Vinho Pinot Noir - Conheça toda sua elegância e harmonias

Publicado em:

Pinot Noir

O vinho Pinot Noir merece respeito e podemos provar! Afinal, a uva que dá origem ao vinho é conhecida há nada mais nada menos que 2.000 anos. Aos poucos, ela foi sendo estudada e o processo de produção dos vinhos foi sendo aperfeiçoado. Com o tempo, o vinho Pinot Noir se tornou sinônimo de elegância e sofisticação. Mais à frente, você vai descobrir que os sabores dessa bebida são bem complexos. Então, fique com a gente até o final.

E se você quiser ir direto para as últimas ofertas de vinhos Pino Noir, não deixe de clicar aqui

Nesse meio tempo, você vai saber mais sobre as características desse vinho tão elegante. Em seguida, vai descobrir como ter a melhor experiência ao harmonizar seu vinho Pinot Noir com pratos deliciosos. Por fim, você poderá fazer um breve passeio pela rica história da uva Pinot Noir. Vamos lá?

Características dos vinhos Pinot Noir

Pinot Noir

Antes de mais nada, para que você entenda as características da Pinot Noir, é importante dizer por que as uvas precisam de baixas temperaturas. De fato, o calor ajuda a fruta a amadurecer e acumular açúcar, grosseiramente falando. Mais tarde, esse açúcar é convertido em álcool durante a fermentação. Por outro lado, as temperaturas mais baixas, durante o frio da noite, por exemplo, fazem com que a uva retenha acidez e frescor ao invés de açúcar. Consequentemente, menos açúcar será convertido em álcool, resultando em uma bebida com menor teor alcoólico. Para quem produz, esse é um detalhe levado muito a sério. Afinal, a temperatura local vai influenciar diretamente nas características estruturais dos vinhos ali produzidos.

Dito isso, você talvez se surpreenda ao saber que o vinho Pinot Noir mais fino e requintado, precisa ter origem em uma região de clima mais temperado, como a Borgonha, a região do Oregon nos Estados Unidos ou em algumas regiões da Alemanha, Nova Zelândia, Chile e até na Patagônia.

Por outro lado, o vinho Pinot Noir produzido em terras mais quentes, traz características ligeiramente diferentes. Na Argentina, por exemplo, a região de Mendoza é conhecida por cultivar a uva Pinot Noir. No entanto, por ser uma região que recebe maior quantidade de luz solar, as uvas da região apresentam mais açúcar. Como resultado, esse vinho Pinot Noir argentino é um pouco mais encorpado e mais alcoólico que os outros.

Por que ele é tão especial?

Na verdade, o grande diferencial de rótulo está em sua estrutura, ou na falta dela. De fato, ele tem corpo leve e quase não tem estrutura. Mas, nem de longe isso significa falta de personalidade. Afinal, ele consegue compensar toda essa delicadeza de corpo trazendo aromas únicos ao paladar, é isso que se espera ao abrir um vinho Pinot Noir.

Porém, antes mesmo de provar o vinho, é possível observar que sua cor já dá uma pista de sua estrutura. Ou seja, vinhos muito densos e encorpados, costumam ter uma cor escura e quase não é possível ver seus dedos na taça através dele. Mas, o vinho Pinot Noir, pelo contrário, permite essa observação através de sua coloração mais pálida. Aliás, essa característica dá uma dica importante sobre os taninos presentes no vinho. Afinal, uvas de casca grossa, possuem mais taninos e tornam o vinho mais encorpado. Nesse caso, a delicadeza e palidez do vinho Pinot Noir evidencia que a uva possui casca mais fina e menos taninos.

Por outro lado, os sabores e aromas do rótulo são impecáveis. Quando se experimenta um Pinot Noir, é possível sentir no nariz um perfume, um cheiro, que lembra frutas e flores. Ou seja, algo na bebida faz com que você lembre desses aromas, de morango, cereja e de flores como rosas, por exemplo. Quer dizer, são aromas delicados e frescos, certo?

Espumantes Pinot Noir

Nem só de maravilhosos vinhos tranquilos vive a uva Pinot Noir. Na verdade, ela é uma dentre as três uvas permitidas na produção do espumante francês mais famoso da história: o Champagne. Nesse caso, ela faz parte de um blend, mistura de uvas que agregam características diferentes para que o vinho tenha o equilíbrio perfeito na boca. Assim, a Pinot Noir é a responsável por dar ao Champagne profundidade de sabores. Já a sua conterrânea, Chardonnay, acrescenta a necessária acidez.

Porém, também é possível encontrar os espumantes Blanc de Noir. De fato, esses são espumantes brancos produzidos a partir de uvas tintas e considerados uns dos melhores espumantes do mundo. Além disso, outros espumantes Pinot Noir produzidos ao redor do mundo também oferecem ao paladar os sabores refrescantes, macios e delicados da uva. Atualmente, aqui mesmo no Brasil, são produzidos excelentes espumantes na Serra Gaúcha a partir da Pinot Noir. Aliás, a região tem se esforçado em registrar a Denominação de Origem para os espumantes produzidos como Altos de Pinto Bandeira.

Como harmonizar um vinho Pinot Noir

Pinot Noir

A carne vermelha do atum não deixa dúvidas de que ele tem personalidade. Mas, seu sabor não ofusca o seu acompanhante.

  • Peixes

Para começar, lembre-se de que o Pinot Noir é um vinho leve. Por isso, se você servir a bebida para acompanhar comidas extremamente complexas, não vai ficar bom. Afinal, toda delicadeza do vinho vai ser ofuscada pelos temperos ou estrutura dos preparos.

Dito isso, podemos sugerir que você experimente pratos à base de peixes mais gordurosos e de sabor mais presente. Assim, nenhum dos dois rouba a cena e ambos vão contribuir para o equilíbrio de sabores na boca. Nesse caso, uma receita de atum selado com crosta de gergelim ou um salmão super simples, grelhado, fazem uma combinação perfeita.

VINHO PINOT NOIR

O filé mignon faz justiça ao nome! A carne macia e o sabor equilibrado acompanham divinamente um Pinot Noir.

  • Carnes vermelhas

Mas, se a ideia é servir prato de carne vermelha, não tem problema. Você pode, então, preparar lagarto assado, medalhão de filé mignon ou pratos feitos com alcatra. Além disso, apesar de toda a elegância do vinho Pinot Noir, também dá certo combinar com risoto de funghi, pratos vegetarianos ou presunto e queijos de massa mole numa tábua, por exemplo.

 

VINHO PINOT NOIR

Queijo Brie e Boeuf Bourguignon + vinho Pinot Noir

  • Queijos e pratos clássicos da cozinha francesa

Aliás, os queijos são um assunto à parte. Então, se eles são sua primeira escolha, invista em queijos considerados cremosos, como Camembert ou Brie. Agora, se o seu vinho Pinot Noir é um legítimo vinho francês, harmonize com pratos franceses. Ou seja, eles possuem características de sabor semelhantes devido ao terroir. Isso significa que vão dar ao seu paladar informações sensoriais parecidas e equilibrar maravilhosamente na boca. Para isso, prepare o famosíssimo Coq au vin, prato à base de frango ao vinho que é original da Borgonha. Ou então, ouse servindo coelho ao molho de mostarda Dijon (capital da Borgonha, dispensa comentários, não é mesmo?)

Mas, um dos prato mais franceses que existem, ali do ladinho do Coq au vin, é o Boeuf Bourguignon. Nesse caso, a carne vermelha cozinha no vinho, bem devagar e acompanhada de legumes. Para descobrir o que o terroir tem a ver com isso, clique aqui.

O berço francês

VINHO PINOT NOIR

A lindíssima região francesa da Borgonha, reúne as características perfeitas para que a uva Pinot Noir se desenvolva da melhor forma. O resultado pode ser sentido nos rótulos lá produzidos e famosos e em todo o mundo.

Bom, agora que você já conhece bem o vinho Pinot Noir e sua uva, é hora do nosso pequeno tour pela Borgonha. Para começar, a região de cultivo de Pinot Noir mais importante do mundo está localizada no centro-leste da França (quase nordeste do país). Normalmente, o clima da região é frio. Por isso, as uvas cultivadas ali são ligeiramente mais ácidas e frescas, sem tanto açúcar. Aliás, por lei, só duas castas de uvas podem ser plantadas na Borgonha: Pinot Noir e Chardonnay. Adicionalmente, a lei também determina que os vinhos Pinot Noir da Borgonha sejam varietais. Ou seja, é proibido adicionar qualquer outra uva ao vinho.

Basicamente, o solo da região é formado por rocha calcária. Por isso, é rico em minerais, importantes para o desenvolvimento das vinhas. Além disso, o relevo local é levemente inclinado. Pode não parecer, mas isso é parte daquele terroir, sobre o qual falamos anteriormente. Afinal, essa inclinação interfere na drenagem do solo e absorção de água, por exemplo. Ao mesmo tempo, o clima agradável, impede que as frutas amadureçam demais ou até rápido demais. Ou seja, o cantinho perfeito para as uvas Pinot Noir reinarem absolutas!

Características da uva Pinot Noir

Devido ao clima, relevo e solo, a uva Pinot Noir atinge sua melhor forma na região da Borgonha. Ainda assim, também é possível encontrar um bom vinho Pinot Noir de outras origens que não sejam francesas, como vimos. Mas, ela é bem delicada e sensível às mudanças de terroir. No Brasil, por exemplo, a Pinot Noir apresenta características um pouco diferentes, devido ao clima tropical. Nesse caso, a fruta amadurece mais rápido e apresenta mais açúcar, lembra? Como resultado, o vinho Pinot Noir brasileiro é levemente menos ácido, com sabor mais suave e aromas mais delicados. No entanto, a qualidade dos vinhos é excelente!

Agora que você já sabe tudo sobre o vinho Pinot Noir e descobriu como harmonizar perfeitamente com pratos incríveis, veja abaixo opções para comprar agora mesmo!

 

Vinho tinto português

Grand’Arte Pinot Noir Vinho Regional Lisboa 2017:

Elegante, agradável, aveludado, persistente e frutado, com notas de compota de amoras silvestres e nuances de cedro e chocolate; Produtor: DFJ Vinhos; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Rico e expressivo, com aromas de frutas vermelhas e chá, e toques tostados; Harmonização: Queijo Serra da Estrela, cozido à portuguesa, bolinhos de bacalhau

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Terre des Anges Pinot Noir 2020:

Delicado, vibrante, com taninos macios e bom equilíbrio; Produtor: Domaines Montariol Degroote; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas como cereja e framboesa; Harmonização: Queijos leves, pizzas de sabores variados, receitas com cogumelos

Compre aqui

 


 

Vinho tinto chileno

Cruz Andina Reserva Pinot Noir Orgânico 2019:

Um vinho bem integrado com taninos suaves e redondos. Delicado, com paladar sedoso, acidez agradável e refrescante; Produtor: Veramonte; Teor alcoólico: 14%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Expressiva notas de frutas vermelhas frescas e sutis notas de especiarias; Harmonização: Risoto de cogumelos, carpaccio de carne, queijo brie com geleia de frutas vermelhas

Compre aqui

 


 

Vinho tinto americano

Edna Valley Pinot Noir 2018:

Leve, boa acidez, taninos macios; Produtor: Edna Valley Vineyard; Teor alcoólico: 13,9%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Cereja, terroso, tosta; Harmonização: Lombo suíno ao molho de frutas vermelhas, risoto de tomate seco com brie, crocque monsieur de Gruyère e Parma, escondidinho de camarão, temaki de atum, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho tinto sul africano

Nederburg 56 Hundred Pinot Noir 2018:

Taninos macios, fresco, corpo de leve para médio, frutado, elegante; Produtor: Nederburg; Teor alcoólico: 11,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, tosta, especiarias; Harmonização: Risoto de alho poró, ratatouille, iscas de salmão grelhado com legumes, gratinado de batatas com atum, pizza marguerita, espaguete à bolonhesa

Compre aqui

 


 

Vinho tinto argentino

Partridge Gran Reserva Pinot Noir 2018:

Em boca é um vinho frutado, delicado e bem estruturado. Taninos macios, suaves e equilibrados, acidez agradável e final elegante; Produtor: Viña Las Perdices; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, frutas negras, baunilha, defumado; Harmonização: Filé mignon ao molho de cogumelos, risoto de funghi, carré de porco assado com batatas, mix de cogumelos na manteiga

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Ropiteau Bourgogne A.O.C. Hautes-Côtes de Nuits 2019:

Um vinho leve, elegante, delicado, frutado, taninos macios, acidez presente que lhe confere agradável frescor, bom final; Produtor: Ropiteau Frères; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas, especiarias, amadeirado; Harmonização: Risoto de funghi, medalhão de filé mignon, costela suína com cuscuz marroquino, massa folhada com brie e geleia de frutas vermelhas, queijos semi-moles

Compre aqui

 


 

Vinho tinto chileno

Calyptra Vivendo Reserve Pinot Noir 2018:

Frutado, médio corpo, boa acidez, taninos macios, amadeirado; Produtor: Calyptra; Teor alcoólico: 14%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, floral, tosta, especiarias; Harmonização: Salmão defumado, risoto de carne-seca com requeijão, atum grelhado com legumes, penne ao sugo, iscas de filé-mignon, batatas recheadas com queijo e bacon

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Ropiteau Frères Nuits-St-Georges Rouge 2018:

Médio corpo, taninos macios, boa acidez; Produtor: Ropiteau Frères; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, tosta, terroso, especiarias; Harmonização: Risoto de linguiça fresca, coq au vin, paella, salmão grelhado, espaguete com polpetone, codorna recheada

Compre aqui

 


 

Vinho tinto argentino

Manos Negras Selección de Suelo Pinot Noir 2019:

Frutado, boa acidez, taninos macios; Produtor: Manos Negras; Teor alcoólico: 11,7%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas e mineralidade; Harmonização: Filé mignon ao molho de cogumelos, risoto de funghi, carré de porco assado com batatas

Compre aqui

 


 

Vinho tinto chileno

Nube de Oro Pinot Noir 2021:

Suculento, redondo, com taninos suaves; Produtor: Sur Valles Wine Group; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de morango, cravo e couro; Harmonização: Lasanha de shimeji, queijo Brie, atum grelhado

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Louis Chevallier Pinot Noir 2019:

Um vinho jovem, leve, com taninos sedosos, frutado e bom final; Produtor: Louis Chevallier; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas, cereja, sutis notas de café em grão com carvalho; Harmonização: Carne de aves, vitela e peixes ricos, como o salmão

Compre aqui

 


 

Vinho tinto chileno

Los Caserones Winemaker Selection Pinot Noir Central Valley D.O. 2021:

Equilibrado, elegante e saboroso; Produtor: Bodegas y Viñedos de Aguirre; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de groselha com nuances de flores; Harmonização: Risoto de cogumelos, queijo Coalho empanado, legumes na brasa

Compre aqui

 


 

Vinho tinto chileno

Aros Pinot Noir 2021:

Macio, equilibrado, e bastante frutado; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas como morango e cereja; Harmonização: Massas ao molho sugo, queijos suaves

Compre aqui

 


 

Vinho tinto argentino

Bodega Norton Barrel Select Pinot Noir 2021:

Intenso, com toques de frutas vermelhas maduras e final persistente; Produtor: Bodega Norton; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas de frutas maduras e nuances de carvalho tostado; Harmonização: Batata recheada com mix de cogumelos, queijo Coalho assado, filé de frango à parmegiana

Compre aqui

 


 

Vinho tinto chileno

Templo Sur Limited Series Pinot Noir 2021:

Suculento, redondo e harmonioso, com taninos macios e final persistente; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas, como morango, cereja e framboesa; Harmonização: Charcutaria, strogonoff de carne, berinjela à parmegiana

Compre aqui

 


 

Vinho tinto chileno

Casas Del Bosque Winemakers Selection Pinot Noir Valle de Casablanca D.O. 2020:

Corpo médio, acidez vibrante, taninos macios, final longo; Produtor: Viña Casas Del Bosque; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Complexo, com notas de cerejas, morangos e framboesas, e toques minerais; Harmonização: Berinjela à parmegiana, strogonoff de carne, charcutaria

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto francês

Bouchard Pere & Fils Pommard 2018:

Estruturado e firme, apresenta personalidade marcante; Produtor: Bouchard Père & Fils; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas maduras, com toques de couro e carvalho; Harmonização: Entrecôte com purê de mandioquinha, arroz de pato, risoto de tomate seco e Parmesão

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Domaine Bouchard Père & Fils Beaune du Château Beaune Premier Cru AOC 2016:

Harmonioso e profundo, com uma agradável maturidade, e taninos densos e finos; Produtor: Bouchard Père & Fils; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Complexo, com notas de frutas vermelhas, figo, flores e chocolate; Harmonização: Carré de cordeiro com molho de ervas, Steak au Poivre, risoto ao funghi

Compre aqui

 


 

Vinho tinto espanhol

Ponderado Pinot Noir 2020:

Frutado, corpo leve e macio; Produtor: Bodegas López Morenas; Teor alcoólico: 12%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas; Harmonização: Aperitivos leves, sushi, carnes brancas

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Bouchard Père & Fils Gevrey-Chambertin AOC 2017:

Estruturado, carnudo, frutado e aveludado; Produtor: Bouchard Père & Fils; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas maduras com toques de couro; Harmonização: Pernil suíno com cebola roxa e pimentão grelhados, filé mignon ao molho madeira, Quiche Lorraine

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto francês

Ropiteau Frères A.O.C. Pommard Rouge 2017:

Complexo, médio corpo, taninos macios, boa acidez, frutas vermelhas, especiarias, final persistente; Produtor: Ropiteau Frères; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, frutas negras, especiarias, terroso, ervas finas; Harmonização: Boeuf bourguignon, cordeiro grelhado com batatas assadas, galinha d’angola com arroz negro, tagliatelle com lascas de salmão, cogumelos recheados com presunto, queijos semimoles

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Maison Foucher Le Mont A.O.C. Sancerre Rouge 2019:

Corpo de leve para médio, boa acidez, taninos presentes; Produtor: Maison Foucher; Teor alcoólico: 12%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, alcaçuz, especiarias; Harmonização: Risoto de tomate seco e champignon, pizza de pastrami, tender à brasileira, samosa de carne picada, frango assado ao molho de tomate, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho tinto argentino

Fin Del Mundo Patagonia Single Vineyard Pinot Noir Limited Edition Finca los Hermanos 2019:

Equilibrado, com acidez refrescante e taninos delicados; Produtor: Bodega Del Fin Del Mundo; Teor alcoólico: 14%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas, como morango e framboesa; Harmonização: Posta de salmão e cogumelos ao molho teriyaki, magret de pato, risoto ao funghi

Compre aqui

 


 

Vinho tinto espanhol

Fuenteviña Pinot Noir:

Corpo leve, com muita fruta vermelha e taninos macios; Produtor: Bodegas López Morenas; Teor alcoólico: 12%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas como morango e cereja; Harmonização: Espaguete ao molho sugo, queijo brie

Compre aqui

 


 

Vinho tinto alemão

Ernst Loosen Pfalz Edition Winemakers Select Pinot Noir 2020:

Leve, acidez presente, taninos sedosos; Produtor: Ernst Loosen; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Framboesa, cereja, amora, terroso, leve amadeirado; Harmonização: Risoto de tomate seco com brie, lombo suíno, temaki de atum, quiche de Gruyère e Parma, escondidinho de carne seca, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho tinto argentino

La Poderosa Pinot Noir 2021:

Frutado, com acidez equilibrada, taninos suaves e sedosos, final longo; Produtor: Bodega Del Fin Del Mundo; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de frutas vermelhas, com destaque para morango; Harmonização: Risoto de carne seca, berinjela à parmegiana, estrogonofe de cogumelos

Compre aqui

 


 

Vinho tinto brasileiro

Pinot Noir Don Giovanni 2020:

Fresco, frutado, macio e fácil de beber; Produtor: Don Giovanni; Teor alcoólico: 12,4%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras, como morango e framboesa; Harmonização: Aves, queijos leves

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Ropiteau Pinot Noir 2019:

Aveludado, notas frutadas com toque da madeira, acidez equilibrada e boa persistência; Produtor: Ropiteau Frères; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas como cereja, framboesa e morango, associadas a leve nota mentolada, nuance defumada e de especiarias; Harmonização: Risoto primavera com tiras de mignon, rosbife de alcatra, polenta mole com ragu de linguiça e cogumelos, talharim de pupunha com molho branco, chester ao forno, marinada de legumes e cogumelos

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto francês

Baron Guillot Esprit de Vigneron Pinot Noir 2020:

Corpo leve, frutado e de ótima acidez; Produtor: Domaine du Père Guillot; Teor alcoólico: 12,4%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Morango, framboesa, cereja e amora vermelha; Harmonização: Atum selado, carnes brancas, queijo brie

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto francês

Domaine de La Motte Pinot Noir 2020:

Toques frutados, macios e equilibrados; Produtor: Vignobles Bonfils; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas como morango e cereja; Harmonização: Lasanha de shitake e shimeji, ratatouille, queijo de cabra

Compre aqui

 


 

Vinho tinto argentino

Manos Negras Red Soil Pinot Noir 2018:

Frutado, boa acidez, médio corpo; Produtor: Manos Negras; Teor alcoólico: 13,3%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Framboesa, cereja, amora, ameixa, mineral, especiarias; Harmonização: Talharim ao sugo, risoto de carne seca com requeijão, cogumelos recheados, escondidinho, rosbife de filé-mignon ao forno, berinjela à milanesa

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto francês

Ropiteau Frères Les Plants Nobles Pinot Noir 2019:

Corpo de leve para médio, fresco, taninos delicados, frutado, alcaçuz; Produtor: Ropiteau Frères; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, tosta, baunilha, coco; Harmonização: Iscas de filé mignon acebolado, espaguete à bolonhesa, nhoque de beterraba ao sugo, lagarto recheado, ratatouille e queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho tinto chileno

Aros Pinot Noir 2019:

Macio, equilibrado e bastante frutado; Produtor: Sur Valles; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas como morango e cereja; Harmonização: Massas ao molho sugo, queijos suaves

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto francês

The Original Pinot Noir 2018:

Paladar frutado, de corpo médio e elegante; Produtor: Couleurs d’Aquitaine; Teor alcoólico: 12%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas de frutas vermelhas e couro; Harmonização: Risoto de cogumelos, queijo Camembert, tilápia assada com legumes

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Bouchard Père & Fils Pinot Noir Bourgogne Hautes-Côtes de Nuits AOC 2018:

Estrutura elegante no paladar; Produtor: Bouchard Père & Fils; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas de pequenas frutas vermelhas e pretas; Harmonização: Quiche Lorraine, pernil, charcutaria

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Madame Veuve Point Pinot Noir Bourgogne AOP 2017:

Fresco, delicado e macio; Produtor: Madame Veuve Point; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras; Harmonização: Risoto de funghi e batata recheada

Compre aqui

 


 

Vinho tinto chileno

Maycas del Limari San Julian Pinot Noir 2018:

Frutado, fresco e elegante; Produtor: Maycas del Limarí; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas delicados de cereja e framboesa; Harmonização: Rosbife de alcatra, risoto primavera com tiras de mignon, talharim de pupunha com molho branco, marinada de legumes e cogumelos, chester ao forno

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Bouchard Père & Fils Pinot Noir Réserve Bourgogne AOC 2019:

Agradável no paladar, com integração harmoniosa entre taninos e sabor frutado; Produtor: Bouchard Père & Fils; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas de pequenas frutas vermelhas maduras, como cerejas e framboesas; Harmonização: Carne assada com batatas, Frango à francesa, Queijo do Reino

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto francês

Baron de Taste Pinot Noir 2019:

Refrescante, macio, elegante; Produtor: Maison Ginestet; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras, especiarias; Harmonização: Risoto de funghi e batata recheada

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Fat Bastard I.G.P. Pays dOc Pinot Noir 2019:

Frutado, taninos macios e final surpreendente; Produtor: Fat Bastard Wine Company; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas, morango, framboesa, cereja; Harmonização: Wrap de presunto e queijo, risoto caprese, frango assado com especiarias, quiche Lorraine

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Bouchard Père & Fils Grand Vin de Beaune-Grèves Vigne de L’Enfant Jésus Premier Cru 2017:

Intenso, cheio, mas delicado em boca, possui toques aveludados; Produtor: Bouchard Père & Fils; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas e agradáveis de frutas vermelhas maduras e especiarias, com toques de carvalho; Harmonização: Pernil de cordeiro assado com alecrim, Boeuf Bourguignon, Magret de pato

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Bouchard Père & Fils Pinot Noir Bourgogne Hautes-Côtes de Beaune AOC 2018:

Fresco, vigoroso e cheio de personalidade; Produtor: Bouchard Père & Fils; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutos silvestres; Harmonização: Bisteca suína, filé mignon ao molho madeira, batatas gratinadas com queijo

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto francês

Croix d’Or Pinot Noir Pays d’Oc IGP 2019:

Goles frutados, delicados e macios; Produtor: Domaines Montariol Degroote; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas de morangos e cerejas frescas; Harmonização: Cogumelos recheados, pizza de marguerita, penne com molho pesto

Compre aqui

 


 

Vinho tinto brasileiro

Alísios Pinot Noir 2020:

Fresco e delicado, com taninos sutis e final de boca frutado; Produtor: Miolo Wine Group; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Morango, cranberry, com toques de pinhão e café; Harmonização: Quiche de shitake, pizzas de queijo, filé mignon com legumes e estrogonofe vegano

Compre aqui

 


 

Vinho tinto argentino

Manos Negras Artesano Pinot Noir 2018:

Macio e intenso, com fresca acidez; Produtor: Manos Negras; Teor alcoólico: 12,3%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, florais com toques de especiaria doce; Harmonização: Medalhão de filé mignon com risoto, tulipa de frango assada com ervas e mostarda

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Prosper Maufoux Bourgogne Hautes-Côtes de Beaune AOC 2017:

Paladar bastante frutado, amplo e sedoso; Produtor: Veuve Ambal; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aroma de frutas vermelhas madura, como cereja e groselha; Harmonização: Vitela, carnes de aves, legumes assados

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Buissonnier Pinot Noir Bourgogne Côte Chalonnaise 2018:

Delicado, frutado, com boa acidez e corpo leve; Produtor: Vignerons de Buxy; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas como morango e cereja; Harmonização: Pizza de cogumelos, risoto de shitake, frutos do mar

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto francês

Comte Bivin Pinot Noir:

Leve, fresco, com boa intensidade de frutas; Produtor: Domaine du Père Guillot; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Cereja, morango, framboesa e mirtilos; Harmonização: Salada de cogumelos, carnes brancas e queijo brie com geleia de morango

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Buissonnier Grand Vin de Bourgogne Mercurey AOC 2018:

Frutado, acidez agradável, delicado e com toque mineral; Produtor: Vignerons de Buxy; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas e especiarias doces; Harmonização: Carnes brancas, pizza de cogumelo, frutos do mar

Compre aqui

 


 

Vinho tinto chileno

Viña Carrasco D.O. Valle Central Pinot Noir 2020:

Leve, boa acidez, taninos macios; Produtor: LFE Wines – Luis Felipe Edwards; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Cereja, framboesa; Harmonização: Risoto caprese, iscas de mignon, gratinado de batatas com atum, penne ao sugo, escondidinho de carne seca, pizza marguerita

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto francês

Grand Boury Pays d’Oc Pinot Noir 2019:

Corpo leve, delicado e frutado; Produtor: Domaine du Père Guillot; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas como morango e cereja; Harmonização: Aperitivos, pizzas e massas

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Pierre Armand Mâcon Rouge AOC 2018:

Elegante e equilibrado, com agradável frescor; Produtor: Veuve Ambal; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras; Harmonização: Carnes brancas e vermelhas grelhadas

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Prosper Maufoux Mâcon Rouge AOC 2018:

Equilibrado, fresco e elegante; Produtor: Veuve Ambal; Teor alcoólico: 13,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aroma de geleia de frutas vermelhas e notas de amora; Harmonização: Queijos macios, risotos e pratos a base de cogumelos

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Domaine de La Motte Pinot Noir 2019:

Toques frutados, macios e equilibrados; Produtor: Bonfils; Teor alcoólico:12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas como morango e cereja; Harmonização: Pizzas, queijos suaves

Compre aqui

 


 

Vinho tinto americano

MacMurray Russian River Valley Pinot Noir 2016:

Frutado, corpo de leve para médio, taninos macios, acidez agradável; Produtor: MacMurray Estate Vineyard; Teor alcoólico: 14,2%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, tosta, amadeirado, terroso; Harmonização: Salmão grelhado com batata, galeto assado com purê de mandioquinha, atum grelhado em crosta de gergelim, ravióli de abóbora com carne-seca, penne ao sugo, queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Baron Philippe de Rothschild I.G.P Pays dOc Pinot Noir 2019:

Frutado, elegante e final expressivo; Produtor: Baron Philippe de Rothschild; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas frutas vermelhas, cereja e um toque de baunilha; Harmonização: Yakisoba de frango, atum grelhado com legumes salteados, carpaccio de carne, mix de cogumelos na manteiga

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Ropiteau Frères Nuits-St-Georges Rouge 2014:

Médio corpo, taninos macios, boa acidez; Produtor: Ropiteau Frères; Teor alcoólico:12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, tosta, terroso, especiarias; Harmonização: Risoto de linguiça fresca, salmão grelhado, coq au vin, paella, espaguete com polpetone, codorna recheada

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho tinto francês

Chatigny Pinot Noir Oak Aged 2019:

Frutado, delicado e refrescante; Produtor: Grupo Castel; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas maduras; Harmonização: Pizza, risoto ou quiche de cogumelos

Compre aqui

 


 

Vinho tinto francês

Cour de Mandelotte Pinot Noir 2019:

Corpo médio e taninos macios; Produtor: Maison Ginestet; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas de morango e amora; Harmonização: Pizzas variadas e massas ao molho sugo

Compre aqui

 


 

Vinho rosé italiano

Biscardo Rosapasso Originale Pinot Nero Veneto IGT 2020:

Fresco, frutado e leve; Produtor: Biscardo; Teor alcoólico: 12%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, como cereja e framboesa; Harmonização: Aperitivos, frutos do mar

Compre aqui

 


 

Vinho rosé argentino

Nacha Patagonia Pinot Noir Rosé 2021:

Acidez vibrante e um final de frutinhas vermelhas; Produtor: Bodega Chacra; Teor alcoólico: 13,2%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, frutas cítricas, flores e pimenta branca; Harmonização: Tartar de Salmão, saladas, frutos do mar e sushi

Compre aqui

 


 

O vinho rosé francês

Maison Jaffelin Pinot Noir 2019:

Bem equilibrado, extremamente frutado e muito agradável de beber; Produtor: Maison Jaffelin; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aromas florais e de cítricos e um leve aroma de balas e nuances de frutas pretas; Harmonização: Carnes brancas grelhadas, churrasco, frango, peixe ou saladas

Compre aqui

 


 

Vinho rosé alemão

Ernst Loosen Pfalz Edition Pinot Noir Rosé 2019:

Frutado, leve, boa acidez, final agradável; Produtor: Ernst Loosen; Teor alcoólico: 11,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas frescas; Harmonização: Salada com lascas de salmão grelhado, filé de peixe ao molho mediterrâneo, anéis de lula na manteiga, moqueca capixaba, pizza caprese, torta folhada de frango

Compre aqui

 


 

Vinho rosé chileno

Echeverria Pinot Noir Rosé 2018:

De caráter frutado, possui acidez refrescante e toques frutados; Produtor: Viña Echeverría; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Notas intensas de morango e pêssego branco; Harmonização: Comida japonesa, bouillabaisse, salmão grelhado com legumes

Compre aqui

 


 

⇒ Vinho rosé blend uruguaio

BO Pinot Noir Rosé 2021:

Um vinho jovem, leve, frutado, acidez média para alta que lhe confere excelente frescor; Produtor: Familia Traversa; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Pinot Noir e Cabernet Franc (vinho blend); Nariz: Intensos aromas de frutas vermelhas silvestres; Harmonização: Iscas de frango empanado, temaki de salmão, pizza marguerita

Compre aqui

 


 

Vinho rosé blend brasileiro

Lidio Carraro Faces do Brasil Rose Pinot Noir 2020 187,5mL:

Ótimo volume, boa acidez, fresco e profundo, com retrogosto frutado e notas minerais; Produtor: Lidio Carraro; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Pinot Noir, Merlot e Touriga Nacional (vinho blend); Nariz: Notas de rosas, pêssego, framboesa, morango e cereja, e um toque de especiarias; Harmonização: Carnes brancas, frutos do mar, pizzas e sushis

Compre aqui

 


 

Espumante rosé francês

Champagne Vollereaux Rosé de Saignée Brut:

Estrutura suave e gulosa, a boca é cheia e encorpada, pois os aromas persistem para dar um final muito longo. De grande redondeza e subtilmente adoçado por notas de frutos vermelhos; Produtor: Maison Vollereaux; Teor alcoólico: 12%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas e morango esmagado. Após a aeração, o nariz revela notas mais gulosas, evocando aromas de pastelaria e baunilha; Harmonização: Perfeito para uma tarde estival com frutas frescas. O champagne rosé será definitivamente seu melhor parceiro para entradas ou até mesmo sobremesas como macarons

Compre aqui

 


 

Espumante rosé italiano

Marchese Antinori Tenuta Montenisa Rosé Brut:

Fresco, agradavelmente estruturado, elegante, grande harmonia, excelente persistência; Produtor: Villa Antinori; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Nero (vinho blend); Nariz: Flores silvestres secas, pequenos frutos vermelhos, fermento, massa de pão; Harmonização: Antepastos à base de carnes curadas, caldeirada de marisco, suflê de queijo meia-cura, sobremesas com frutas ou chocolate ligeiramente amargo

Compre aqui

 


 

Espumante rosé chileno

Las Perdices Rosé Brut:

Na boca é equilibrado, com presença de frutas frescas; Produtor: Viña Las Perdices; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Destacam-se a presença de frutas vermelhas, notas florais (rosas) e aromas finos de cereja; Harmonização: Como aperitivo, suflê de camarão, salmão grelhado, bolinho de bacalhau, salada de folhas com tiras de filé de frango e morangos

Compre aqui

 


 

Espumante rosé chileno

Cono Sur Sparkling Rosé Pinot Noir:

Fresco, acidez equilibrada, final persistente; Produtor: Cono Sur; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Frutas vermelhas, framboesa, groselha, cereja; Harmonização: Chips de jiló, camarão, frutos do mar, batata doce e banana, isca de peixe frito, ostras, moqueca vegetariana, cheesecake, torta de morango

Compre aqui

 


 

⇒ Espumante blend francês

Champagne Nicolas Feuillatte Brut Réserve Exclusive:

Vibrante, com fruta intensa e expressiva, final longo e complexo; Produtor: Nicolas Feuillatte; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Pinot Noir e Chardonnay (vinho blend); Nariz: Aromas de pêra, damasco e frutas maduras como maracujá; Harmonização: Aperitivos, como canapés, e pratos leves

Compre aqui

 


 

Espumante rosé blend francês

Champagne La Grande Dame Rosé 2004:

Muito fresco, com boa estrutura, e final gracioso com traços minerais e frutados; Produtor: Veuve Clicquot; Teor alcoólico: 12,5%; Uvas: Pinot Noir e Chardonnay (vinho blend); Nariz: Toque mineral e de amêndoas, discreta fruta vermelha como groselha e notas de fermento; Harmonização: Risoto de tomate seco, magret de pato, codorna recheada (assada) com purê de ameixa e macadâmias, atum grelhado com crosta de gergelim, lombo de porco com molho de jabuticaba, e queijos semiduros

Compre aqui

 


 

Espumante rosé brasileiro

Lidio Carraro Faces do Brasil Rosé Brut:

Leve, acidez agradável, fácil de beber; Produtor: Lidio Carraro; Teor alcoólico: 12,5%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Cereja, morango, romã; Harmonização: Camarão no coco, salada com frutas vermelhas, bruschetta tradicional, wrap de peito de peru, torradinhas com patê de salaminho, salada de bacalhau

Compre aqui

 

Veja mais ofertas de vinhos Pinot Noir, blend e varietais

Comentários:

Um comentário

  1. Vanira

    Muito interessante. Provei um pinot noir brasileiro e gostei muito. Mas com toda sua descrição sobre esse vinho , quero provar um francês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados:

17 uvas tintas que você precisa conhecer 2
Difícil escolher algumas poucas uvas tintas viníferas. De fato, faltaria tempo de vida para descobrir todas! Você decidiu...
Os 8 principais produtores da Cabernet Sauvignon
Hoje vamos falar sobre a rainha das uvas tintas: a Cabernet Sauvignon. Essa uva incrível, como mostra o...
Temperos e especiarias - Como combiná-los com vinhos?
Combinar temperos e vinhos não é tão difícil e podemos provar! Confira as características mais marcantes e os...
Azeites - Harmonização com vinhos e benefícios à saúde 5
Saber usar bons azeites faz toda a diferença na hora de cozinhar. Mas, tão importante quanto entender a...
Como fazer vinho quente? 8 Receitas incríveis!
O friozinho de junho pede por vinho quente, seja de vinho tinto ou branco Inverno, frio, festa junina,...
Tournedo Rossini - Receitas e harmonização com vinhos
Mais espesso que o medalhão, o Tournedo Rossini é um clássico francês que ganhou o mundo Como um...