toque de baunilha; Harmonização: Bife à rolê com purê de batatas, grão de bico ensopado, queijo Parmesão

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale Central

Descendientes Carmenere 2020:

Taninos presentes e aveludados, acidez equilibrada, final frutado; Produtor: Siegel; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas e figo, e toque de pimentão maduro; Harmonização: Kafta com hortelã, Yakisoba, lombo suíno com legumes

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale de Rapel

Reyna Reserva Cabernet Sauvignon Valle del Rapel D.O. 2020:

Redondo, frutado e com taninos marcantes; Produtor: Bodegas Tagua Tagua; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de cereja madura, café e tabaco; Harmonização: Lombo de cordeiro com Aligot, batata rosti com carne seca, fettuccine à bolonhesa

Compre aqui

 


 

O tinto Merlot do Vale Central

Santa Magdalena Merlot Valle Central D.O. 2020:

Aveludado com acidez moderada e final agradável; Produtor: Bodegas Tagua Tagua; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Ameixa, amora madura e um toque de cacau; Harmonização: Rondele de queijo, nhoque à bolonhesa e arroz de forno

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale de Rapel

Casas Del Bosque Winemakers Selection Cabernet Sauvignon Valle de Rapel D.O. 2019:

Macio e fresco, com taninos equilibrados e final agradável; Produtor: Viña Casas Del Bosque; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Expressivo, com toques de cerejas pretas, menta, chocolate amargo e tabaco; Harmonização: Lombo assado com crosta de ervas, espaguete com ragu de linguiça, queijo Pecorino

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir do Vale de Casablanca

Casas Del Bosque Winemakers Selection Pinot Noir Valle de Casablanca D.O. 2020:

Corpo médio, acidez vibrante, taninos macios, final longo; Produtor: Viña Casas Del Bosque; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Complexo, com notas de cerejas, morangos e framboesas, e toques minerais; Harmonização: Berinjela à parmegiana, strogonoff de carne, charcutaria

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Santa Magdalena Cabernet Sauvignon Valle Central D.O. 2020:

Encorpado, com taninos macios e final frutado; Produtor: Bodegas Tagua Tagua; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Figos, cereja madura e toques de pimentão; Harmonização: Kibe de forno, polenta com molho de tomate e carne de panela

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale de Colchagua

Mr. Deer Cabernet Sauvignon Colchagua Valley D.O. 2021:

Encorpado com taninos maduros; Produtor: Bodegas Marchigüe; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas pretas e vermelhas maduras; Harmonização: Carré de cordeiro na brasa, lasanha à bolonhesa, queijo Pecorino

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale de Colchagua

Mr. Deer Carménère Colchagua Valley D.O. 2020:

Equilibrado, harmonioso e com taninos macios; Produtor: Bodegas Marchigüe; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas pretas, ervas e pimentões; Harmonização: Chili com carne e tortillas, pimentão recheado com carne moída, queijo Parmesão

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale de Colchagua

Viñedos Marchigüe Santa Marta Cabernet Sauvignon Valle de Colchagua D.O. 2021:

Taninos macios, acidez média e final de boca frutado; Produtor: Marchigue; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Cereja, amora preta e cassis; Harmonização: Carne de panela, queijo Parmesão, pimentão recheado

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale de Colchagua

Viñedos Marchigüe Santa Marta Gran Reserva Cabernet Sauvignon Valle de Colchagua D.O. 2019:

Equilibrado, com acidez média, taninos potentes e final longo; Produtor: Marchigue; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Ameixa, amora silvestre, baunilha, e notas defumadas; Harmonização: Cordeiro assado, lasanha, risoto de Parmesão

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Rawen Cabernet Sauvignon Estate Bottled 2020:

Equilibrado e redondo, com acidez agradável e taninos firmes; Produtor: Viña Ravanal; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas, cassis e pimenta; Harmonização: Filé mignon suíno assado, carne de cordeiro com alecrim, queijo Grana Padano

Compre aqui

 


 

O tinto Merlot do Vale Central

Reyna Merlot Central Valley D.O. 2020:

Fácil de beber, taninos macios e notas de framboesa; Produtor: Bodegas Tagua Tagua; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Aroma sutil de morangos maduros, notas de baunilhas e outras especiarias; Harmonização: Pizzas, linguiças, massas com molho vermelho

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale Central

Rawen Cabernet Sauvignon-Carmenère Estate Bottled 2020:

Harmonioso, elegante e macio; Produtor: Viña Ravanal; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Cabernet Sauvignon e Carménère (vinho blend); Nariz: Notas de frutas vermelhas e pretas maduras, pimenta preta e toques herbáceos; Harmonização: Chili com carne e tortillas, pimentão recheado com carne moída, queijo Parmesão

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Fauna Reserve Cabernet Sauvignon Central Valley D.O 2019:

Intenso, concentrado, e taninos maduros e elegantes; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 13,3%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas maduras, e notas de avelã e chocolate; Harmonização: Carnes vermelhas assadas, massas, queijos fortes

Compre aqui

 


 

O tinto blend multirregional

Fauna Winemaker Selection Red Blend:

Frutado, equilibrado e com final médio; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas como morango e cereja; Harmonização: Talharim ao sugo, medalhão de filé mignon, tábua de frios

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale Central

Fauna Reserve Carménère Central Valley D.O 2019:

Agradável, sedoso, taninos macios e levemente picante; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 13,2%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Aromas de ameixas secas e trufas; Harmonização: Massas, carnes vermelhas temperadas, queijos amarelos

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale do Maule

Isla Seca Red Blend:

Complexo e elegante sabor de fruta madura, taninos marcantes e final longo; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Notas de frutas vermelhas como amora e cereja, com toques de chocolate; Harmonização: Pizzas variadas, carnes grelhadas, frango assado com batatas

Compre aqui

 


 

O tinto blend multirregional

Manada Winemaker Selection Red Blend:

Elegante e equilibrado, com taninos macios e maduros; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Frutas frescas e ameixa; Harmonização: Carne seca na moranga, talharim ao sugo, queijos de pasta mole

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale Central

Concha y Toro Exportacion Selecto Carmenere 2021:

Corpo médio e persistente, taninos macios e final herbáceo; Produtor: Concha Y Toro; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Toques herbáceos, de especiarias e frutas silvestres; Harmonização: Pizzas variadas, carnes defumadas

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale Central

Reyna Cabernet Sauvignon-Merlot Central Valley D.O. 2020:

Notas de ameixa seca, tabaco e cassis, baixa acidez, taninos marcados; Produtor: Bodegas Tagua Tagua; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Cabernet Sauvignon e Merlot (vinho blend); Nariz: Aromas de chocolate, couro seco e cassis; Harmonização: Carnes vermelhas, massas ao sugo, queijos maduros

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir do Vale de Cachapoal

Calyptra Gran Reserva Pinot Noir 2017:

Médio corpo, taninos macios, acidez agradável, boa persistência; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, terroso, especiarias, amadeirado; Harmonização: Filé-mignon com molho madeira, galeto assado com purê de mandioquinha, salmão grelhado com risoto de cogumelos, atum grelhado com penne ao molho rosé, ratatouille, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale Central

Fielo Cabernet Sauvignon-Merlot Valle Central D.O. 2020:

Redondo, equilibrado e com corpo médio; Produtor: Bodegas Tagua Tagua; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Cabernet Sauvignon e Merlot (vinho blend); Nariz: Expressivo e frutado, com notas intensas de framboesas e cerejas; Harmonização: Espaguete à bolonhesa, chilli com carne, charcutaria, queijos semi-duros, como Gouda e Gruyère

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Valle del Maipo

Peñalolen Cabernet Sauvignon 2018:

Encorpado, fresco, acidez equilibrada e taninos aveludados; Produtor: Jean-Pascal Lacaze; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Cereja, ameixa, cassis, menta e especiarias picantes; Harmonização: Carnes vermelhas, queijos amarelos, pizzas variadas

Compre aqui

 


 

O tinto Merlot do Vale Central

Santa Alicia Merlot Valle Central 2020:

Corpo médio, estruturado e taninos equilibrados; Produtor: Viña Santa Alicia; Teor alcoólico: 13%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas; Harmonização: Carnes grelhadas, massas ao molho vermelho, queijos amarelos

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale Central

Verktro Cabernet Sauvignon-Merlot Valle Central D.O. 2020:

Harmonioso e redondo, com acidez equilibrada, taninos elegantes e final ligeiramente adocicado; Produtor: Bodegas Tagua Tagua; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Cabernet Sauvignon e Merlot (vinho blend); Nariz: Notas intensas de frutos silvestres, com toques picantes e amadeirados; Harmonização: Lasanha à bolonhesa, queijo Parmesão, chilli com carne, pimentão recheado

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale do Colchagua

Relmu Carménère Reserva 2019:

Corpo médio, frutado e com acidez equilibrada; Produtor: Ravanal; Teor alcoólico: 13%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, ervas e chocolate; Harmonização: Queijos amarelos, pimentão recheado, carnes brancas

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Valle del Maipo

Peñalolen Azul 2016:

Marcante, robusto, fresco e frutado; Produtor: Jean-Pascal Lacaze; Teor alcoólico: 15,3%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Petit Verdot e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Cereja e ameixa com sutis notas de hortelã e especiarias; Harmonização: Carnes vermelhas assadas e massas com molhos

Compre aqui

 


 

O tinto País do Valle del Maule

Viña Bouchon País Salvaje 2020:

Um vinho com estrutura rústica que apresenta leveza, suculência, acidez agradável e taninos presentes e macios; Produtor: Bouchon Family Wines; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: País (vinho varietal); Nariz: Aromas florais, frutas silvestres e cereja; Harmonização: Chouriço frito, churrasco, embutidos, guisados de carnes e legumes, empanadas, arroz carreteiro

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale Central

Finca Patagonia Expedicion Reserve Carmenere Central Valley D.O. 2020:

Macio, aveludado, frescor agradável, notas de pimenta; Produtor: Finca Patagonia; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Notas de amoras, chocolate e tabaco; Harmonização: Costelinha grelhada, pizzas de sabores variados, queijos maturados

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale do Maule

Las Mercedes Singular Cabernet Sauvignon 2019:

Frutado, taninos presentes, médio corpo; Produtor: Bouchon Family Wines; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Ameixa madura, cereja negra, especiarias, tabaco, café; Harmonização: Picanha na brasa, risoto de queijo, maminha com crosta de especiarias, tagliatelle com ragu de cordeiro, costela suína ao barbecue, mix de queijos e embutidos

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon multirregional

Amaryllis Cabernet Sauvignon 2019:

Agradável e vivo, com corpo médio e taninos estruturados; Produtor: Sur Valles Wine Group; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de morango e framboesa, com toques de cacau; Harmonização: Fondue de carne, polenta gratinada com Gorgonzola, picanha recheada com legumes e ervas

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale de Cachapoal

Court Rollan Genus D.O. C. V. Cabernet Sauvignon 2017:

Firme, taninos maduros, elegante e com um longo e gosto final; Produtor: Casas del Toqui; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Cassis, cereja, pimenta preta, grão de café torrado, chocolate amargo; Harmonização: Filé ao molho madeira, hambúrguer de fraldinha com ketchup de frutas silvestres, rabada, cogumelo recheado

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale do Maipo

De Martino Organic Reserve Cabernet Sauvignon Valle del Maipo D.O. 2020:

Encorpado, textura macia, taninos maduros, acidez fresca e final longo; Produtor: De Martino; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Amora fresca, cassis, cereja madura, violetas e um toque de cacau e especiarias; Harmonização: Bife Ancho, queijo Parmesão, ossobuco com polenta

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale Central

El Cazador Red Blend:

Equilibrado, persistente, frutado e harmonioso; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas com toques de especiarias; Harmonização: Embutidos, massas com molho escuro e carnes vermelhas

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir do Vale Central

Aros Pinot Noir 2019:

Macio, equilibrado e bastante frutado; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas como morango e cereja; Harmonização: Massas ao molho sugo, queijos suaves

Compre aqui

 


 

O tinto blend multirregional

Foresta Winemaker Selection Red Blend:

Elegante, bom equilíbrio, taninos macios e maduros; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Frutas frescas e ameixa; Harmonização: Carnes vermelhas macias e queijos macios

Compre aqui

 


 

O tinto blend multirregional

Alpha Austral Winemaker’s Selection:

Frutado e muito fresco, com taninos macios e acidez equilibrada; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas frescas, como morango e framboesa; Harmonização: Hambúrguer, tábua de frios, risoto de parmesão

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Alpha Austral Single Vineyard Selection Cabernet Sauvignon Valle Central D.O. 2020:

Taninos presentes e aveludados, acidez equilibrada, final frutado; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Cereja negra, cassis e um delicado toque de menta; Harmonização: Picanha ao forno, kibe de berinjela, lasanha

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir do Vale do Limarí

Maycas del Limari San Julian Pinot Noir 2018:

Frutado, fresco e elegante; Produtor: Maycas del Limarí; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas delicados de cereja e framboesa; Harmonização: Rosbife de alcatra, risoto primavera com tiras de mignon, talharim de pupunha com molho branco, marinada de legumes e cogumelos, chester ao forno

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Forbes Lackey Cabernet Sauvignon Valle Central D.O. 2020:

Paladar agradável com corpo médio, equilibrado e fácil de beber; Produtor: Kinast Family Wines; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutos vermelhos frescos; Harmonização: Carne assada com batatas, risoto de Parmesão e nhoque com ragu de linguiça

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Butterfly 88 Cabernet Sauvignon Valle Central D.O. 2020:

Paladar agradável, corpo médio, equilibrado e fácil de beber; Produtor: Kinast Family Wines; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutos vermelhos frescos; Harmonização: Polenta com ragu de linguiça, espaguete com molho à bolonhesa, carne assada com batatas

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale Central

Finca Dorada Selección Especial Merlot 2020:

Leve, acidez agradável, taninos macios; Produtor: VyF Wines; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Merlot e Syrah (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, tabaco; Harmonização: Carne de panela com legumes, kibe frito, espaguete de abobrinha ao sugo, tapioca de carne seca, batatas recheadas, canelone de berinjela com queijo

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale do Maule

Las Mercedes Remix 2018:

Frutado, médio corpo, taninos presentes, final longo; Produtor: Bouchon Family Wines; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Carignan, Syrah, Cinsault e Garnacha (vinho blend); Nariz: Frutas negras, violeta; Harmonização: Maminha ao forno com batatas, risoto de queijo, filé à parmegiana, talharim à carbonara, lasanha à bolonhesa, queijos semi-duros

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale de Colchagua

Echeverria Reserva Carménère 2019:

Macio e aveludado, é bem equilibrado, com toques de especiarias e frutos silvestres; Produtor: Viña Echeverría; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Intenso, com notas de framboesa, cereja, pimentão vermelho e pimenta preto; Harmonização: Filé mignon ao molho madeira, massas ao molho bolonhesa, polenta gratinada com gorgonzola

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale de Curicó

Echeverria Gran Reserva Carménère 2017:

Macio, encorpado e agradavelmente redondo; Produtor: Viña Echeverría; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Cerejas e amoras maduras, com toques de pimentão vermelho, frutas secas e especiarias; Harmonização: Pimentão amarelo recheado com carne moída, comida mexicana, lomo saltado

Compre aqui

 


 

O tinto País do Vale de Maule

Viña Bouchon País Salvaje 2019:

Leve, acidez agradável, taninos presentes, rústico; Produtor: Bouchon Family Wines; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: País (vinho varietal); Nariz: Morango, floral; Harmonização: Risoto de queijo e bacon, chouriço frito, empanada de carne, pizzas com embutidos, arroz carreteiro, churrasco

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale de Colchagua

Lady Victoria Carménère Reserva Colchagua Valley D.O. 2019:

Corpo médio, equilibrado e bastante frutado; Produtor: Viñedos Marchigue; Teor alcoólico: 14%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas; Harmonização: Carnes vermelhas e massas

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale de Curicó

Echeverria Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2019:

Corpo médio, com notas de eucalipto, e taninos frescos, suaves e persistentes; Produtor: Viña Echeverría; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Intenso, com notas de cerejas vermelhas, pimenta preta com fundo defumado e terroso; Harmonização: Carré de cordeiro com molho de ervas, baby beef com molho picante, tábua de queijos curados

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale de Cachapoal

Calyptra Assemblage Gran Reserva 2017:

Encorpado, taninos presentes, fresco, frutas em compota, final longo; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 14,8%; Uvas: Merlot, Cabernet Sauvignon e Syrah (vinho blend); Nariz: Framboesa, groselha, cereja negra, amora, especiarias, baunilha, tostado; Harmonização: Costeleta de cordeiro ao molho de ervas, ossobuco com polenta, risoto de cogumelos, bisteca bovina com legumes, pernil laqueado com batatas ao murro, queijos duros

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale de Curicó

Echeverria Reserva Cabernet Sauvignon 2019:

Redondo, vibrante, de corpo médio e equilibrado, com notas intensas de frutas vermelhas; Produtor: Viña Echeverría; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de ameixa, morango, pimenta vermelha e especiarias; Harmonização: Fondue de carne, picanha de javali no alho, costela bovina com molho agridoce

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale do Maipo

De Martino Organic Reserve Carmenere Valle del Maipo D.O. 2020:

Macio, taninos redondos, boa intensidade de fruta; Produtor: De Martino; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Ameixa e amora preta, pimenta preta, especiarias; Harmonização: Filé mignon, lentilhas, queijo Gruyère

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale do Maipo

De Martino Organic Reserve Carmenere Valle del Maipo D.O. 2019:

Macio, taninos redondos, boa intensidade de fruta; Produtor: De Martino; Teor alcoólico: 14%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Ameixa e amora preta, pimenta preta, especiarias; Harmonização: Filé mignon, lentilhas, queijo Gruyère

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale do Maipo

Root: 1 Reserva D.O. Valle del Maipo Heritage Red 2019:

Médio corpo, taninos macios, acidez agradável; Produtor: Viña Ventisquero; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Petit Verdot, Syrah e Carménère (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, frutas negras, especiarias; Harmonização: Maminha assada ao forno, fusilli com ragu de costela, carne de sol grelhada com mandioca na manteiga de garrafa, lasanha de berinjela, pizza de calabresa, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale Central

Miguel Torres Hemisferio Sur Reserva Cabernet Sauvignon 2017:

Frutado, corpo entre leve e médio, boa acidez, taninos macios; Produtor: Miguel Torres; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas negras maduras, pimenta, vegetal, tostado, alcaçuz; Harmonização: Costela com aipim na manteiga, polenta mole com ragu de linguiça toscana, arroz carreteiro, lasanha verde quatro queijos, caldo verde, e queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale do Maipo

Nuevo Mundo Cabernet Sauvignon 2016:

Corpo médio, macio e fresco; Produtor: De Martino; Teor alcoólico: 12%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Notas de frutas vermelhas, tabaco e mentol; Harmonização: Carnes vermelhas assadas, spaghetti alla putanesca

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon do Vale do Maipo

De Martino Cabernet Sauvignon Valle del Maipo D.O. 2019:

Frutado, bom corpo, acidez agradável e taninos firmes; Produtor: Viña Ravanal; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Notas de frutas vermelhas, cassis e cedro; Harmonização: Tábua de queijos, carne vermelha grelhada, risotos

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale de Curicó

GO UP Red Blend Reserva 2018:

Fácil de beber, notas frutadas e final longo e agradável; Produtor: TDP Wines; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Cabernet Sauvignon e Carménère (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, com toques de framboesas e ameixas; Harmonização: Carne de panela braseada com vinho, penne à bolonhesa

Compre aqui

 


 

O tinto Carménère do Vale de Curicó

GO UP Carménère Reserva 2018:

Com taninos sedosos e final de boca macio; Produtor: TDP Wines; Teor alcoólico: 13%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Notas de amoras e cerejas; Harmonização: Carré de cordeiro, carnes vermelhas assadas, queijo parmesão

Compre aqui

 


 

O tinto Malbec do Vale Central

Dancing Flame Ojos del Salado D.O. Valle Central Malbec 2020:

Intenso, bom corpo, taninos macios; Produtor: LFE Wines – Luis Felipe Edwards; Teor alcoólico: 13%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Amora, mirtilo, pimenta e chocolate; Harmonização: Carne de caça, filé de ancho, carré de cordeiro, empanadas de carne, berinjela grelhada, cogumelo portobello recheado

Compre aqui

 


 

O tinto blend do Vale do Maipo

Jean Pascal Stella Aurea 2013:

Textura macia, sabor frutado, frescor e final longo com notas sutis de tabaco e menta; Produtor: Viña Clos Quebrada de Macul; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Petit Verdot, Merlot e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Cassis, framboesa e cereja com notas de flores e menta; Harmonização: Carnes vermelhas, ensopados

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale do Casablanca

Cruz Andina Reserva Sauvignon Blanc Orgânico 2020:

Um vinho equilibrado, com corpo de leve para médio, boa acidez, refrescante e com final longo e agradável; Produtor: Veramonte; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Frutas cítricas, notas florais e sutis toques vegetais; Harmonização: Filé de pescada ao molho de maracujá, pizza de abobrinha com queijo brie, espaguete ao pesto, arroz de mariscos

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay do Vale Central

Isla Seca Winemaker Selection Chardonnay Central Valley D.O. 2021:

Refrescante, leve e harmônico; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas tropicais, banana e pêssego maduro; Harmonização: Quibe de abóbora, macarrão cacio e pepe, ravióli de ricota

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay de Salto

Calyptra Gran Reserva Chardonnay 2018:

Corpo de médio para encorpado, acidez agradável, amadeirado, final longo, intenso; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 15%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Abacaxi, maçã, pêssego, nozes, baunilha, mel; Harmonização: Risoto de gorgonzola, filé de peixe com crosta de castanha, lombo de bacalhau, lula grelhada na manteiga, fettuccine à carbonara, pera e nozes, queijos duros

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale Central

Playa Azul Winemaker Selection Sauvignon Blanc Central Valley D.O. 2021:

Frutado, harmonioso, refrescante, fácil de beber; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas brancas e cítricas, com toques florais; Harmonização: Carnes brancas, peixes e frutos do mar, aperitivos, queijos leves

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay do Vale Central

Foresta Winemaker Selection Chardonnay Central Valley D.O. 2020:

Frutado, delicado e harmonioso, com corpo leve e versátil; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Banana, pêssego maduro e frutas tropicais; Harmonização: Tabule com coalhada seca e quibe cru, peixes, quiches e saladas

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale de Casablanca

Casas Del Bosque Winemakers Selection Sauvignon Blanc Valle de Casablanca D.O. 2021:

Equilibrado, refrescante, com acidez marcante; Produtor: Viña Casas Del Bosque; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Intenso, com nuances de limão, pêssego, pimenta jalapeño e grama recém-cortada; Harmonização: Peixe à dorê com molho tártaro, ensopado de alcachofras, penne ao molho branco com ervilhas

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale Central

Finca Dorada Selección Especial Sauvignon Blanc 2021:

Frutado, leve, boa acidez e com final agradável; Produtor: VyF Wines; Teor alcoólico: 13%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Frutas cítricas tropicais como lima e maracujá; Harmonização: Risoto de queijo, espetinho de camarão, espaguete ao pesto, tomates recheados, salada com molho cítrico, ceviche

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay do Vale de Casablanca

Casas Del Bosque Winemakers Selection Chardonnay Valle de Casablanca D.O. 2020:

Redondo, com acidez linear e vibrante, final longo e delicado; Produtor: Viña Casas Del Bosque; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Poderoso, com notas cítricas, flores de pêssego e maçã amarela; Harmonização: Queijo Brie empanado, moqueca de camarão, salada de feijão fradinho com mariscos

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale Central

Finca Patagonia Single Vineyard Selection Sauvignon Blanc Central Valley D.O. 2021:

Refrescante, macio e levemente cítrico; Produtor: Bodegas y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Flores brancas, toques cítrico e herbáceo; Harmonização: Aperitivos leves, saladas, peixes

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale de Casablanca

De Martino Reserva 347 Vineyards D.O. Casablanca Sauvignon Blanc 2018:

Muita acidez, refletindo muito frescor e leveza, persistência é longa e agradável; Produtor: De Martino; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Notas cítricas, vegetais e minerais intensas; Harmonização: Risoto de brócolis, aspargos grelhado, pizza de rúcula, batata frita com alecrim, macarrão com abobrinha e bacon frito, hambúrguer de peixe com maionese de ervas

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale Central

Zuncho D.O. Valle Central Sauvignon Blanc 2020:

Leve, jovem e refrescante; Produtor: Luis Felipe Edwards; Teor alcoólico: 12%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas cítricas e um toque herbáceo; Harmonização: Isca de peixe empanado, espetinho de camarão, saladas, carpaccio de abobrinha, bolinho de bacalhau, ceviche

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale de Casablanca

Root: 1 Reserva Sauvignon Blanc 2019:

Jovem, fácil de beber, boa acidez; Produtor: Viña Ventisquero; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Frutas brancas, frutas cítricas e um toque vegetal; Harmonização: Peixe assado, risoto de aspargos, lombo de porco na manteiga de ervas, quiche de palmito

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale Central

Palafitos de Mar Semi Sweet Sauvignon Blanc 2021:

Fresco, acidez agradável e notas minerais; Produtor: Viña Fray Leon; Teor alcoólico: 13%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Flores brancas, frutas tropicais e um toque herbáceo; Harmonização: Frutos do mar, peixe assado com legumes, entradas, salada caesar, tartine de ricota cremosa com pesto e tomatinhos cereja, queijo camembert

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale do Cachapoal

Calyptra Gran Reserva Sauvignon Blanc 2017:

Médio corpo, boa acidez, final longo, amadeirado; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 15%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Maracujá maduro, melão, pera, baunilha, amadeirado; Harmonização: Risoto de lula, sashimi de peixe branco, moqueca de robalo com pirão, frango à cordon bleu, lasanha de alcachofra e gorgonzola, queijos frescos

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay do Vale de Curicó

Miguel Torres Gran Reserva Chardonnay 2019:

Possui certa untuosidade, médio corpo, frutado, amadeirado, acidez agradável; Produtor: Miguel Torres; Teor alcoólico: 13%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Abacaxi, pera, melão, baunilha, nuance defumada; Harmonização: Camarões flambados, risoto de bacalhau, filé de peixe recheado com mix de legumes, crepe de frango ao curry, quiche de alho poró, paella

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay do Vale Central

Santa Alícia Chardonnay 2020:

Refrescante, frutado e leve; Produtor: Viña Santa Alicia; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas cítricas e flores brancas; Harmonização: Peixes, carnes brancas, saladas, aperitivos

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale Central

Vinchante Vin 266 Sauvignon Blanc Central Valley 2020:

Harmonioso, refrescante e frutado; Produtor: Viña Ravanal; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Expressivo, com notas intensas de frutas tropicais e cítricas; Harmonização: Estrogonofe de brócolis, salada de camarão, espaguete ao pesto

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay do Vale Central

Santa Alicia Reserva Chardonnay Estate Bottled Valle del Maipo 2020:

Frutado, rico e refrescante; Produtor: Viña Santa Alicia; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas, como abacaxi e coco, e notas de baunilha; Harmonização: Peixes, carnes brancas, queijos de massa mole

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale Central

Ímpetu D.O. Valle Central Sauvignon Blanc 2020:

Leve, boa acidez; Produtor: Viña San Pedro; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Frutas tropicais, herbáceo; Harmonização: Sashimi de salmão, sardinha frita, ceviche, espaguete ao molho branco, bolinho de bacalhau, legumes grelhados

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale de Leyda

Albaclara Sauvignon Blanc 2018:

Persistente, refrescante, saboroso e crocante, com toques de menta e frutas cítricas; Produtor: Haras de Pirque; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Intenso, com notas de frutas cítricas e toques herbáceos; Harmonização: Caldeirada de mariscos, risoto de camarão, peixe assado com legumes, saladas

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale Central

Baron Philippe de Rothschild Sauvignon Blanc 2020:

Leve, boa acidez, frutado, cítrico; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Frutas brancas frescas, frutas amarelas frescas, cítrico; Harmonização: Espetinho de camarão, espaguete ao molho branco, iscas de peixe empanado, ceviche, filé de frango grelhado com legumes, bolinho de bacalhau

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay do Vale do Limarí

Marques de Casa Concha Chardonnay 2019:

Robusto, intenso e corpo macio. Um vinho com acidez presente e equilibrada que proporciona um final marcante e prolongado; Produtor: Concha y Toro; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Frutas brancas, como pera e pêssego. A barrica agrega generosas notas de baunilha e avelãs tostadas; Harmonização: Pratos leves à base de legumes ou grãos, frutos do mar, filezinho de frango frito, ravióli de pera com brie, lasanha com molhos brancos, salada caesar

Compre aqui

 


 

O branco Riesling do Vale de San Antonio (sub-região do Vale de Aconcágua)

Cartagena D.O. San Antonio Valley Riesling 2020:

Vinho sedoso e com frescor na medida certa para equilibrar o açúcar residual; Produtor: Casa Marin; Teor alcoólico: 12%; Uva: Riesling (vinho varietal); Nariz: Aromas de flor, camomila, pêssego e mel; Harmonização: Como aperitivo, ceviche, ostras, sopa de camarões picantes e leite de coco, carne com curry

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale de Casablanca

De Martino Sauvignon Blanc Valle de Casablanca D.O. 2020:

Corpo médio, acidez vibrante, textura macia e final delicado; Produtor: De Martino; Teor alcoólico: 13%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Frutas cítricas, maracujá, abacaxi e aspargos; Harmonização: Ostras, moqueca de peixe, queijo de cabra, massas ao pesto e carnes brancas

Compre aqui

 


 

O branco Sémillon do Vale do Maule

Las Mercedes SKIN 2019:

Boa estrutura e persistente final; Produtor: Bouchon Family Wines; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Sémillon (vinho varietal); Nariz: Frutas como pera, pimenta branca e anis; Harmonização: Todos os tipos de aperitivos, pratos à base de peixes, e saladas

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale Central

Alpha Austral Single Vineyard Selection Sauvignon Blanc Central Valley D.O. 2021:

Fresco, leve, com uma acidez deliciosa e final longo; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Abacaxi, maracujá e pêssego, e toques florais; Harmonização: Ceviche, queijo de Cabra, salada Caesar

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale Central

Fauna Single Vineyard Selection Sauvignon Blanc Central Valley D.O. 2021:

Fresco, harmonioso, frutado, boa acidez; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Frutas cítricas como abacaxi e limão siciliano; Harmonização: Vinagrete de polvo, comida árabe, peixe branco à belle meunière

Compre aqui

 


 

O branco Sémillon do Vale do Maule

Las Mercedes Singular Semillon 2019:

Frutado, boa acidez; Produtor: Bouchon Family Wines; Teor alcoólico: 13%; Uva: Sémillon (vinho varietal); Nariz: Limão maduro e pera; Harmonização: Sushi, camarão frito, filé de peixe empanado, salada caprese, ceviche, berinjela recheada

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay do Vale de Curicó

Echeverria Reserva Unwooded Chardonnay 2020:

Refrescante, suculento, sedoso, vibrante e com final longo; Produtor: Viña Echeverría; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de abacaxi, melão maduro, pêssego e baunilha; Harmonização: Risoto ao funghi, frango xadrez, moqueca de camarão

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay do Vale Central

Canepa Novísimo Chardonnay 2019:

Leve, boa acidez, frutado; Produtor: Viña Canepa; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Pera, abacaxi, pêssego, cítrico; Harmonização: Peixe assado com legumes, wrap de peito de peru, quiche de alho-poró, massa com molho branco, couve flor gratinada, queijos frescos

Compre aqui

 


 

O branco Sauvignon Blanc do Vale Central

Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Sauvignon Blanc 2019:

Fresco, com boa acidez e final longo; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Toranja e limão, damasco branco e flores brancas; Harmonização: Prato de frutos do mar, caranguejo recheado, aperitivo, frango com estragão

Compre aqui

 


 

O rosé blend do Vale de Colchagua

Hielo Sur Secret Blend Rosé D.O. Valle de Colchagua 2021:

Fresco, frutado e suculento; Produtor: Viña Ventisquero; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Syrah e Sauvignon Blanc (vinho blend); Nariz: Intensidade aromática com notas de frutas vermelhas como morango e framboesa; Harmonização: Bobó de camarão, galinhada, chili vegetariano

Compre aqui

 


 

O rosé Cabernet Sauvignon do Vale Central

Its Wine OClock Rosé 2020:

Fresco, boa acidez, suculento; Produtor: VyF Wines; Teor alcoólico: 12%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Expressa notas de frutas vermelhas e silvestres de boa intensidade aromática; Harmonização: Frutos do mar, massas, moqueca de banana da terra, saladas, mix de queijos

Compre aqui

 


 

O rosé Syrah do Vale Central

Playa Azul Winemaker Selection Rose Syrah Central Valley D.O. 2021:

Fresco, frutado e equilibrado; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,8%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas maduras; Harmonização: Peixes, frutos do mar, saladas

Compre aqui

 


 

O rosé Syrah do Vale Central

Baron Philippe de Rothschild Rosé 2021:

Vinho jovem, leve, frutado, acidez média que lhe confere bom frescor; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas como framboesa e cereja, toques florais; Harmonização: Sushi e sashimi, rolinho primavera, costelinha suína assada, camarões fritos, pizzas variadas, crepe de tomate seco

Compre aqui

 


 

O rosé Pinot Noir do Vale do Curicó

Echeverria Pinot Noir Rosé 2018:

De caráter frutado, possui acidez refrescante e toques frutados; Produtor: Viña Echeverría; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de morango e pêssego branco; Harmonização: Comida japonesa, bouillabaisse, salmão grelhado com legumes

Compre aqui

 


 

O rosé blend do Vale Central

Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Rosé 2021:

Um vinho jovem, leve, frutado, acidez presente que lhe confere bom frescor, final longo e agradável; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Grenache, Cabernet Sauvignon e Carignan (vinho blend); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas como cereja e framboesa, sutis toques florais; Harmonização: Risoto de tomate seco com mussarela de búfala, ceviche de salmão, iscas de peixe frito com molho tártaro

Compre aqui

 


 

O rosé Cabernet Sauvignon do Vale Central

Paine Rosé 2021:

Um vinho jovem, leve, frutado, acidez agradável e refrescante; Produtor: VyF Wines; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas frescas; Harmonização: Risoto caprese, espetinho de camarão, isca de peixe empanado, bruschetta de queijo com tomate cereja, bolinho de bacalhau

Compre aqui

 


 

O rosé blend do Vale Central

Palafitos de Mar Semi Sweet Rosé Cabernet Sauvignon Syrah 2021:

Equilibrado, fresco e com acidez agradável; Produtor: Viña Fray Leon; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Syrah e Cabernet Sauvignon (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, framboesa, morango; Harmonização: Salmão grelhado com legumes, comida japonesa, salada de folhas verdes e morangos, salada de fruta

Compre aqui

 


 

O rosé Cabernet Sauvignon do Vale Central

Ímpetu D.O. Valle Central Rosé 2021:

Um vinho jovem, leve, frutado, equilibrado, acidez agradável e refrescante; Produtor: Viña San Pedro; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas frescas, morango; Harmonização: Um vinho leve, aposte em pratos com a mesma estrutura. Dicas: filé de frango grelhado com molho, peixe frito, quiche de tomate seco

Compre aqui

 


 

O rosé blend do Vale Central

Calyptra Vivendo Reserve Rosé 2019:

Jovem, leve, frutado, acidez presente; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Syrah e Sauvignon Blanc (vinho blend); Nariz: Morango, cereja, framboesa, floral; Harmonização: Espetinho de camarão, sushi e sashimi, sanduíche de peito de peru, moqueca, torta de frango, quiche de legumes

Compre aqui

 


 

O rosé blend do Vale Central

Urmeneta Rosé 2020:

Leve, frutado, boa acidez, jovem, fácil de beber; Produtor: Urmeneta; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Cabernet Sauvignon e Merlot (vinho blend); Nariz: Morango, cereja, framboesa; Harmonização: Espetinho de camarão, comida japonesa, saladas, salgadinhos fritos, espaguete primavera, sobrecoxa recheada

Compre aqui

 


 

O rosé Syrah do Vale Central

Los Leones Rosé Syrah Central Valley D.O. 2021:

Saboroso e com vívida acidez; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,8%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Muito aromático, com notas de frutas vermelhas frescas; Harmonização: Comida asiática, canapés, camarões grelhados

Compre aqui

 


 

O rosé blend do Vale do Cachapoal

Vik A Rosé 2021:

Leve, fresco e jovem; Produtor: Vik; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Syrah (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas maduras, grafite, lavanda, violeta, damasco, maracujá; Harmonização: Salmão grelhado com legumes, sashimi, sushi, ceviche, canapés, bolinho de bacalhau, bolinho de arroz, salada de rúcula com morangos

Compre aqui

 


 

O rosé blend do Vale do Itata

Marques de Casa Concha Rosé 2020:

Em boca, mostra uma sensação suave e cremosa com notas minerais, cheias de frescor e delicadeza; Produtor: Concha Y Toro; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Cinsault, Garnacha e Chasselas (vinho blend); Nariz: Notas de romã e melão rosado; Harmonização: Perfeito como aperitivo e com entradas frescas, filé de peixe grelhado com aspargos, frutos do mar, salada grega

Compre aqui

 


 

O rosé Malbec do Vale do Maipo

De Martino Malbec Rosé Valle del Maipo D.O. 2019:

Corpo leve, acidez vibrante, boa intensidade de frutas e final delicado; Produtor: De Martino; Teor alcoólico: 13%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Morango fresco, amora, framboesa, flores e pimenta branca; Harmonização: Saladas, queijo de cabra, risoto de camarão, salmão grelhado

Compre aqui

 


 

O rosé blend do Vale Central

Viña Carrasco D.O. Valle Central Rosé 2020:

Frutado, leve e boa acidez; Produtor: LFE Wines – Luis Felipe Edwards; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Merlot e Cabernet Sauvignon (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas frescas; Harmonização: Risoto de palmito com raspas de limão siciliano, atum grelhado, espaguete com camarão, frutos do mar, salada de grão de bico, salada niçoise

Compre aqui

 


 

O espumante blend do Vale do Colchagua

Lastarria D.O. Colchagua Costa Brut:

Redondo, cremoso e refrescante; Produtor: Luis Felipe Edwards; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Chardonnay e Pinot Noir (vinho blend); Nariz: Aromas cítricos e notas de maçãs verdes e flores brancas; Harmonização: Empadão de palmito com catupiry, filé de peixe grelhado com alcaparras e aspargos, salada de grão de bico com legumes

Compre aqui

 


 

O espumante blend do Vale do Maule (Vale Central) /Vale do Itata

Bouchon País Cinsault Extra Brut 2019:

Fresco e frutado, com uma refrescante acidez; Produtor: Bouchon Family Wines; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Cinsault e País (vinho blend); Nariz: Frutas brancas e amarelas, como maçã verde, pera e manga; Harmonização: Pavlova com manga, dadinho de tapioca com geleia de abacaxi, tartar de salmão, ceviche de peixe branco com manga e banana chips

Compre aqui

 


 

O espumante Pinot Noir do Vale do Bío-Bío

Cono Sur Sparkling Rosé Pinot Noir:

Fresco, acidez equilibrada, final persistente; Produtor: Cono Sur; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, framboesa, groselha, cereja; Harmonização: Chips de jiló, camarão, frutos do mar, batata doce e banana, isca de peixe frito, ostras, moqueca vegetariana, cheesecake, torta de morango

Compre aqui

 


 

O espumante blend do Vale Central

Undurraga Brut:

Leve, frutado, delicada cremosidade, boa acidez; Produtor: Undurraga; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Chardonnay e Pinot Noir (vinho blend); Nariz: Frutas brancas, frutas amarelas, cítrico, floral; Harmonização: Gravlax de salmão, canapés variados, casquinha de siri, bruschetta de tomate seco com queijo, bolinho de bacalhau, queijos e frutas secas variadas

Compre aqui

 


 

O espumante blend do Vale do Colchagua

Dancing Flame Rosé:

Leve, acidez equilibrada e refrescante e com delicada cremosidade; Produtor: LFE Wines – Luis Felipe Edwards; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Pinot Noir e Chardonnay (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas frescas e sutis notas florais; Harmonização: Arroz de mariscos, salmão grelhado, salada thai, espaguete ao molho funghi, talharim ao limão siciliano

Compre aqui

 


 

O espumante Moscatel do Vale Central

Dancing Flame Moscatel:

Jovem, refrescante e bom equilíbrio entre acidez e açúcar; Produtor: LFE Wines – Luis Felipe Edwards; Teor alcoólico: 8%; Uva: Moscatel (vinho varietal); Nariz: Maçã verde, damasco e flores brancas; Harmonização: Tarte tatin, apfelstrudel, abacaxi flambado ao rum com sorvete de coco, panetone, papaya com cassis, torta de pera, bolo de banana, queijos azuis

Compre aqui

 


 

O espumante blend do Vale do Colchagua

Dancing Flame D.O. Colchagua Costa Brut:

Frutado, com nota mineral e refrescante. Um vinho redondo e com boa cremosidade; Produtor: LFE Wines – Luis Felipe Edwards; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Chardonnay e Pinot Noir (vinho blend); Nariz: Aromas cítricos, notas de maçã verde e flores brancas; Harmonização: Ostras, frango grelhado com arroz de limão, sushi, espaguete de pupunha ao molho branco, carpaccio de abobrinha

Compre aqui

 

 

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados:

Os 8 principais produtores da Cabernet Sauvignon
Hoje vamos falar sobre a rainha das uvas tintas: a Cabernet Sauvignon. Essa uva incrível, como mostra o...
Temperos e especiarias - Como combiná-los com vinhos?
Combinar temperos e vinhos não é tão difícil e podemos provar! Confira as características mais marcantes e os...
Azeites - Harmonização com vinhos e benefícios à saúde 5
Saber usar bons azeites faz toda a diferença na hora de cozinhar. Mas, tão importante quanto entender a...
Como fazer vinho quente? 8 Receitas incríveis!
O friozinho de junho pede por vinho quente, seja de vinho tinto ou branco Inverno, frio, festa junina,...
Tournedo Rossini - Receitas e harmonização com vinhos
Mais espesso que o medalhão, o Tournedo Rossini é um clássico francês que ganhou o mundo Como um...
Cupom de descontos em vinhos especiais para pessoas especiais
Cupom de desconto em vinhos – Como usar? QUERODENOVO – 5% OFF Válido somente para compras e acima...