Tournedo Rossini - Receitas e harmonização com vinhos

Publicado em:

Tornedor

Mais espesso que o medalhão, o Tournedo Rossini é um clássico francês que ganhou o mundo

Como um bom amante da gastronomia, você já deve ter ouvido falar sobre diferentes cortes de carne. Por exemplo, dependendo da forma e da localização da carne no animal, ela pode receber diferentes nomes como picanha, acém, lombo, filé e assim por diante.

No filé mignon, considerado um corte nobre, cada parte é fatiada de forma a criar outros cortes, entre eles, o Tournedo Rossini ou Tornedor. Nesse caso, estamos falando da parte final e mais estreita do filé mignon. Apesar de mais fina, a cauda é cortada de forma que o bife fique mais largo do que as outras partes, com cerca de 6 centímetros de espessura, sendo mais alto que o medalhão. 

Normalmente, o Tournedo Rossini é preparado envolto em tiras de bacon. Mas, hoje veremos duas propostas diferentes que valorizam o corte, seu sabor e maciez. Para isso, o acompanhamento será de batatas, primeiro grelhadas e depois em forma de purê. Por fim, descubra como harmonizar carnes e vinhos de forma impecável. Aproveite as dicas e prepare o seu Tornedor com um bom vinho tinto. 

A origem do Tornedor – Tournedo Rossini

O nome do corte, Tournedo Rossini, vem de um compositor do século XIX. Mas, Gioachino Rossini só deu mesmo o seu nome ao preparo. Pois, na verdade, o prato foi criado em sua homenagem por um chef francês. Infelizmente, não se sabe ao certo quem foi o criador. Assim, a honra fica entre os chefs Auguste Escoffier, Adolphe Dugléré ou Marie-Antoine Carême.

Tradicionalmente, o prato deve ser servido com crouton e uma fatia de foie gras, tudo frito em bastante manteiga e muito fresco. Além disso, o preparo é finalizado com decoração à base de trufa e molho madeira. 

Mas, em alguns casos, o preparo permite algumas adaptações para a culinária local. Nesse caso, podem-se servir cortes do filé com os acompanhamentos preferidos do “chef” inspirado da noite. Sendo assim, inspire-se com as receitas que separamos especialmente para você!

Receitas de dar água na boca

 Tornedor ao vinho com batatas grelhadas

1 5

Ingredientes

01 Kg cortes de Tournedo Rossini de filé mignon (08 cortes)

01 cebola roxa picada 

04 colheres sopa de manteiga 

02 dentes de alho picados

02 colheres sopa de vinagre balsâmico 

01 xícara chá de vinho tinto (240 ml)

01 colher chá de sal 

02 colheres sopa de conhaque 

01 colher chá de açúcar 

Pimenta-do-reino a gosto

01 e ½ colher sopa de farinha de trigo 

Tomilho, alecrim e folhas de louro, a gosto

20 batatas bolinhas 

Sal a gosto

1 ½ colher sopa de manteiga

Modo de preparo

Para começar, lave bem e descasque todas as batatas. Em seguida, coloque-as para cozinhar em água fervente e sal até que estejam bem macias. Nesse ponto, escorra as batatas e reserve.

Agora, é hora de começar a trabalhar nesse corte lindo. Então, tempere todos os filés com sal e pimenta-do-reino. Depois, frite a carne na manteiga. Aqueça a frigideira até que comece a soltar fumaça, mas sem queimar a manteiga. Para isso, adicione um fio de azeite. De preferência, use uma frigideira de ferro ou uma que seja antiaderente, selando a carne por cerca de 4 minutos de um lado e 3 minutos do outro. Além disso, não coloque todos os filés de uma vez, frite uma parte e depois o restante, evitando que a temperatura da frigideira caia durante a selagem dos filés. Reserve a carne.

Enquanto isso, use a mesma frigideira para o preparo do molho. Nela, coloque o alho, a cebola roxa e as ervas para refogar. Em seguida, junte o conhaque e o flambe. Depois disso, é hora de acrescentar o vinagre balsâmico, o vinho, a farinha de trigo, o açúcar, o sal e a pimenta-do-reino, mexendo bem para que tudo incorpore e forme um molho. 

Então, passe-o por uma peneira e junte 3 colheres de manteiga, mexendo até que o molho fique brilhante e encorpado. Por fim, doure as batatas em manteiga e sirva os pratos com os bifes de Tournedo Rossini, salada de folhas e as batatas grelhadas.

Tornedor e redução de balsâmico com purê

5 4

Ingredientes

01 filé mignon cortado a Tornedor

02 batatas Asterix médias

2 colheres de sopa de creme de leite 

01 colher de sopa de azeite

200 ml de aceto balsâmico

01 colher de sopa de manteiga

Sal e pimenta a gosto

Presunto de Parma

Modo de preparo

Comece por descascar as batatas, cortar em cubos médios e cozinhar em água com um pouco de sal, mas não exagere, pois a batata ainda receberá tempero. Enquanto isso, tempere o filé com sal e pimenta-do-reino. Para fritar a carne, utilize o Tournedo Rossini, utilize uma frigideira de ferro ou uma frigideira antiaderente bem quente. Nela, derreta a manteiga e junte um fio de azeite para não queimar. 

Então, sele a carne fritando por cerca de 4 minutos de cada lado, deixando formar uma crosta bem dourada. Dessa forma, você mantém toda a suculência do filé entre as fibras. Em seguida, leve em uma forma para o forno pré-aquecido a 250°C por cerca de 15 minutos.  

Nesse meio tempo, volte para as batatas. Após o cozimento, escorra e reserve um pouco da água levemente salgada. Em uma tigela, junte a batata cozida, o creme de leite, o azeite e duas colheres da água usada para as batatas, batendo tudo com a ajuda de uma batedeira até que se forme um creme homogêneo. Ajuste o tempero com sal e pimenta-do-reino.

Em seguida, prepare uma redução de aceto balsâmico. Para isso, ferva o aceto em fogo bem baixo. Ao reduzir pela metade, o líquido deve ficar espesso, na consistência de uma calda. Enquanto isso, pegue algumas fatias de presunto de Parma e asse sob papel manteiga em forno pré-aquecido a 250°C por uns 10 minutos. O objetivo é deixá-los bem crocantes. 

Por fim, retire a carne do forno e deixe descansar por cerca de 5 minutos. Então, sirva o filé de Tournedo Rossini sobre o purê de batatas. Finalize regando a carne com a redução de aceto balsâmico e lascas de presunto de Parma crocantes por cima.

Como harmonizar carnes e vinhos

Tournedo Rossini

Cada corte pede um vinho para destacar suas características tão únicas. O Tornedor vai super bem com vinhos tintos e densos

Como já falamos com frequência aqui no blog, harmonização tem muito a ver com o gosto pessoal de cada um. Afinal, o sabor que o vinho deixa na boca pode variar de pessoa para pessoa. 

Mas, existem algumas combinações entre prato e estilo de vinho que resultam em sabores muito agradáveis para a maioria das pessoas. O contrário também acontece, podendo acabar deixando um gosto não muito agradável na boca e diminuindo o prazer da experiência. 

Sendo assim, temos algumas dicas úteis para te ajudar a escolher o vinho certo para harmonizar com seus cortes preferidos. Confira a seguir.

  • Picanha

Começando com um dos cortes mais amados, temos a famosa picanha. Não tão espessa quanto o Tournedo Rossini, ela ostenta uma bela camada de gordura. Por isso, pede vinhos com bastante taninos e acidez presente para limpar o paladar, como um vinho de uvas Cabernet Sauvignon.

  • Alcatra

Por outro lado, alcatra é um corte com mais fibras e não tão macio. Ainda assim, também tem uma gordurinha básica. Por isso, precisa ser harmonizado com vinhos ligeiramente mais ácidos. Então, um vinho de uvas Carmènére é uma excelente opção.

  • Filé

Já um corte como o filé possui pouca gordura, mas suculência e maciez extremas. Assim, pode ser apreciado enquanto acompanha vinhos que também trazem a sensação de água na boca. Então, vinhos Pinot Noir bem densos ou vinhos de uva Grenache cumprem a missão.

  • Hambúrguer

Sim, hambúrguer combina demais com vinho. Mas, muito depende dos ingredientes usados no preparo e tempero da carne. Normalmente, são usadas carnes mais magras e para equilibrar, vinhos de uvas Pinot Noir fazem bonito.

  • Lombo

Como carnes vermelhas em geral, o lombo bovino vai bem com vinhos de uvas Syrah, Malbec ou Cabernet Sauvignon. Mas, o lombo de porco é mais versátil. Ou seja, você pode combinar com um branco Chardonnay ou com um tinto de uvas Pinot Grigio.

  • Costela 

Macia e com bastante gordura, a costela pode ser acompanhada por vinhos de uvas Chianti ou Cabernet. No entanto, se a sua carne também leva algum molho, leve em conta os ingredientes usados antes de escolher seu vinho.

  • Contrafilé

Unindo o melhor de dois mundos, o contrafilé possui carne fibrosa da alcatra e a suculência do filé. O corte pede vinhos encorpados como o Malbec.

  • Lagarto

Mais uma vez, para harmonizar lagarto e vinhos, você precisa levar em conta a forma de preparo e os ingredientes usados. Então, essa carne magra pede vinhos ácidos para equilibrar com as suas fibras, caso ela seja cortada como rosbife. Mas, se ele for acompanhado por molhos, os sabores mudam.

Sendo assim, vinhos ácidos como os de uvas Sauvignon Blanc ou uvas Riesling, acompanham bem molhos que levam pimenta. Molhos com bastante gordura, como os que levam manteiga ou queijos, pedem vinhos de uvas Cabernet Sauvignon ou Syrah.

Agora que você já sabe como preparar e aproveitar um belo corte Tournedo Rossini, o Tornedor, escolha um bom vinho abaixo de nossa seleta lista e aproveite!

 

O italiano Cabernet Sauvignon

Famiglia Cielo dal 1908 Cabernet Sauvignon Veneto IGT 2020:

Frutado e cheio, com taninos macios; Produtor: Cielo e Terra; Teor alcoólico: 12%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aroma intenso, com notas de framboesa e especiarias; Harmonização: Carnes vermelhas e de caça assadas, queijos maduros

Compre aqui

 


 

O tinto Syrah

Ventisquero Pangea Valle de Colchagua Syrah 2016:

Encorpado, redondo, taninos maduros e firmes, acidez alta, fresco, um vinho bem estruturado, harmonioso equilíbrio entre fruta e madeira, com notas de especiarias e chocolate, final longo, complexo e agradável; Produtor: Viña Ventisquero; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Aromas ricos e complexos, intensos aromas de frutas negras, especiarias, cedro, caramelo e sutis toques minerais especiarias, condimentos e mineralidade proveniente de distintos tipos de solo do Syrah; Harmonização: Carré de cordeiro ao molho de ervas, risoto de funghi, bife ancho ao molho de especiarias

Compre aqui

 


 

O francês Merlot

Marie Louise Parisot IGP Pays dOc Merlot 2019:

Macio, taninos redondos, frutados e boa acidez; Produtor: Marie Louise Parisot; Teor alcoólico: 13%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, especiarias e um toque vegetal; Harmonização: Aves grelhadas ou com molho, carne vermelha com legumes mediterrâneos, pato ou caça, uma paleta de cordeiro assada, muito bom com churrasco.

Compre aqui

 


 

O argentino Malbec

Luigi Bosca Malbec 2020:

Encorpado, intenso, frutado, com taninos muito finos. Final longo, elegante e mineral; Produtor: Luigi Bosca; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutos vermelhos maduros, aromas, notas de alcaçuz e violeta; Harmonização: Parrillada, risoto de cogumelos, paleta de suína ao forno e queijos duros

Compre aqui

 


 

O chileno blend

Calyptra Prestige 2018:

Fresco, frutado e taninos aveludados; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 14%; Uvas: Merlot, Syrah e Cabernet Sauvignon (vinho blend); Nariz: Aroma de amora, framboesa, ameixa e violeta; Harmonização: Tornedor de filé mignon com cenouras demi-glacê, carré de cordeiro, bife de ancho com purê de aipim, cogumelo portobello recheado

Compre aqui

 


 

O americano Cabernet Sauvignon

Carnivor Cabernet Sauvignon 2018:

Corpo de médio para encorpado, taninos presentes, boa acidez, traço de doçura, final longo; Produtor: Carnivor Wines; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas negras maduras, frutas vermelhas maduras, chocolate, amadeirado, torrefação; Harmonização: Risoto de parmesão, picanha ao forno, iscas de filé-mignon, maminha grelhada, penne à bolonhesa, batata recheada

Compre aqui

 


 

O chileno Carménère

Dancing Flame Villarrica Gran Reserva Carménère 2020:

Encorpado, taninos suaves, final longo e agradável, acidez equilibrada; Produtor: Luis Felipe Edwards; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Fruta preta, especiarias, pimentão e sutis notas de baunilha; Harmonização: Maminha assada ao molho chimichurri, choripán, pimentão recheado com carne moída e queijo parmesão, lasanha de berinjela

Compre aqui

 


 

O sul africano Cabernet Sauvignon

Nederburg 56 Hundred Cabernet Sauvignon 2018:

Frutado, bom corpo, acidez agradável, taninos sedosos, leve amadeirado; Produtor: Nederburg; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Cereja, amora, framboesa, especiarias, leve amadeirado; Harmonização: Hambúrguer com fritas, cogumelos gratinados ao forno, estrogonofe de carne, nhoque à bolonhesa, bolinho de arroz, berinjela à parmegiana

Compre aqui

 


 

O argentino Cabernet Sauvignon

Partridge Reserva Cabernet Sauvignon 2018:

Frutado, médio corpo, acidez agradável, taninos macios, especiarias; Produtor: Viña Las Perdices; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras, pimenta, baunilha; Harmonização: Escalopes de mignon ao molho cognac, parmegiana de carne com fritas, bisteca suína com legumes, abobrinha com carne moída ao molho de tomate e orégano, ravióli de queijo na manteiga e sálvia, nhoque de mandioquinha ao molho 4 queijos

Compre aqui

 


 

O chileno Carménère

Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Reserva Carménère 2019:

Médio corpo, frutado, equilibrado, taninos firmes, média acidez; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 13%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Frutas negras, especiarias, café e um leve tostado; Harmonização: Carne de panela, nhoque de mandioquinha com creme de cogumelos, arroz carreteiro e queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O chileno Cabernet Sauvignon

Valle Do Atacama Single Vineyard Cabernet Sauvignon 2019:

Elegante e com bom equilíbrio, taninos macios e maduros; Produtor: Bodegas y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas maduras como groselha e cerejas pretas; Harmonização: Carnes vermelhas, pratos de ervas ou queijos maduros

Compre aqui

 


 

O chileno Cabernet Sauvignon

V9 Gran Reserva D.O. Valle del Maipo Cabernet Sauvignon 2019:

Corpo médio para encorpado, frutado em harmonia com notas herbáceas e de especiarias, taninos presentes, acidez média que lhe confere frescor, aveludado, agradável; Produtor: Viña Ventisquero; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas negras maduras, ameixa, cereja negra, especiarias, herbáceo, sutis notas amadeiradas e de baunilha; Harmonização: Fraldinha assada com molho de vinho tinto, nhoque na manteiga de ervas, picanha suína grelhada, queijos duros

Compre aqui

 


 

O francês Pinot Noir

Ropiteau Frères Nuits-St-Georges Rouge 2018:

Médio corpo, taninos macios, boa acidez; Produtor: Ropiteau Frères; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, tosta, terroso, especiarias; Harmonização: Risoto de linguiça fresca, coq au vin, paella, salmão grelhado, espaguete com polpetone, codorna recheada

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon

Terre des Anges Cabernet Sauvignon 2020:

Arredondado, equilibrado, taninos macios; Produtor: Domaines Montariol Degroote; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas bem maduras; Harmonização: Queijos maduro, hambúrguer, massas com molho ao sugo

Compre aqui

 


 

O tinto Cabernet Sauvignon

Calyptra Zahir D.O. Valle de Cachapoal Cabernet Sauvignon 2012:

Um vinho com complexidade em sabores, encorpado, taninos presentes e macios, textura sedosa e suave, boa acidez, frutado, amadeirado, final longo e persistente; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 15%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas negras e vermelhas maduras como cereja, ameixa, cassis e framboesa. Especiarias, notas herbáceas e amadeirada; Harmonização: Bife ancho, risoto de gorgonzola com nozes, lombo de cordeiro ao molho rotie de amora, cogumelos salteados

Compre aqui

 


 

O chileno Syrah

Costero Reserva D.O. Valle de Leyda Syrah 2019:

Frutado, picante, taninos sedosos e redondos; Produtor: Viña Tarapacá; Teor alcoólico: 13%; Uva: Syrah (vinho varietal); Nariz: Aromas de especiarias, pimenta, e frutas silvestres; Harmonização: Carne de sol grelhada com mandioca na manteiga de garrafa, filé ao molho de pimentas verdes, lasanha de berinjela, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O argentino Cabernet Sauvignon

Latitud 33° Cabernet Sauvignon 2020:

Corpo médio para encorpado, taninos firmes, boa acidez, final agradável; Produtor: Terrazas de los Andes; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas como framboesa e morango, especiarias, sutis notas de caramelo e baunilha; Harmonização: Fraldinha na brasa, filé com fritas, pizzas variadas, lasanha à bolonhesa, pimentão recheado, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

O chileno Carménère

Fauna Reserve Carménère Central Valley D.O 2019:

Agradável, sedoso, taninos macios e levemente picante; Produtor: Bodegas Y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 13,2%; Uva: Carménère (vinho varietal); Nariz: Aromas de ameixas secas e trufas; Harmonização: Massas, carnes vermelhas temperadas, queijos amarelos

Compre aqui

 


 

O uruguaio Cabernet Sauvignon

Viñedo Mar de Piedras Gran Bodegón Cabernet Sauvignon 2020:

Fresco, acidez equilibrada, taninos suaves e final marcante; Produtor: Familia Deicas; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas frescas, pimenta, especiarias; Harmonização: T-Bone com alecrim, polenta com ragu de linguiça, kafta com molho de hortelã, lasanha de berinjela defumada

Compre aqui

 


 

O português Pinot Noir mais denso

Grand’Arte Pinot Noir Vinho Regional Lisboa 2017:

Elegante, agradável, aveludado, persistente e frutado, com notas de compota de amoras silvestres e nuances de cedro e chocolate; Produtor: DFJ Vinhos; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Rico e expressivo, com aromas de frutas vermelhas e chá, e toques tostados; Harmonização: Queijo Serra da Estrela, cozido à portuguesa, bolinhos de bacalhau

Compre aqui

 


 

⇒ O francês Grenache

Château Revelette Vin de France PUR Grenache 2020:

Macio, frutado e final suculento; Produtor: Château Revelette; Teor alcoólico: 13,46%; Uva: Grenache (vinho varietal); Nariz: Morangos maduros, ervas frescas, algo mentolado, terroso e de raspas de limão siciliano; Harmonização: Quiches, pizzas, burgers e entrecot et frites

Compre aqui

 


 

O chileno Cabernet Sauvignon

Undurraga Founder’s Collection D.O. Valle del Maipo Cabernet Sauvignon 2018:

Encorpado, equilíbrio entre frutado e notas provenientes da barrica, textura macia e aveludada, taninos firmes e bem integrados, acidez agradável, final longo e complexo; Produtor: Undurraga; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas negras como amoras, frutas vermelhas como cerejas, notas de tosta, tabaco, toque herbáceo e de especiarias; Harmonização: Bife ancho na parrilla, berinjela à parmegiana, polenta mole com ragu de costela, queijos duros

Compre aqui

 


 

O francês Pinot Noir mais denso

Bouchard Père & Fils Gevrey-Chambertin AOC 2017:

Estruturado, carnudo, frutado e aveludado; Produtor: Bouchard Père & Fils; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas maduras com toques de couro; Harmonização: Pernil suíno com cebola roxa e pimentão grelhados, filé mignon ao molho madeira, Quiche Lorraine

Compre aqui

 


 

O Chianti italiano

Vigneti di Campomaggio Chianti Classico Riserva DOCG 1993:

Acidez marcante, taninos finos, corpo médio, toques de eucalipto, cedro, louro e tabaco, final longo; Produtor: Castellani – Tenuta di Campomaggio; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Sangiovese (vinho varietal); Nariz: Expressivo, com notas frutas vermelhas secas, como cereja, groselha e ameixa, e nuances de couro, tabaco, flores e ervas desidratadas; Harmonização: Bistecca alla fiorentina, Papardelle com ragu de cordeiro, queijo Grana Padano

Compre aqui

 


 

O chileno Cabernet Sauvignon

Vistamar Winemakers Selection D.O. Valle del Maipo Cab Sauvignon 2018:

Frutado, taninos aveludados e final longo; Produtor: Viña Vistamar; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas maduras, cereja, ameixa e notas de café; Harmonização: Cordeiro ao coulis de menta, assado de tira com arroz de amêndoas, pappardelle com ragu funghi porcini

Compre aqui

 


 

O argentino Pinot Noir mais denso

Partridge Gran Reserva Pinot Noir 2018:

Em boca é um vinho frutado, delicado e bem estruturado. Taninos macios, suaves e equilibrados, acidez agradável e final elegante; Produtor: Viña Las Perdices; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, frutas negras, baunilha, defumado; Harmonização: Filé mignon ao molho de cogumelos, risoto de funghi, carré de porco assado com batatas, mix de cogumelos na manteiga

Compre aqui

 


 

O brasileiro Cabernet Sauvignon

Don Laurindo Reserva Cabernet Sauvignon 2018 375mL:

Frutado, com taninos redondos, boa estrutura e final persistente; Produtor: Don Laurindo; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas negras, como ameixa e amora, e notas de cacau e baunilha; Harmonização: Carnes vermelhas e de caça, massas com molho ao sugo

Compre aqui

 


 

O francês Pinot Noir

Ropiteau Bourgogne A.O.C. Hautes-Côtes de Nuits 2019:

Um vinho leve, elegante, delicado, frutado, taninos macios, acidez presente que lhe confere agradável frescor, bom final; Produtor: Ropiteau Frères; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas, especiarias, amadeirado; Harmonização: Risoto de funghi, medalhão de filé mignon, costela suína com cuscuz marroquino, massa folhada com brie e geleia de frutas vermelhas, queijos semi-moles

Compre aqui

 


 

O americano Cabernet Sauvignon

Carnivor Bourbon Barrel Aged Cabernet Sauvignon 2018:

Encorpado, bem estruturado, frutado, taninos firmes, acidez equilibrada, final persistente e agradável; Produtor: Carnivor Wines; Teor alcoólico: 15%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas negras maduras, baunilha, tosta e sutis notas de cacau e maple; Harmonização: Bife de chorizo na brasa, batata recheada com mix de cogumelos, hambúrguer angus com geleia de bacon e queijo

Compre aqui

 


 

O argentino Malbec

Nieto Senetiner Malbec 2021:

Suculento, com corpo médio, taninos aveludados e final longo; Produtor: Nieto Senetiner; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas frescas e maduras, notas de caramelo e baunilha; Harmonização: Carnes vermelhas grelhadas, massas, queijos amarelos

Compre aqui

 


 

O chileno Pinot Noir mais denso

Calyptra Vivendo Reserve Pinot Noir 2018:

Frutado, médio corpo, boa acidez, taninos macios, amadeirado; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 14%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, floral, tosta, especiarias; Harmonização: Salmão defumado, risoto de carne-seca com requeijão, atum grelhado com legumes, penne ao sugo, iscas de filé-mignon, batatas recheadas com queijo e bacon

Compre aqui

 


 

O australiano Chardonnay

The Drover Chardonnay 2021:

Fresco, com toque amanteigado, e notas amadeiradas oriundas da passagem em carvalho; Produtor: Dee Vine Estate; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Notas de frutas cítricas; Harmonização: Tulipa de frango na brasa, lombo suíno, salada de folhas verdes

Compre aqui

 


 

O argentino Pinot Noir

Manos Negras Selección de Suelo Pinot Noir 2019:

Frutado, boa acidez, taninos macios; Produtor: Manos Negras; Teor alcoólico: 11,7%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas e mineralidade; Harmonização: Filé mignon ao molho de cogumelos, risoto de funghi, carré de porco assado com batatas

Compre aqui

 


 

O Chianti italiano

Carpineto D.O.C.G. Chianti Classico 2019:

Bom corpo, elegante, aveludado, harmônico e possui ótima concentração de frutas; Produtor: Carpineto; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Sangiovese, Canaiolo e outras uvas (vinho blend); Nariz: Frutas vermelhas, notas florais, nuances de baunilha e especiarias; Harmonização: Risoto de tomate seco, filé-mignon assado, tagliatelle ao sugo, berinjela à parmegiana, empadão de bacalhau, batatas recheadas

Compre aqui

 


 

O argentino Malbec

Vineyard 1955 2018:

Frutas vermelhas, equilibrado e elegante; Produtor: Tinto Negro; Teor alcoólico: 13,6%; Uva: Malbec (vinho varietal); Nariz: Frutado, com toques de carvalho; Harmonização: Entrecot grelhado, costelas de porco assada com batata rústica, massa ao molho de especiarias

Compre aqui

 


 

O chileno blend, majoritariamente Cabernet Sauvignon

Undurraga Altazor D.O. Valle del Maipo 2016:

Encorpado, bom boa densidade em boca, suculento, frutado em equilíbrio com as características da barrica, intenso, complexo, com taninos maduros, acidez alta que lhe confere ótimo frescor, final longo e agradável; Produtor: Undurraga; Teor alcoólico: 13,6%; Uvas: Cabernet Sauvignon, Carignan e Carménère (vinho blend); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas como cassis, morango e framboesa combinada com toques de frutos negros, sutis notas terrosas, mineral e de especiarias e nuances de tabaco e chocolate amargo; Harmonização: Bife angus na parrilla, talharim com ragu de lentilha, alcatra na manteiga de ervas e queijos duros

Compre aqui

 

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados:

Os 8 principais produtores da Cabernet Sauvignon
Hoje vamos falar sobre a rainha das uvas tintas: a Cabernet Sauvignon. Essa uva incrível, como mostra o...
Temperos e especiarias - Como combiná-los com vinhos?
Combinar temperos e vinhos não é tão difícil e podemos provar! Confira as características mais marcantes e os...
Azeites - Harmonização com vinhos e benefícios à saúde 5
Saber usar bons azeites faz toda a diferença na hora de cozinhar. Mas, tão importante quanto entender a...
Como fazer vinho quente? 8 Receitas incríveis!
O friozinho de junho pede por vinho quente, seja de vinho tinto ou branco Inverno, frio, festa junina,...
Cupom de descontos em vinhos especiais para pessoas especiais
Cupom de desconto em vinhos – Como usar? QUERODENOVO – 5% OFF Válido somente para compras e acima...
Rótulos premium ganham espaço no Brasil
Rótulos de vinhos premium estão cada vez mais presentes nas taças brasileiras O mercado de vinhos mudou no...