Steak Tartare, receitas e harmonização com vinhos

Steak Tartare, receitas e harmonização com vinhos

Introdução

O Steak Tartare, tartar ou bife tártaro é um prato clássico que vem sendo servido em restaurantes franceses há séculos. Ela combina o rico sabor da carne crua com a textura crocante das cebolas e alcaparras frescas, criando uma deliciosa mistura que você pode apreciar como aperitivo ou mesmo como parte de seu prato principal. O bife tártaro também é uma das receitas mais versáteis que existe – tudo o que é preciso é alguns simples ajustes para transformar este prato em algo inteiramente novo!

O que é Steak Tartare?

A palavra tartare se refere à carne que está sendo servida em seu estado bruto. A carne é finamente fatiada e temperada, e pode ser servida com uma variedade de condimentos como alcaparras, tomates, cebolas, picles ou até mesmo gema de ovo. É frequentemente servida em torradas ou em um sanduíche, mas também pode ser usada como parte de uma salada.

O que é Steak Tartare? Receita fácil

O bife tártaro é um prato de carne crua feito de carne moída ou picada (moída) ou carne de cavalo. É servido com gema de ovo crua, alcaparras e temperos. A carne é normalmente temperada com molho Worcestershire, mostarda, sal e pimenta.

Harmonização com vinhos para bife Tártaro

O Steak Tartare é um perfeito emparelhamento de vinhos devido à simplicidade de seus ingredientes.

Steak Tartare, receitas e harmonização com vinhos 2

● Um vinho tinto emparelhará bem com bife tártaro porque é rico em sabor e não muito pesado no seu paladar.

● Se você estiver bebendo vinho branco, vá para algo leve e rico em acidez, como Chardonnay ou Sauvignon Blanc. Isto pode ajudar a cortar a riqueza da carne enquanto ainda proporciona bons aromas e crocância.

● Os vinhos rosé combinam bem com o bife tártaro porque tendem a ter baixo teor de taninos e, portanto, não dominam seu paladar como outros tintos ou brancos poderiam fazer (embora se você gosta de tintos com taninos pesados, então, por todos os meios, sinta-se livre). O baixo teor de álcool também permite um gole mais lento durante toda a refeição sem sobrecarregá-lo com muito álcool de uma só vez; apenas tenha certeza de que não é tão baixo que não fique nenhum sabor para trás em nenhum dos lados!

● Os espumantes funcionam muito bem aqui porque são carbonatados, o que ajuda a refrescar ambos os lados durante o consumo; além disso, não há muito mais acontecendo aqui, portanto, não se preocupe com a sobrecarga de qualquer sabor de outros alimentos sendo consumidos ao lado deste prato!

Steak Tartare é uma ótima maneira de saborear carne crua!

É fácil perceber por que o bife tártaro é considerado uma iguaria. É uma ótima maneira de saborear carne crua! De fato, ela se originou na cozinha francesa como um prato feito de carne crua picada ou picada finamente (ou carne de cavalo). Tradicionalmente, é servido como aperitivo com mostarda, cornichons (picles), alcaparras e ervas frescas. Às vezes acompanhado de gema de ovo crua ou trufas para um sabor extra!

Receitas

Steak tartare, receita 1

Steak Tartare, receitas e harmonização com vinhos 3

Prato único e elegante, uma entrada ideal para uma ocasião especial.

Ingredientes

· 400 gramas de filé mignon Estância 92

· ½ cebola roxa picada

· 2 colheres de sopa de de pepino em conserva picado

· 2 colheres de chá de mostarda de Dijon

· 1 colher de chá de de molho de pimenta

· 1 colher de chá de de molho inglês

· 1 colher de sopa de de cebolinha picada

· 1 colher de de sopa de conhaque

· 1 colher de de sopa de de alcaparras

· Sal a gosto

· Pimenta-do-reino preta moída a gosto

· 1 gema de ovo para servir (opcional)

· Torradinhas e salada verde para servir

Modo de preparo:

O preparo do steak tartare é muito simples, por isso, pode ser feito apenas alguns instantes antes de ser servido. Para manter a carne bem fresca, ela deve estar gelada durante todo o preparo. Portanto, retire da geladeira apenas na hora que for preparar e servir o prato.

Para começar, usando uma faca bem afiada, corte o filé mignon em cubos bem pequenos. Tempere com sal e pimenta.

Em um recipiente, misture a carne com os outros ingredientes, com exceção da gema de ovo. Misture bem para incorporar todos os sabores e aromas.

Agora, sobre um prato, modele o steak tartare, conforme a foto. Se você tiver, utilize um arco de cerca de 10 cm de diâmetro.

Se desejar, adicione a gema de ovo sobre a carne e sirva. Recomendamos acompanhar com uma salada verde e torradinhas. Bom apetite!

 

Steak tartare, receita 2

Steak Tartare, receitas e harmonização com vinhos 4

Ingredientes

600 g de filé mignon

50 g de alcaparras

½ cebola roxa

50 g de pepino em conserva

2 colheres de sopa de mostarda Dijon

2 colheres de sopa de molho inglês

Cebolinha verde e/ou salsa a gosto

Sal a gosto

Pimenta-do-reino a gosto

Azeite a gosto

Gemas de ovo

 

Modo de preparo

Corte a carne em cubos pequenos e regulares. É fundamental ter atenção ao tamanho, tendo em vista que ela será consumida crua.

Disponha a carne picada em um recipiente sobre gelo, isso manterá a carne sob uma temperatura ideal e segura.

Corte a cebola, a cebolinha e/ou salsa, a alcaparra e o pepino em pedaços bem pequenos – isso é essencial para não sobressair a carne –, e acrescente-os à carne.

Junte os condimentos – mostarda, molho inglês, tabasco, sal e pimenta-do-reino – e misture bem. Finalize com o azeite.

Estruture o prato e sirva com o acompanhamento de sua preferência.

 

Steak tartare, receita 3

Steak Tartare, receitas e harmonização com vinhos 5

Ingredientes

250 g de filé mignon

1 gema de ovo

pimenta-do-reino a gosto

1 colher de chá de azeite

Sal a gosto

Cebolinha, cebola picada e alcaparras para finalizar

Modo de preparo

Pique a carne em pedaços bem pequenos ou use um moedor. Em seguida, misture o sal e a pimenta. Finalize misturando a gema de ovo e salpicando os ingredientes extras. Dica: se a carne for picada sem um moedor, utilize uma faca de cerâmica.

Steak Tartare, receitas e harmonização com vinhos 6

Conclusão

Em conclusão, o Bife Tartare é uma ótima maneira de saborear carne crua, é um prato elegante e cai muito bem com um bom vinho. Deseja experimentar esta delícia com um bom vinho, venha para o Center Gourmet.

E veja uma seleta lista de vinhos abaixo para harmonizar:

 

O branco Chardonnay francês

Bouchard Père & Fils Grand Vin de Bourgogne Meursault Les Clous AOC 2018:

Rico, agradável, com acidez marcante e toques amanteigados; Produtor: Bouchard Père & Fils; Teor alcoólico: 13%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Aromas intensos de frutas brancas e flores, com toques minerais e de brioche; Harmonização: Paella, salada Caesar, peixes assados com legumes

Compre aqui

 


 

O espumante blend francês

Champagne Veuve A. Devaux Grande Réserve Brut:

Elegante, fresco e delicado, com final intenso; Produtor: Devaux; Teor alcoólico: 12%; Uvas: Pinot Noir e Chardonnay (vinho blend); Nariz: Aromas florais, com notas de frutas de caroço maduras, como pêssego e damasco, e especiarias; Harmonização: Risoto de limão siciliano com amêndoas, steak tartare, ostras gratinadas, tagliatelle com frutos do mar, ceviche de salmão, codorna recheada

Compre aqui

 


 

O rosé Bobal espanhol

Enterizo Bobal Rosado Utiel-Requena DOP 2021:

Refrescante, frutado, equilibrado, corpo médio, macio, persistente; Produtor: Bodegas Coviñas; Teor alcoólico: 12%; Uva: Bobal (vinho varietal); Nariz: Frutado e intenso, com notas de geleia de morango; Harmonização: Caldo verde, salada de camarão, legumes grelhados

Compre aqui

 


 

O branco Chardonnay chileno

Viña Carrasco DO Valle Central Chardonnay 2022:

Vinho jovem, leve, frutado, acidez agradável e refrescante; Produtor: Luis Felipe Edwards; Teor alcoólico: 13%; Uva: Chardonnay (vinho varietal); Nariz: Frutas tropicais como abacaxi e melão, frutas de caroço como pêssego; Harmonização: Risoto de frango, suflê de frango, camarão empanado, quiche de alho-poró

Compre aqui

 


 

O tinto Pinot Noir alemão

Max Mann Pinot Noir Pfalz 2019:

Corpo médio com textura aveludada; Produtor: Moselland; Teor alcoólico: 13%; Uva: Pinot Noir (vinho varietal); Nariz: Aroma de amoras e frutas vermelhas; Harmonização: Risotos, carnes brancas e carnes vermelhas grelhadas

Compre aqui

 


 

O rosé blend francês

Château D’Esclans Whispering Angel 2021:

Vinho jovem, leve, expressivo, elegante, cremoso, macio, com acidez vibrante e agradável frescor; Produtor: Chateau d’Esclans; Teor alcoólico: 13%; Uvas: Grenache, Cinsault e Vermentino (vinho blend); Nariz: Notas de frutas vermelhas frescas como morango, framboesa e cereja, notas florais, toques minerais, sutil damasco e pêssego; Harmonização: Tartar de salmão, peixe grelhado com legumes, espaguete com legumes salteados, salada caprese no palito

Compre aqui

 


 

O branco blend francês

M. Chapoutier Blanc Côtes-du-Rhône AOC 2020:

Encorpado, equilibrado, fresco, é elegante e com notas sutis de frutas brancas; Produtor: M. Chapoutier; Teor alcoólico: 13,6%; Uvas: Roussanne, Viognier, Grenache Blanc, Clairette Blanche e Marsanne (vinho blend); Nariz: Aromas de damasco, maracujá, manga, abacaxi e pêssego; Harmonização: Aperitivos, peixes, mariscos, steak tartare

Compre aqui

 


 

O rosé Cabernet Franc chileno

Echeverria Rosé Cabernet Franc 2020:

Leve e refrescante, com acidez agradável; Produtor: Viña Echeverría; Teor alcoólico: 13%; Uva: Cabernet Franc (vinho varietal); Nariz: Aromas de frutas vermelhas frescas, como o morango; Harmonização: Steak Tartare, vinagrete de mariscos, empanada de carne

Compre aqui

 


 

O rosé blend brasileiro

Vibra! Rosé – Vinho em Lata:

Delicado, frutado e refrescante; Produtor: Vinícola Goes; Teor alcoólico: 11%; Uvas: Várias uvas (vinho blend); Nariz: Bala de morango, frutas vermelhas; Harmonização: Steak tartare, peixes brancos, saladas ao molho rosé

Compre aqui

 

Ofertas Relacionadas

Rolar para cima