Petiscos - Sugestões de harmonias com vinhos

Publicado em:

petiscos

Quem não ama petiscar? E se for na companhia agradável dos amigos e de bons vinhos, então? Descubra como fazer as melhores combinações entre vinhos e petiscos. 

Petiscos são parte da cultura brasileira. Afinal, você se senta para bater papo com os amigos e pensa em quê? Petiscar, claro! E para acompanhar uma noite de petiscos de conversa fiada, nada melhor do que vinhos excelentes e fáceis de beber. Por isso, aqui você vai encontrar várias opções de vinhos para harmonizar com seus petiscos preferidos. Aliás, a lista é enorme e é cada um mais apetitoso que o outro. Então, vamos ao que interessa.

Vinhos brancos e petiscos

petiscos

Vinho e frutas frescas? Sim! Aliás, alguns dos aromas presentes no rótulo vão casar perfeitamente com os aromas das frutas, harmonizando por tipicidade aromática ou similaridade.

Vinhos brancos são leves, frescos e lembram festa. Primeiro, pela sua cor e depois, pela temperatura que costuma ser servido, que costuma ser mais baixa que os tintos. Se você reparar, a taça para vinhos brancos é menorzinha. Afinal, ela foi desenhada para acomodar pouca bebida, que deve ser consumida ainda gelada e reposta. Além disso, os vinhos brancos mais jovens e com bastante acidez, são os companheiros ideais para petiscos com mais gordura. Pois, a bebida ácida limpa o paladar, equilibra o sabor na boca e evita aquele gosto pesado de fritura, por exemplo.

Normalmente, quando se fala em vinho branco, sempre pensamos em carnes brancas, peixes e frutos do mar. De fato, esses ingredientes funcionam super bem com os brancos. No entanto, existem outras opções deliciosas e que fazem uma festa na boca quando consumidas com vinhos brancos. Confira aqui algumas possibilidades elegantes e saborosas. Para começar, veja alguns petiscos que harmonizam bem com vinhos brancos secos, aqueles que parecem não ter nenhum açúcar residual.

  • Frutas frescas: morangos doces, abacaxi maduro e manga rosa.
  • Risotos de queijo, de funghi e de camarão.
  • Canapés de camarão ao creme, massa com lulas e ostras frescas.

Harmonização: Nesses casos, os vinhos mais práticos e que você pode ter guardado em casa para uma noite de petiscos surpresa, são os brancos de uvas Chardonnay ou Sauvignon Blanc. Pois, são verdadeiros curingas e vão te dar uma experiência extremamente agradável.

petiscoc

Como não poderia deixar de ser, vinhos brancos e queijos dão um show à parte.

Se o seu gosto, porém, pende para os vinhos brancos suaves, não tem problema. Afinal, também temos ótimas dicas para você. Confira!

  • Peixes assados, fritos ou em moquecas.
  • Canapés que levam caviar.
  • Iscas de frango bem temperadas, fritas e aceboladas.
  • Tábua de queijos.

Harmonização: Vinhos brancos suaves de uvas Riesling, Sauvignon Blanc ou Chardonnay são os mais indicados. São vinhos leves, frescos e com aromas que combinam muito bem com queijos e carnes brancas.

Vinhos rosés e petiscos

petiscos

Vinhos super elegantes e que podem ser delicados e frescos ou potentes e encorpados, os rosés são companhias perfeitas para petiscos em dias e noites quentes.

Os vinhos rosés deveriam estar no topo da nossa lista e nos nossos corações. Afinal, eles são elegantes, delicados, frescos, deliciosos e trazem o melhor dos dois mundos para a mesa e para nosso paladar. O que acontece, porém, é criou-se uma crença errônea de que eles são uma simples mistura de vinhos brancos e tintos. Na verdade, os produtores de rosé devem estar se contorcendo nesse exato momento, só dessa ideia passar pela nossa mente.

De fato, os vinhos rosés estão ganhando espaço merecido e se apresentando formalmente para o mundo. Aliás, eles são companhias perfeitas para petiscos leves e despretensiosos, sabe? É o vinho para aquelas conversas que começam na mesa e terminam na piscina, ou na varanda em dias quentes. Mas, também são perfeitos para acompanhar petiscos em noites de celebração. Como eu disse: trazem a elegância dos tintos e o frescor dos brancos em um único gole.

Por isso, as melhore sugestões de petiscos para acompanhar seu vinho rosé são:

  • Tábuas de frios com pastrami, presunto cru, calabresa, linguiças e até frutas.
  • Torradinhas e patês variados.
  • Azeitonas recheadas com pimentões.
  • Castanhas de todo tipo.
  • Bruschettas com queijo e frutas caramelizadas.
  • Lulas fritas.

Harmonização: Como você pôde notar, os vinhos rosés abrangem um grande leque de sabores e podem ser lindamente harmonizados com diversos aperitivos. Para isso, escolha rosés feitos de uvas Trempanillo, Grenache ou da queridinha Pinot Noir.

Vinhos tintos e petiscos

petiscos

Vinho tinto pede petiscos mais gordurosos e massudinhos, como uma bela batata frita ou recheada e queijos amarelos.

No entanto, o queridinho dos brasileiros é mesmo o tentador vinho tinto. Afinal, ele é aconchegante na taça e na boca, quase um abraço, concorda? Por isso, ele ganha disparado em vendas sobre os também maravilhosos vinhos brancos e os discriminados rosés. Fato é que, não dá para harmonizar vinhos tintos com todo tipo de petiscos. Acontece que os tintos são mais estruturados que os vinhos mais claros. De fato, é uma substância chamada tanino, presente nas negras cascas das uvas tintas, que dão aos vinhos toda essa potência no sabor e firmeza na boca.

Sendo assim, a forma mais indicada de harmonizar vinhos tintos suaves é preparando petiscos que mostram todas as garras. Ou seja:

  • Batatas fritas, recheadas com queijo ou bacon.
  • Tábua de frios com lombinho, mortadela, calabresa e outros embutidos.
  • Salgadinhos assados, como empadas e pasteizinhos.
  • Bruschettas com salame, queijo cheddar ou presunto.
  • Queijos fortes como provolone, gorgonzola, canastra e parmesão.

Harmonização: Aposte em tintos suaves feitos de uvas Pinot Noir, que é a curinga dos tintos, ou Cabernet Sauvignon.

Por outro lado, se o seu paladar pede um vinho tinto seco, prefira os seguintes petiscos:

  • Pizza de palito (use a imaginação, elas são perfeitas para tintos).
  • Batatinhas pirulito fritas na manteiga.
  • Queijo coalho assado.
  • Caponata de beringela.

Harmonização: Os vinhos tintos costumam ser servidos em temperaturas mais altas que os brancos, algo em torno de 14ºC a 18ºC. Assim, lembre de tirar da geladeira alguns minutos antes de servir. Vinhos de uvas Cabernet Sauvignon, Pinot Noir ou Tannat, não decepcionam.

Vinhos verdes e petiscos

Os vinhos verdes, que podem ser brancos, rosados ou tintos, possuem características bem distintas. Por isso, são vinhos deliciosos para fazer companhia para petiscos fritos, bem temperados e até frescos, como frutas e sushis.

Vinhos verdes não são verdes de verdade, podem ser brancos, tintos ou rosés. No entanto, esses vinhos portugueses são tão especiais, que merecem uma listinha de petiscos que dão match só para eles. Na verdade, se você ainda não está familiarizado com os vinhos verdes, veja nosso artigo sobre essas belezinhas aqui. De fato, são vinhos jovens, que trazem consigo toda acidez do terroir português e seu frescor também. No final do gole, você sente uma leve efervescência e todo o seu sabor. Para acompanhar um vinho verde, escolha petiscos de encher os olhos e a pancinha:

  • Salgadinhos de todo tipo.
  • Batatinhas à dorê.
  • Polenta ou batatas fritas.
  • Iscas de peixe fritas.
  • Bolinhos de arroz, bacalhau, mandioca ou de queijo.
  • Até comida japonesa.

É ou não é uma maravilha?

Espumantes e petiscos

petiscos

Espumantes e petiscos foram feitos um para o outro. A acidez pronunciada e a efervescência da bebida entram para equilibrar todos os sabores e temperos das comidinhas de uma só mordida.

Agora chegamos a outro nível. Afinal, os espumantes vêm acompanhados de toda pompa que os rodeia desde sempre. Na verdade, espumantes são vinhos tranquilos (comuns) que passam por uma segunda fermentação e guardam gás carbônico em sua composição. Dessa forma, eles se tornam vinhos que surpreendem no paladar, muito refrescantes e que harmonizam muito bem com diferentes tipos de petiscos. Aliás, eles são considerados curingas na harmonização. Ou seja, ficou na dúvida de que vinho servir? Ofereça um bom espumante. De fato, são muitas as opções de petiscos que vão combinar bem com ele em seu paladar. Veja as opções:

  • Frango a passarinho bem temperado.
  • Bolinho de bacalhau ou qualquer outro salgadinho frito.
  • Saladas caprese.
  • Queijos como Brie e Camembert.
  • Batata frita e até torresmo.
  • Tomate seco, rúcula e frutas.
  • Canapés de salmão e iscas de peixes.

Harmonização: O que faz com que o espumante equilibre bem no paladar com petiscos tão “pesados” é a acidez. Afinal, é isso que quebra a gordura dos preparos e limpa o paladar. Sendo assim, qualquer espumante de qualidade que você servir, vai fazer um excelente trabalho e agradar todos os gostos. Mas, o mais indicado caso você tenha uma grande diversidade de sabores e texturas na mesa, são os espumante Brut.

Petiscar é preciso!

Vamos ser francos: agora você está sedento por um vinho gelado para bebericar enquanto belisca queijos e azeitonas. Pois, eles são mesmo excelentes escolhas e podem ir da mesa com amigos até eventos importantes. Então, escolha seu vinho, prepare seus petiscos e divirta-se!

Você gostou de saber todos esses detalhes? Siga o Center Gourmet no Instagram e descubra outras curiosidades sobre o mundo do vinho, aprenda dicas de harmonização e veja as ofertas imperdíveis que você só vê lá! Aproveite e baixe o Guia com dicas para degustar vinhos como um Sommelier.

E veja abaixo a nossa seleção de vinhos para serem saboreados com deliciosos petiscos

 

O branco Sauvignon Blanc chileno

Zuncho D.O. Valle Central Sauvignon Blanc 2020:

Leve, jovem e refrescante; Produtor: Luis Felipe Edwards; Teor alcoólico: 12%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas cítricas e um toque herbáceo; Harmonização: Isca de peixe empanado, espetinho de camarão, saladas, carpaccio de abobrinha, bolinho de bacalhau, ceviche

Compre aqui

 


 

O branco Vinho Verde

Artefacto D.O.C. Vinho Verde 2020:

Leve, frutado, acidez agradável e refrescante, sutilmente gasoso; Produtor: Luís Duarte Vinhos; Teor alcoólico: 11,5%; Uvas: Arinto, Loureiro e Azal (vinho blend); Nariz: Frutas brancas frescas, cítrico, floral; Harmonização: Estrogonofe de frango, peixe assado com tomate cereja e azeitonas, empadão de palmito, macarrão ao molho branco

Compre aqui

 


 

O rosé Tempranillo espanhol

Viñapeña Tempranillo Rosé:

Leve, frutado, refrescante e fácil de beber; Produtor: J. García Carrión; Teor alcoólico: 11,5%; Uva: Tempranillo (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas maduras; Harmonização: Frutos do mar e saladas

Compre aqui

 

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados:

Canapés - Receitas e dicas de harmonização com vinho
A elegância e a praticidade se encontram na combinação de vinhos e canapés.  Você está preparando um coquetel,...
FESTAS E VINHOS
Bons vinhos tornam as festas ainda mais especiais. Saiba como escolher e calcular a quantidade certa para seu...
Dieta mediterrânea e vinhos
Cheia de sabor, a dieta mediterrânea nutre e protege a saúde. Dieta mediterrânea e vinhos – História e...
Salmão - Receitas fantásticas e harmonia com vinhos
Além de rico em nutrientes, o salmão é rico em sabor. Além de ser delicioso, combina com quase...
Vinho rosé francês
Precisamos falar sobre o vinho rosé francês. Afinal, apesar de ser uma bebida tão deliciosa quantos suas versões...
Pastel e vinho combinam? Receitas e harmonização com vinho
Quem diria que o famoso pastel de feira seria uma boa companhia para um vinho… pois você precisa...

Cadastre Para receber