Vinho uruguaio – História, principais regiões, a uva Tannat e blends

Publicado em:

Vinho uruguaio – História, principais regiões, a uva Tannat e blends

O Uruguai carrega a fama de ser um dos países mais importantes quando se trata de produção de vinho.

O Uruguai é privilegiado quanto ao terroir, por conta de sua localização continental e aspectos de ambiente e temperatura, ideais para a adaptação de várias castas de uvas, especialmente a uva Tannat.

Ao todo, são noves regiões produtores de vinhos uruguaios, que se beneficiam do clima e das condições geográficas para fabricações em larga escala.

Assim, o vinho uruguaio possui características marcantes, conhecido por taninos fortes e médio teor alcoólico.

Uma vez que a uva Tannat se popularizou no país, seu vinho apresenta aspectos menos rústicos e de associação mais frutada em relação ao vinho francês, por exemplo.

De modo geral, o vinho uruguaio depende bastante das condições de cultivo de suas castas, e o Uruguai se constitui satisfatório nesse quesito.

Tudo o que você precisa saber sobre o vinho uruguaio

Canva Man Holding White Labeled Red Wine Bottle Near Wine Glasses

O vinho uruguaio

O Uruguai é o segundo menor país da América Latina, mas isso não impede que seus vinhos sejam apreciados pelo mundo todo.

Os vinhos uruguaios são conhecidos por conta da sua qualidade e pelo cultivo facilitado pela localização dos vinhedos.

Ao falar do vinho uruguaio, muitas pessoas logo o associam a uva Tannat, a mais famosa do país, que corresponde a mais de 40% de toda a produção.

Contudo, as fabricações também contam com outras castas de uvas, que podem compor os vinhos uruguaios junto da Tannat.

O Uruguai era povoado, principalmente, por tribos indígenas, e, posteriormente, sofreu influência dos imigrantes portugueses e espanhóis.

Após conquistar sua independência, em 1828, continuou com a produção de uvas viníferas. As primeiras fabricações são datadas de 250 anos atrás.

Em 1970, novas técnicas de plantio e cultivo foram incorporadas às vinícolas. O vinho uruguaio conquistou o mundo e os apreciadores de um bom vinho.

Grande parte dessas produções são realizadas de maneira artesanal. Os produtores uruguaios possuem bastante respeito e paixão por essa arte.

Vinhos tintos e brancos

A uva Tannat se tornou, efetivamente, símbolo da produção da vinicultura uruguaia.

Essa casta se adaptou bem ao clima e região, tendo suas características mais “agressivas” bem empregadas na produção do vinho uruguaio.

Contudo, apesar da uva Tannat compor grande parte dos vinhedos no Uruguai, existem outras castas que também são cultivadas.

As castas de uvas que se destacam nos vinhos tintos uruguaios são as Carbenet, Merlot e Pinot Noir.

Por outro lado, os vinhos brancos contam com a casta Chardonnay, Sauvignon Blanc e Viognier.

A qualidade dos vinhos uruguaios provém das uvas utilizadas nos vinhos de corte, ou seja, vinhos que contém mais de uma casta.

Uva Tannat, a uva que se nacionalizou e seus blends

uva tannat

Como a maioria das castas de uvas, a Tannat é originária da França, mas se adaptou perfeitamente ao Uruguai, tornando-se símbolo dos vinhos uruguaios.

Essa casta é bastante apreciada, capaz de produzir vinhos de alta qualidade, extremamente apreciados, além de seus blends, que também são utilizados nas produções uruguaias.

História e nacionalização

Como mencionado, a uva Tannat é francesa, especialmente de uma região próxima aos Pirineus, denominada Madiran.

No entanto, por volta de 1870, imigrantes franceses partiram em direção à América Latina, principalmente para as regiões da Argentina, Chile e Uruguai.

Diversas castas foram trazidas da França para o território uruguaio, e nem todas foram cultivadas, e uma porcentagem menor ainda apresentou resultados.

Foi então que Don Pascual Harriague se tornou responsável por plantar mudas da uva Tannat no país.

Descobriu-se, então, que essa uva se adaptava perfeitamente ao terroir da região, se tornando símbolo das vinícolas do Uruguai.

Séculos mais tarde, depois de inovações técnicas na área de produção, as uvas Tannat passaram a representar mais da metade dos vinhedos uruguaios, e o vinho uruguaio a partir da Tannat tornou-se referência.

A uva Tannat se adaptou tão bem ao Uruguai por conta das características que o país reúne.

Ele está localizado na mesma altitude que países como a África do Sul, Argentina e Chile, grandes nomes da produção de vinhos.

Ainda, é cercado de água, por conta do oceano Atlântico, Rio da Prata e Rio Uruguai, de modo que seu território possui alta umidade.

Além disso, sua temperatura média é de cerca de 18°C, com sol constante na maior parte dos dias e verão quente e chuvoso, perfeito para o desenvolvimento de vinhedos.

Todos esses aspectos foram essenciais para a adaptação da uva Tannat no Uruguai, tornando seus vinhos um dos mais apreciados do continente.

Características

A uva Tannat leva esse nome por conta da sua característica mais marcante, a grande quantidade de taninos.

Taninos são polifenóis vegetais, substâncias químicas que promovem proteção das plantas, e, particularmente no caso das uvas, atribuem seu aspecto amargo e adstringente.

É normal classificar vinhos por conta de sua textura seca e sabor mais marcante, os responsáveis por isso são os taninos.

Assim, a uva Tannat é especialmente amarga, resultando em vinhos fortes e de personalidade.

A Tannat é utilizada também em blends. Blends, ou “mistura”, em uma tradução livre, são combinações que designam um vinho de corte, ou seja, feito com mais de uma casta.

Geralmente a uva Tannat é usada em blends com outras castas famosas, como Merlot e Cabernet.

No caso do vinho uruguaio, ambas as castas são cultivadas nos vinhedos, de modo que seus vinhos possuem traços peculiares, que os tornaram famosos.

Essa uva possui tamanho médio, com cascas grossas e um de seus aspectos mais característicos, a coloração da casca e da polpa, de um violeta intenso.

A cor intensa faz com que a Tannat seja rica em resveratrol também, um poderoso antioxidante e anti-inflamatório, que traz diversos benefícios à saúde.

Enquanto isso, o clima tropical permite que os vinhos uruguaios sejam menos rústicos que os franceses, com um sabor mais equilibrado, ainda que mantenha parte dos taninos e da presença.

Seu aroma, associado à baunilha, ao morango e à ameixa, é bastante palatável.

Outros países também cultivam a uva Tannat, como Brasil e Chile. No entanto, elas se tornaram símbolo do Uruguai e seus vinhos.

A última joia tinta para churrasco

drink 2053629 1280

Quando o vinho uruguaio é mencionado, logo associa-se à uva Tannat, consequentemente, às suas características particulares, à quantidade de taninos presente na casta e seu sabor amargo.

Ainda que as condições climáticas do território sejam benéficas para diminuir um pouco a acidez presente na uva, os vinhos uruguaios ainda mantém um sabor mais seco e marcante.

Dessa forma, trata-se de um vinho excelente para harmonizar com comidas e pratos gordurosos, que equilibrem o sabor sem sobressair nenhum dos elementos.

E, especialmente na América Latina, um dos pratos mais apreciados é o churrasco.

Assim, o vinho uruguaio se torna o acompanhante perfeito para essa culinária.

Recomenda-se, particularmente, churrasco de picanha, costelas e carnes de cordeiro, que apresentam altos níveis de gordura e um sabor intenso.

Ainda, outros tipos de carne, que acompanhem receitas diversas, podem harmonizar bem com o vinho uruguaio, principalmente se bem temperadas com especiarias fortes e de personalidade.

Outros países também possuem o costume de harmonizar seus vinhos com churrasco, como a Argentina e o Brasil.

Seja em refeições informais ou jantares que demandem um maior nível de sofisticação, os cortes de carnes com mais gorduras são ideais com o vinho uruguaio.

Outras harmonizações

Além do churrasco e de pratos com carnes mais gordurosas, existem outras harmonizações que podem ser feitas com o vinho uruguaio.

Alimentos encorpados e de sabor mais intenso são ótimas recomendações. Por exemplo, massas com molhos mais fortes, como ravioli ou espaguete, risotos e acompanhamentos temperados.

Quanto aos queijos, os vinhos uruguaios podem combinar bem com queijos duros e fortes, como parmesão, provolone, prima dona e o queijo de minas, por exemplo.

Um prato típico do Uruguai que harmoniza bem com seu vinho é a parrilla, uma forma de preparo de alimentos grelhados em brasas, que pode ser com carnes, peixes ou frango.

Assim, uma boa combinação são os vinhos uruguaios e o churrasco de parrilla.

Conclusão

Quando se fala sobre o vinho uruguaio, é impossível não falar sobre a uva Tannat, a principal componente e símbolo das vinícolas do país.

Essa casta veio importada da França, e se adaptou perfeitamente ao terroir uruguaio, representando, hoje, mais da metade das produções.

Contudo, existem outras castas que são cultivadas e fazem parte do vinho de corte, também bastante apreciado.

Como a uva Tannat apresenta grande quantidade de taninos, o sabor do vinho uruguaio é marcante e intenso, ainda que ligeiramente menos ácido que os vinhos da Tannat francesa, por exemplo.

Além disso, os vinhos da casta Tannat possuem alta concentração de polifenóis antioxidantes e anti-inflamatórios, que proporcionam diversos benefícios para a saúde.

Por conta de sua textura mais seca, teor alcoólico médio e sabor mais intenso, o vinho uruguaio harmoniza perfeitamente com o churrasco, prato típico do país.

Carnes mais gordurosas são ideais para equilibrar os paladares sem sobressair nenhum dos elementos.

Além disso, pratos mais encorpados e bem temperados também harmonizam bem.

Em suma, o vinho uruguaio é um dos mais apreciados do mundo. Os vinhedos do Uruguai constituem um dos maiores do continente.

Seu território é propício para a vinicultura e, com a nacionalização da uva Tannat, os vinhos uruguaios conquistaram seu lugar entre os melhores.

Vinho uruguaio, um raro sabor que você pode apreciar nestas ofertas:

 

Vinho tinto Tannat

Tierra del Mar Tannat 2020:

Taninos redondos, macios e final longo; Produtor: Aurora Uruguai; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Tannat (vinho varietal); Nariz: Frutas maduras como ameixa, groselha e toques de especiarias; Harmonização: Churrasco, carnes grelhadas

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Tannat

Vineyard Art Tannat 2020:

Um vinho bem estruturado, com corpo médio, taninos maduros e bom final; Produtor: Establecimiento Juanicó; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Tannat (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas, figos frescos, rosas e tosta; Harmonização: Risoto de linguiça, parrillada, vegetais grelhados

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Cabernet Sauvignon

Pueblo del Sol Roble Cabernet Sauvignon 2020:

Corpo leve para médio, frutado, taninos macios, boa acidez, harmonia entre frutado e sutis notas de madeira; Produtor: Pueblo del Sol; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, frutas negras, especiarias, nuance herbácea; Harmonização: Panqueca de carne, espaguete de abobrinha ao sugo, pimentão recheado com carne moída e queijo, lasanha de presunto e queijo

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Cabernet Sauvignon

Viñedo Mar de Piedras Gran Bodegón Cabernet Sauvignon 2020:

Fresco, acidez equilibrada, taninos suaves e final marcante; Produtor: Familia Deicas; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas frescas, pimenta, especiarias; Harmonização: T-Bone com alecrim, polenta com ragu de linguiça, kafta com molho de hortelã, lasanha de berinjela defumada

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Tannat

Finca Traversa Tannat 2020:

Um vinho jovem, frutado, potente, com taninos presentes, acidez agradável e refrescante; Produtor: Familia Traversa; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Tannat (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas, frutas vermelhas secas e notas minerais; Harmonização: Carnes vermelhas com cortes mais gordurosos, lasanha de berinjela, sanduíche de costela suína

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Tannat

Pueblo del Sol Tannat 2021:

Um vinho jovem, frutado, corpo médio, com boa estrutura e taninos macios; Produtor: Pueblo del Sol; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tannat (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, frutas pretas e cassis; Harmonização: Churrasco, risoto de carne seca, costela bovina no bafo, cogumelo gratinado, picanha assada, pasta de berinjela, hambúrguer de lentilha

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Pinot Noir

Pueblo del Sol Pinot Noir 2021:

Jovem, frutado, corpo leve para médio e bem estruturado, taninos redondos, boa acidez, refrescante e com final agradável; Produtor: Pueblo del Sol; Teor alcoólico: 11,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas frescas, notas de frutas negras como cassis e amora; Harmonização: Carpaccio de carne, pizza de funghi, yakisoba de cogumelos, atum selado com crosta de gergelim, legumes salteados na manteiga

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Cabernet Sauvignon

Tierra Del Mar Cabernet Sauvignon 2020:

Taninos suaves e macios, acidez equilibrada e caráter frutado; Produtor: Aurora Uruguai; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas e pretas, como ameixa e groselha, e nuances de especiarias; Harmonização: Carnes vermelhas grelhadas, presunto cru, lombo defumado e massas

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Cabernet Sauvignon

La Mirada Cabernet Sauvignon Canelones 2020:

Bom corpo, taninos presentes e aveludados, acidez média, final longo; Produtor: Aurora Uruguai; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras e toques de alcaçuz ao final; Harmonização: Churrasco, queijos maduros

Compre aqui

 


 

Vinho tinto blend

Alto De La Ballena Tannat – Merlot – Cab Franc:

Encorpado, com intensidade de frutas, taninos bem presentes e redondos, e final longo; Produtor: Alto De La Ballena; Teor alcoólico: 13,5%; Uvas: Tannat, Merlot e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Amora, cereja, ameixa, violetas e um toque de baunilha; Harmonização: Costela no bafo, massas à bolonhesa, queijo Parmesão

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Cabernet Sauvignon

El Taller Cabernet Sauvignon 2020:

Encorpado, taninos presentes e aveludados, acidez média e final longo; Produtor: Aurora Uruguai; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Cabernet Sauvignon (vinho varietal); Nariz: Frutas maduras como morango, cereja e ameixa, com toques de alcaçuz ao final; Harmonização: Kafta de carne, pizza de pepperoni, carré de cordeiro com molho de ervas

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Tannat

Viñedo Valle de Los Manantiales Gran Bodegón Tannat 2020:

Intenso, fresco, elegante e com um toque mineral; Produtor: Familia Deicas; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Tannat (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas e negras maduras, florais de rosas e violetas, e um toque de ervas frescas; Harmonização: Picanha assada, costela bovina no bafo, arroz de pato, polenta mole com ragú de ossobuco, sobremesas à base de chocolate amargo

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Tannat

Tierra Del Mar Tannat Reserva 2019:

Taninos marcados, ótimo equilíbrio, final longo; Produtor: Aurora Uruguai; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tannat (vinho varietal); Nariz: Toques de madeira e baunilha, frutas pretas como ameixa e amora; Harmonização: Churrasco, costela assada, massas ao molho

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Tannat

Pueblo del Sol Reserva Tannat 2020:

Taninos doces, grande volume e intenso; Produtor: Pueblo del Sol; Teor alcoólico: 13%; Uva: Tannat (vinho varietal); Nariz: Figo doce, vegetação rasteira, alcaçuz preta e tinta; Harmonização: Churrasco, cordeiro, carne assada, estufadas, animais de caça e queijos curados

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Cabernet Franc

Alto De La Ballena Reserva Cabernet Franc 2016:

Macio, com boa estrutura e taninos delicados; Produtor: Alto De La Ballena; Teor alcoólico: 14%; Uva: Cabernet Franc (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras, um toque de menta, baunilha e cacau; Harmonização: Filé à Oswaldo Aranha, pato ao molho, codorna assada

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto blend

Alto De La Ballena Reserva Tannat – Viognier 2016:

Encorpado, com taninos bem presentes, acidez equilibrada e final persistente; Produtor: Alto De La Ballena; Teor alcoólico: 14,5%; Uvas: Tannat e Viognier (vinho blend); Nariz: Aroma preta, mirtilo, flores e um toque de baunilha; Harmonização: T-bone com alecrim, picanha assada com sal grosso e queijo Grana Padano

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto Tannat

Alto De La Ballena Tannat 2019:

Taninos intensos, boa intensidade de fruta e acidez equilibrada; Produtor: Alto De La Ballena; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Tannat (vinho varietal); Nariz: Mirtilos, ameixa, amora preta e um toque de menta; Harmonização: Cordeiro assado, ossobuco e risoto de queijos

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto Merlot

Alto De La Ballena Reserva Merlot 2016:

Encorpado, taninos macios e boa intensidade de fruta; Produtor: Alto De La Ballena; Teor alcoólico: 14,5%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Ameixa, cereja, amora preta, cacau e um toque de café; Harmonização: Filé mignon com batatas, risoto de calabresa, queijo Gouda

Compre aqui

 


 

Vinho tinto Merlot

La Mirada Merlot 2019:

Corpo médio e acidez equilibrada; Produtor: Aurora Uruguai; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Merlot (vinho varietal); Nariz: Ameixas, cerejas e arandos; Harmonização: Picanha, embutidos, queijos e cogumelos

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho branco Sauvignon Blanc

Pueblo del Sol Sauvignon Blanc 2021:

Um vinho jovem, leve, com acidez presente e agradável, muito refrescante e harmonioso; Produtor: Pueblo del Sol; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Sauvignon Blanc (vinho varietal); Nariz: Frutado, notas de frutas cítricas como lima e maracujá. Sutis notas de ervas frescas; Harmonização: Entradas e aperitivos. Também ideal para pratos da culinária vegetariana

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho branco Viognier

Alto De La Ballena Viognier 2020:

Frutado, com boa textura e acidez equilibrada; Produtor: Alto De La Ballena; Teor alcoólico: 14%; Uva: Viognier (vinho varietal); Nariz: Pêssego, damasco, abacaxi e flores brancas; Harmonização: Comida indiana, peixe assado com ervas, moqueca baiana

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho rosé blend

BO Pinot Noir Rosé 2021:

Um vinho jovem, leve, frutado, acidez média para alta que lhe confere excelente frescor; Produtor: Familia Traversa; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Pinot Noir e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas silvestres; Harmonização: Iscas de frango empanado, temaki de salmão, pizza marguerita

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho rosé Tannat

Pueblo del Sol Tannat Rosé 2021:

Um vinho jovem, leve, frutado, macio, com acidez agradável e refrescante; Produtor: Pueblo del Sol; Teor alcoólico: 12%; Uva: Tannat (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas fresca, morango e cereja; Harmonização: Salada de frutos do mar, risoto de tomate seco, sushi, frango com vinagrete de morango, quiche de abóbora com carne seca

Compre aqui

 


 

Espumante Chardonnay

Brisas de Mar Extra Brut:

Um vinho frutado, leve, com boa acidez e refrescante; Produtor: Bodega Brisas; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas brancas, maçã, pera, frutas cítricas e um leve floral; Harmonização: Coxinha de frango com catupiry, peixe grelhado com legumes, coxinha de jaca

Compre aqui

 

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados:

Tábua de frios e harmonias com vinhos
Introdução Os cortes frios são uma ótima maneira de acrescentar um elemento extra especial à sua festa. Se...
Carpaccio, a receita veneziana e suas harmonias com vinhos
Carpaccio é uma das receitas mais famosas da cozinha veneziana. Ela consiste em carne crua, e seu nome...
Vinho Lambrusco, a jóia de Emilia-Romagna
Introdução O Lambrusco é um vinho único que é difícil de categorizar. Apesar de ser uma uva tinta,...
5 batatas gourmet para harmonizar com vinho
Introdução Se você adora batatas, então sabe que elas podem ser cozidas de milhões de maneiras diferentes. Quer...
17 uvas tintas que você precisa conhecer 2
Difícil escolher algumas poucas uvas tintas viníferas. De fato, faltaria tempo de vida para descobrir todas! Você decidiu...
Os 8 principais produtores da Cabernet Sauvignon
Hoje vamos falar sobre a rainha das uvas tintas: a Cabernet Sauvignon. Essa uva incrível, como mostra o...