Vinho verde - O que é e quais são suas características?

Publicado em:

vinho verde

De verde, ele só tem o nome. Mas, mais do que isso, o vinho verde tem história e sabor de sobra. Leia até o final e confira!

Vinho verde se refere à cor da bebida ou às uvas usadas em sua produção? Na verdade, nem um, nem outro. De fato, isso parece não fazer muito sentido. Afinal, você conhece bem os vinhos tintos, que são escuros. Também está bem familiarizado com o vinho branco e com o rosé. Nesses casos, o vinho apresenta a cor de acordo com sua classificação, correto? Pois, o vinho verde não é verde.

O que é vinho verde?

O rótulo Vinho Verde se refere a uma denominação de origem. De fato, o vinho pode ser tinto, branco, rosé ou até espumante. Para comparar, podemos citar o Champagne. Quando você ouve falar de um Champagne, você logo pensa em um vinho espumante, produzido na região francesa que dá o nome à bebida. Da mesma forma, todo vinho verde, sem exceção, deve ser produzido em uma região específica. Daqui a pouco, você vai descobrir que região é essa. Além disso, também vai aprender como harmonizar essa bebida com as refeições. Por fim, vai saber mais sobre as características que tornam esse vinho tão famoso. Aliás, ele é famoso de verdade. Afinal, são produzidos cerca de 75 milhões de litros de vinho verde a cada ano! Fique com a gente até o fim desse artigo e conheça melhor essa preciosidade.

De onde vem o vinho verde?

Via de regra, todo vinho verde vem de uma região às margens do Rio Minho, no extremo norte de Portugal. Sendo assim, a região recebeu a Denominação de Origem Região Demarcada dos Vinhos Verdes, em 1908. Aliás, essa é a maior região demarcada de Portugal e uma das maiores de toda a Europa, somando cerca de 34 mil hectares de terra, usadas única e exclusivamente para o cultivo de uvas viníferas.

Quais uvas são usadas na produção dos vinhos?

Na verdade, uma série de uvas pode ser utilizada na produção dos vinhos verdes. De fato, a região do Minho é dividida em 9 sub-regiões. Assim, cada região possui clima próprio, solo típico e diferentes cepas de uvas sendo cultivadas. No entanto, existem as mais comuns. Sendo assim, as uvas mais cultivadas na região do Vinhos Verdes são as brancas Arinto, Azal, Trajadura e Alvarinho. Por outro lado, as tintas Alvarelhão, Borracal, Vinhão, Rabo de Anho, Pedral, Padeiro, Amaral e Espadeiro também são cultivadas na região.

Como harmonizar vinho verde

vinho verde

O vinho verde é excelente companhia para pratos portugueses, como a bacalhoada, por exemplo. Mas, ele não deixa a desejar se for para harmonizar com comida japonesa.

Na verdade, como os vinhos verdes são completamente diferentes entre si, você deve levar em conta alguns detalhes antes de escolher um vinho para acompanhar sua refeição. Para começar, esse tipo de vinho possui teor alcoólico mais baixo, uma leve sensação de efervescência e muitos aromas e sabores. A seguir, veja algumas dicas que separamos para você combinar vinhos e pratos.

Pratos portugueses

No mundo dos vinhos, é comum dizer que vinhos de uma determinada região combinam bem com ingredientes locais. De fato, isso acontece devido ao terroir, ou conjunto de fatores como clima, solo e forma de cultivo. Como resultado, temos uma harmonia muito sutil de aromas e sabores na hora da refeição.

Sendo assim, para ornar com um vinho verde português, nada melhor que pratos tipicamente portugueses. Afinal, eles “falam a mesma língua”. Por isso, uma boa ideia é harmonizar seu vinho com uma bela receita de bacalhau. Ou então, servir um caldo verde maravilhoso (Sim! Caldo verde combina com vinho, confira aqui.) Mas, não pense que precisa de uma refeição completa. De fato, o vinho verde vai bem até com bolinho de bacalhau bem feito.

Preparos fritos

À primeira vista, pode soar estranho unir vinho e fritura. No entanto, os vinhos verdes são conhecidos por apresentarem uma boa acidez. Dessa forma, a bebida limpa seu paladar e neutraliza a gordura do alimento. Por isso, além do bolinho de bacalhau, fique à vontade para experimentar seu vinho vinho verde com bolinho de arroz, iscas de peixe e até batata frita!

Peixes e frutos do mar

Normalmente, peixe vai super bem com vinho branco ou rosé. Mas, a sardinha, por exemplo, traz para a boca um gosto mineral. Por isso, alguns vinhos podem acabar destacando esse sabor e deixando uma sensação desagradável na boca. Porém, a sardinha combina com o vinho verde, devido ao frescor e à boa acidez que ele apresenta. Sendo assim, você deve experimentar servir sardinhas na brasa ou então com escabeche, molho à base de cebola, tomate, alho, azeite e vinagre. Aliás, ele é perfeito para acompanhar peixes fritos, como atum ou salmão.

Por outro lado, se a ideia for usar frutos do mar, como camarão, lula, polvo ou mariscos, não se prenda a eles. Ou seja, você pode servir pasta, risoto, tortas ou qualquer outro prato em que eles serão apenas coadjuvantes, sem nenhum problema.

Comida japonesa

Anteriormente, falamos bastante sobre como harmonizar vinhos e comida japonesa nesse blog. De fato, sempre lembramos que comidas leves pedem vinho brancos e rosés. Assim, o vinho verde se encaixa bem nos mais indicados para acompanhar uma noite de sushi e sashimi. Afinal, o vinho tem uma leveza importante para não dominar o paladar. Por outro lado, também oferece acidez suficiente para equilibrar com wasabi e molho shoyu.

Pratos leves

Em geral, pratos leves como carnes brancas e saladas se encaixam perfeitamente com o vinho branco. Dessa forma, não vai haver uma briga no paladar.

Vinhos discretos e leves combinam muito bem com pratos igualmente equilibrados. Assim eles não vão ofuscar ou comprometer seu sabor. Por isso é que os vinhos verdes vão tão bem com saladas, carnes brancas, tapas e outros pratos discretos e bem leves. Dê preferência, nesses casos, para os brancos e rosés.

Para concluir, lembre-se que a ideia da harmonização é elevar as melhores características da bebida e do prato servidos. Assim, essas dicas vão te ajudar a criar uma conexão perfeita entre eles.

Quais são as características dos vinhos verdes?

vinho verde

Seja tinto, branco ou rosé, o vinho verde é delicioso!

Normalmente, os verdes são vinhos jovens. Ou seja, não passam por longos períodos de maturação em tonéis, sejam de madeira ou de inox. Pelo contrário, em poucos meses, estão prontos para consumo e já são lançados no mercado. Por isso, são vinhos frescos e com acidez bem presente. A partir de agora, você vai conhecer as principais características dos diferentes tipos de vinho verde.

Espumante

O espumante vinho verde segue as características dos vinhos calmos da região. Sendo assim, os aromas frescos são bem destacados. Na verdade ele deve ser servido gelado, fazendo com que essa característica se torna ainda mais pronunciada. O dulçor da bebida, porém, pode variar de um rótulo para outro.

Vinho verde tinto

Os vinhos verdes tintos são mais fortes e intensos. Afinal, são tintos. Ainda assim, você vai sentir no paladar o frescor e a acidez. Inicialmente, os aromas são de frutos silvestres e apresentam um coloração vermelha intensa. Além disso, o vinho verde tinto é perfeito para ser usado no preparo de pratos complexos.

Vinho verde rosé

Normalmente, os vinhos rosés são delicados e bem leves. Mas, o vinho verde rosé apresenta um sabor persistente e agradável. Ao mesmo tempo, não perde sua delicadeza e frescor, próprio dos verdes. Nesse caso, os aromas são frutados e as cores podem variar desde rosa pálido até tons fortes de rosa.

Vinho verde branco

O vinho branco da região do Vale dos Vinhos Verdes é uma bebida de acidez presente. Afinal, são vinhos jovens. Além disso, possuem aromas frutados e frescos. Quanto à cor, você pode encontrar um vinho verde entre o tom de palha e o citrino, um amarelo ligeiramente esverdeado. No geral, são lindos!

A história do Vinho Verde

4 3

Para começar, precisamos falar sobre o nome, concorda? Afinal, por que vinho verde? No entanto, não existe uma explicação clara para a escolha. Na verdade, nomes nem sempre fazem muito sentido. Com o vinho verde não foi diferente. Conta a história, porém, que existem algumas teorias.

Primeiramente, conta-se que a paisagem, predominantemente verde, deu origem ao rótulo famoso. De fato, não é difícil imaginar essa ideia. Afinal, a região do Minho é cercada por colinas e montanhas que permanecem verdes mesmo no inverno português.

Em contrapartida, outros atribuem o nome ao fato de a colheita das uvas da região serem sempre colhidas enquanto elas ainda não estavam maduras. Ou seja, os vinhos eram feitos com as uvas…verdes. Seja qual for a verdadeira história, o nome “vinho verde” está gravado para sempre na história da vitivinicultura mundial.

Atualmente, o enoturismo é forte na região. Assim, os visitantes podem passear pelas 9 sub-regiões e degustar vinhos nas vinícolas locais, fechando com chave de ouro um passeio inesquecível!

De verde mesmo…só o nome

Agora, você já conhece o vinho verde e sabe que dentro dessa Denominação de Origem existem vários rótulos brancos, rosés e tintos. De fato, todos trazem todo o frescor e acidez próprias da região portuguesa. Concluindo, aproveite nossas ofertas e escolha seu vinho verde. Para conferir nosso catálogo, clique aqui. Mas, se você ama vinhos e que aprender mais sobre uvas e harmonizações, clique aqui.

E veja abaixo a nossa seleta lista de vinhos da região Vinho Verde

 

O branco

Alto Lima Branco Vinho Verde DOC 2020:

Delicado, equilibrado e refrescante, com acidez ligeiramente vibrante; Produtor: Adega Cooperativa Ponte da Barca e Arcos de Valdevez; Teor alcoólico: 9,5%; Uvas: Loureiro, Arinto e Trajadura (vinho blend); Nariz: Notas intensas de frutas cítricas e flores brancas; Harmonização: Caldeirada de peixe, bolinho de bacalhau, legumes grelhados

Compre aqui

 


 

O branco

Adega do Marquês Branco Vinho Verde DOC:

Leve, jovem, refrescante e persistente; Produtor: Caves Campelo; Teor alcoólico: 10,5%; Uvas: Loureiro, Trajadura e Arinto (vinho blend); Nariz: Aroma fresco de maçã, limão e pêssego; Harmonização: Peixes, frutos do mar, carnes brancas, aperitivos

Compre aqui

 


 

O branco

Artefacto D.O.C. Vinho Verde 2020:

Leve, frutado, acidez agradável e refrescante, sutilmente gasoso; Produtor: Luís Duarte Vinhos; Teor alcoólico: 11,5%; Uvas: Arinto, Loureiro e Azal (vinho blend); Nariz: Frutas brancas frescas, cítrico, floral; Harmonização: Estrogonofe de frango, peixe assado com tomate cereja e azeitonas, empadão de palmito, macarrão ao molho branco

Compre aqui

 


 

O branco

Passatempo Vinho Verde DOC:

Corpo leve, delicado, elegante e com toques minerais; Produtor: Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões; Teor alcoólico: 9%; Várias uvas (vinho blend); Nariz: Notas minerais e de frutas maduras como limão; Harmonização: Culinária japonesa, aperitivos

Compre aqui

 


 

O branco

Solar das Bouças D.O.C. Vinho Verde Loureiro 2019:

Leve, fresco, frutado, cítrico, mineral, persistência agradável; Produtor: Solar das Bouças; Teor alcoólico: 11%; Uva: Loureiro (vinho varietal); Nariz: Frutas cítricas, frutas brancas frescas, condimentos, mineral; Harmonização: Risoto de bacalhau, casquinha de siri, salada niçoise, lasanha de peito de peru, focaccia ao pesto, wrap de camarão

Compre aqui

 


 

O branco

Lagar Vinho Verde DOC:

Acidez e frescor marcantes, com leve efervescência; Produtor: Quinta Do Melgaço; Teor alcoólico: 10,5%; Uvas: Alvarinho e Trajadura (vinho blend); Nariz: Notas cítricas e florais; Harmonização: Bacalhoada, salmão grelhado, camarão na moranga

Compre aqui

 


 

O branco

Cruzeiro Vinho Verde DOC:

Acidez acentuada, sabor delicado e refrescante; Produtor: Manuel da Costa Carvalho Lima & Filhos; Teor alcoólico: 9%; Uvas: Arinto, Loureiro e Trajadura (vinho blend); Nariz: Frutas cítricas e toques florais e herbáceos; Harmonização: Sushis e sashimis, saladas

Compre aqui

 


 

O branco

Podador Vinho Verde DOC:

Corpo leve, acidez acentuada e final frutado e delicado; Produtor: Vinhos Norte; Teor alcoólico: 9%; Várias uvas; Nariz: Frutas cítricas e toques florais e herbáceos; Harmonização: Bolinho de arroz, tapas, saladas e sushis

Compre aqui

 


 

O branco

Pérola da Vinha Vinho Verde DOC:

Corpo leve, acidez acentuada e final frutado e delicado; Produtor: Manuel da Costa Carvalho Lima & Filhos; Teor alcoólico: 9%; Várias uvas; Nariz: Frutas cítricas, toques herbáceos; Harmonização: Bolinho de arroz, tapas e sushis

Compre aqui

 


 

O branco

Cores de Vinho Verde DOC:

Equilibrado, frutado, muito refrescante e com final longo; Produtor: Viniverde – Adega Ponte da Barca; Teor alcoólico: 9,5%; Várias uvas; Nariz: Frutas cítricas e toques florais e herbáceos; Harmonização: Bolinho de arroz, tapas, ceviches e sushis

Compre aqui

 


 

O rosé

Passatempo Rosé Vinho Verde DOP:

Leve, equilibrado, frutado e fácil de beber; Produtor: Jaws; Teor alcoólico: 11%; Várias uvas; Nariz: Aroma de frutas vermelhas frescas; Harmonização: Saladas, peixes e sopas

Compre aqui

 


 

O rosé

Cruzeiro Rosado Vinho Verde DOC:

Macio, ótima acidez, harmonioso e fresco; Produtor: Manuel da Costa Carvalho Lima & Filhos; Teor alcoólico: 9%; Uvas: Caiño tinto e Padeiro (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas com notas cítricas; Harmonização: Peixes e frutos do mar

Compre aqui

 

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados:

Os 8 principais produtores da Cabernet Sauvignon
Hoje vamos falar sobre a rainha das uvas tintas: a Cabernet Sauvignon. Essa uva incrível, como mostra o...
Temperos e especiarias - Como combiná-los com vinhos?
Combinar temperos e vinhos não é tão difícil e podemos provar! Confira as características mais marcantes e os...
Azeites - Harmonização com vinhos e benefícios à saúde 5
Saber usar bons azeites faz toda a diferença na hora de cozinhar. Mas, tão importante quanto entender a...
Como fazer vinho quente? 8 Receitas incríveis!
O friozinho de junho pede por vinho quente, seja de vinho tinto ou branco Inverno, frio, festa junina,...
Tournedo Rossini - Receitas e harmonização com vinhos
Mais espesso que o medalhão, o Tournedo Rossini é um clássico francês que ganhou o mundo Como um...
Cupom de descontos em vinhos especiais para pessoas especiais
Cupom de desconto em vinhos – Como usar? QUERODENOVO – 5% OFF Válido somente para compras e acima...